DE ACORDO COM O PARÁGRAFO ÚNICO DO ART 69. DIS QUE: AO AUTOR DO FATO QUE,APÓS A LAVRATURA DO TERMO,FOR IMEDIATAMENTE ENCAMIADO AO JUIZADO OU ASSUMIR O COMPROMISSO DE A ELE COMPARECER, NÃO SE IMPORÁ PRISÃO EM FLAGRANTE,NEM SE EXIGIRÁ FIANÇA. ENTÃO EU TENHO DUAS DUVIDAS, 1° o autor se nega a comparecer ao juizado, então e feito um flagrante normal e ele vai preso? 2°se o autor está totalmente embriagado ou sobe efeito de qualquer droga de forma que nem saiba o que se está se passando, ele pode ficar detido na DP até que tenha condição de assumir o compromisso (assinar o termo de compromisso do TCO),E SÓ APÓS SE LIBERADO?

Respostas

3

  • 0
    2

    2 G Sábado, 17 de janeiro de 2009, 3h45min

    Caro Leandro.

    Respondendo a sua 1ª pergunta.. Se o autor negar-se a assinar o TC, aqui no RS, oega-se duas testemunhas e lavra-se o TC normalmente, mas teve épocas que era levado sim a presença do Delegado e lá era novamente explicado ao autor as consequencias da nãop assinatura do termo... caso persistir em não acinar é feito o flagrante normal. com pagamento de fiança e tudo mais.
    Na 2ª pergunta precisa-se saber qual é o delito que ele cometeu.. se for Trânsito ast. 306, dirigir sob influencia d alcool ai é maior potencial ofensivo e não cabe o TC, se for o caso de ameaça, lesao corporal... entrega-se o autor a algum familiar q se responsabilize pelo mesmo, do contrário para segurança de todos pode-se sim deixar o bebum no xadrez até q se recupere...

    era isso!!

    A b r a ç o.

  • 0
    L

    leandro j f lima Segunda, 19 de janeiro de 2009, 12h40min

    Agradeço ao amigo Goulart por ter respondido,mas gostaria de ler mais respostas
    dos colegas de forum.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região