Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. luana_1
    20/01/2009 13:00

    Tenho fibromialgia a 6 anos e essa doença não tem cura e me impossibilita de trabalhar, pois além das dores sofro de depressão, qual é a possibilidade de me aponsentar? desde já estou grata pela atenção.
  2. Andreia Alves dos Santos
    20/01/2009 16:04

    Cara luana

    tenho um cliente com um caso similar ao seu. Gostaria de saber se vc efetua os recolhimentos previdenciários. O fato de ter fibromialgia é discutível se conseguirá a aposentadoria por invalidez, pois o perito judicial (ortopedista), conforme o caso (o do meu cliente foi assim), não caracteriza suficiente para obter o direito à aposentadoria, sendo remetido ao perito psicólogo para avaliação, pois acha que o problema é "apenas" psicológico, mas cada caso é um caso. Gostaria de saber se vc está em auxílio doença.
  3. AMELIA PEREIRA DE DEUS
    20/01/2009 16:18

    sou funcionária municipal, fui obrigada a ter c/c no banco, nao tive escolha, quero ter apenas conta salario, isso é possivel? O banco está devorando o meu salario pois estou no vermelho, quero saldar o débito mas não posso fazer deposito pois o saldo negativo não diminui, apenas aumenta, quero saber se tem uma lei que me dá respaldo para fechar a conta e manter apenas a conta salário, afinal de conta o prefeito atual trocou de banco sem consultar o funcionalismo.
  4. Funcho
    20/01/2009 17:10

    resposta um:

    a fibromialgia não 'PASSA" na perícia do INSS. Os peritos (?) entendem que não
    é caso para aposentadoria.

    resposta dois:

    O empregado pode escolher o banco que irá receber seu salário.
  5. Ana Paula
    20/01/2009 18:27

    Eu tive fui durante um bom tempo medicada como fibromialgia, até que procurei uma reumatologista indicada pelo pelo ortopedista, e na verdade eu tinha LUPUS!
    Não sei se te ajuda, mas vale a pena investigar essa tal de fibromialgia a fundo.O exame chama-se FAN, e outros que a reumatologista irá te pedir, determina se é fribromialgia ou reumatismo...
    Bjs
  6. luana_1
    21/01/2009 13:43

    Cara Andréia, em primeiro lugar obrigada pela atenção, eu não efetuo recolhimento do inss, nesse caso eu teria direito a auxilio doença? Vc acha q seria bom q eu começasse a efetuar o recolhimento como automona? tenha um bom dia. Obrigada
  7. Andreia Alves dos Santos
    21/01/2009 19:55

    Mas vc já trabalhou em alguma empresa e teve recolhimentos anteriores... No momento vc não possui a qualidade de segurada, desse modo, não faz jus ao benefício de auxílio doença. Se vc não efetua os recolhimentos, mas já teve algum recolhimento anterior, após 4 meses efetuando recolhimentos poderá solicitar o benefício. Poderá recolher como contribuinte facultativo, código 1406 e recolher 11% do salário mínimo. Mas atente para um detalhe, vc precisa ter recolhimentos anteriores, só nesse caso poderá voltar a recolher. mas precisam ser 4 meses, 1 por mês e não de uma única vez. Após, vc poderá solicitar o benefício, mas precisará de laudos médicos que comprovem as enfermidades, mas no laudo não poderá constar que a doença já existe há muito tempo, pois vc corre o risco de não conseguir o benefício devido ao fato de considerarem a doença como préexistente, mas poderá afirmar que houve o agravamento da doença.
    No caso da resposta do amigo FUNCHO creio que está mal informado, pois meu cliente ficou 8 (oito) anos em auxílio doença por FIBROMIALGIA.
  8. Andreia Alves dos Santos
    21/01/2009 19:57

    CARO AMIGO FUNCHO

    Creio que vc está equivocado em afirmar que a fibromialgia "não passa" na Perícia do INSS, pois meu cliente ficou 8 (oito) anos em auxílio doença por FIBROMIALGIA.
    abraços
  9. Regina C.C. Viana
    22/01/2009 12:03

    bom dia. eu já fiz recolhimento 4 anos , nesse caso tenho direito ao auxilio doença? tb tenho fibromialgia. grata pela atenção
  10. Funcho
    24/01/2009 12:00

    Andréia Alves.


