Estou com um caso de uma mãe, casada, mas o marido passa maior parte do tempo trabalhando em outras cidades, atualmente tem 8 meses que ele não pisa em casa. o filho falecido morava com ela e era responsável por grande parte das contas de casa.

Como prova ela possui uma conta de telefone da casa no nome do filho q serve também como comprovante de endereço conjunto e um comprovante do plano de saude no qual ela era dependente. E testemunhas.

Ela não quer entrar com pedido na previdencia pois eles vao negar poque só tem 2 documentos.

Nenhum morador da casa tem carteira assinada, são todos autonomos, e a mãe é do lar.

as duvidas:

Ela tem direito? Como proceder a ação? E o pai como fica na ação?

Respostas

2

  • 0
    C

    Carlos Volpe Domingo, 20 de setembro de 2009, 10h45min

    Geane
    Ele era contribuinte da previdência? Pois o beneficio é dado a quem contruibui, mesmo sendo autônomo.

  • 0
    G

    Geane Segunda, 21 de setembro de 2009, 12h12min

    o filho falecido tinha trabalho com carteira assinada, e, obviamente, era segurado da previdencia.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região