    Sua resposta aclarou mais minha convicção.
    Depois de oito anos de afastamento o segurado deveria ser aposentado.
    Passa ou não passa?
  11. Andreia Alves dos Santos
    26/01/2009 19:28

    Foi ajuzada ação para que seja convertido o benefício em aposentadoria por invalidez, somente o Juízo Federal poderá reconhecer.
  12. Andreia Alves dos Santos
    26/01/2009 19:32

    Mas vc já continua recolhendo ou não... Se não efetua recolhimentos, no momento vc não possui a qualidade de segurada, desse modo, não faz jus ao benefício de auxílio doença, mas após 4 meses efetuando recolhimentos poderá solicitar o benefício. Poderá recolher como contribuinte facultativo, código 1406 e recolher 11% do salário mínimo. Mas atente para um detalhe, vc precisa ter recolhimentos anteriores, só nesse caso poderá voltar a recolher. mas precisam ser 4 meses, 1 por mês e não de uma única vez. Após, vc poderá solicitar o benefício, mas precisará de laudos médicos que comprovem as enfermidades, mas no laudo não poderá constar que a doença já existe há muito tempo, pois vc corre o risco de não conseguir o benefício devido ao fato de considerarem a doença como préexistente, mas poderá afirmar que houve o agravamento da doença.
  13. Prisma**Deus é Fiel**
    27/01/2009 00:32

    Olá, tenho FIBROMIALGIA além de ernia de disco cevical são 3 mais estreitamento na medula osséa,érnia na lombar 1 e2 discos pretos,desnervação crônica nas pernas e escoliose.
    Esclerose nos quadris, bursite no braço esquerdo.
    mesmo assim sofrendo muito enclusive, dres fortes de cabeça.
    Depois de varias tentativas em vão, entrei com reconcideração .
    O médico nem olhou meu laudo nem pedido de reconcideração, que geralmente eles recolhe.
    marcou uma junta para o dia seguinte mais não me deu nada que provasse que eu istive lá e qqqueele marcara junta para o dia seguinte.
    fffffui no outro dia , porém ninguém sabia de nada me fizeram esperar atoa , no fim marcaram para a proxima, segunda fui cedinho, mais não teve junta fiquei até quase meio dia ,ai marcaram para p proximo dia 12 d novembrode 2008.
    Bem chegou o dia lá estava eu 6;30mts pois teria pericia as 7;00hs, esperei até quase meio dia , me consultaral muito mal, e pediram pra eu ir para casa e voltar as 13;00hs, voltei e peguei o indeferimento.
    coclusão perdi os dias no total 24 dias , ferias e tkt vale ralimentação volteia trabalhar e estou doente oq fazer agora, se houver alguém que possa me ajudar.
    grata, desculpe os erros.
  14. Michelle_1
    31/01/2009 21:53

    Olá boa noite

    Tenho tendinopatia nos ombros, cotovelos e punho e a cerca de seis recebi o diagnóstico de fibromialgia, estou afastada do trabalho cerca de três meses e na última perícia foi me concedido mais 90 dias de benefício, faço tratamento medicamentoso (amytril, paracetamol 750mg e nimesulida de 100mg) e secundário ( acumputura, fisioterapia e caminhada) mesmo assim continuo com muitas dores, tenho medo que no final do período concedido não consiga voltar a trabalhar, na última perícia o médico disse que da próxima vez provavelmente eu não consigua mais a prorrogação do benefício, que eu teria que voltar a trabalhar ou teria que mudar de função, isso é certo ?? qual o tempo formal para se aposentar e como seria??? é possível com os diagnósticos de tendinopatias e fibromalgia???
  15. Andreia Alves dos Santos
    27/02/2009 16:22 | editado

    Boa tarde

    Com esses diagnósticos creio que vc consiga a aposentadoria por invalidez desde que o seu médico comprove através de laudo que vc não tem mais condições de trabalhar, em definitivo. Há necessidade de ter exames comprovando as suas doenças, mas continue tentando a prorrogação do benefício e todos os recursos administrativos. O INSS, de acordo com a Lei deve aposentá-la após 2 anos em auxílio doença ou, após a cessação do auxílio doença. Há um processo chamado Reabilitação Profissional, que é obrigatório ao INSS fazê-lo quando a pessoa não possui o direito à aposentadoria. Mas durante a reabilitação o benefício não pode ser cessado.

    Abraços
  16. Andreia Alves dos Santos
    27/02/2009 16:27

    Boa tarde


    O INSS deveria ter fornecido documento constando sua presença e se não deu vc deveria ter exigido. Vc pode entrar com recurso se é que ainda está no prazo ou novo pedido de auxílio doença e usar todos os recursos do INSS para que seu benefício seja restabelecido, caso contrário procure um advogado para ajuizar ação.

    Abraços
  17. Marcia_1
    27/03/2009 20:12

    oi Gostaria de saber estou afastada do trabalho á 4 meses com cid 10 f41 mas a 5 meses descobri que tbem sofro de fibromalgia passo com pisiquiatra e com reumatologista mas na minha perecia não levei carta da reumatologista somente do pisiquiatra sendo que o medico do trabalho me deu como auxilio doença mas o perito concedeu em especie acidentaria daqui 15 dias cesara meu beneficio mas estou sentindo muitas dores no corpo e cabeça não durmo direito bem gostaria de saber se posso incluir a carta da reumatologista tbem ? e se a empresa não aceita o acidente de trabalho o que posso fazer ? obrigada
  18. edjanice santos
    19/04/2009 01:10

    Tenho fibromialgia estou com laudos, sinto forte dores e meu pedido de auxilio doença foi indeferido. Pois perito disse que fibromialgia não esta registrada como doença que receba auxilio doença. E agora o que faço pois não estou aguentando trabalhar?
  19. patricia tho
    05/05/2009 23:44

    Olá,como muitos tenho duvidas a respeito desta situação: desejo saber se realmente tenho direito a aposentadoria parcial por invalidez,pois :fiquei 4 anos e meio de beneficio primeiro por LER/DORT,depois descobri que tenho fibromialgia aliada a depressão,sofro com muitas dores ,mas mesmo assim voltei ao trabalho , antes fui reabilitada com novo cargo na empresa ou seja trabalhava como atendente em um call center e passei a ser aux.de escritorio,mas devido a esses problemas tiro muitas licenças do trabalho sei que apos um ano tenho a estabilidade mas temo pela minha demissão,este prazo esta encerrando e sei que corro risco de ser demitida,menciono ainda que o primeiro beneficio foi por acidente de trabalho reconhecido pelo inss e pela empresa,agora o próprio medico do trabalho me encaminhou ao beneficio novamente pela mesma doença,quem deverá reconhecer meu problema e se tenho este direito pois continuo sofrendo física e psicologicamente por tal situação pois tenho feito inúmeros tratamentos fico razoavelmente boa e depois volta tudo novamente , agradeço desde já atenção a mim dedicada.
  20. jeanio gomes da costa_1
    06/05/2009 00:38

    Gostaria de saber se tenho direito a aposentadoria pois tenhoL.E.R e processo degenerativo na coluna , passei 2 anos afastado e hoje estou bem mais doente, coloquei na justiça federal e o juiz antecipou a reiplantou o beneficio só que agora cortou o que eu faço.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS