Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. André
    02/03/2006 16:16

    Sou maior e vivo com a minha mãe. Há alguns meses ela tem começado discussões e ameaçado me colocar pra fora de casa. Apesar de estar empregado, não tenho condições de pagar aluguel e não tenho outro lugar pra morar. Nunca dei causa a nada disso, e sempre a tratei com respeito. Agora ela mandou que eu arrumasse minhas coisas e saisse de casa, caso contrário ela chamaria a polícia. Gostaria de saber se a pretensão dela tem embasamento legal, ou se não, de que forma poderia me proteger disso. Por favor.

    Agradeço desde agora.

  2. Maria Carolina
    06/03/2006 23:32

    eu penso assim, mas seu advogado devera pensar a seu favor:
    sim, pode, vez que vc eh maior de idade, ou seja, ja houve a extinçao do patrio poder ( hj poder familiar).
    Vc mora na casa dela ( esta no nome dela, nao eh?) por simples questao de comodato.

  3. silvio alves de oliveira
    09/03/2006 23:57

    Meu amigo André, vamos ser bem simples para melhor entendimento, você adquire a maioridade aos 18 anos, quando isso acontece, seus pais perdem o pátrio poder, ou seja não mais tem compromisso nenhum com você.
    quem manda na casa nesse caso é sua mãe, ela deixa dentro dela quem ela quiser, Ela teria obrigação com você, se você fosse inválido e não tivesse condições de se manter, caso contrário meu amigo, te dou um conselho, você está morando com a sua mãe de favor, a hora que ela quiser, ela pode por você na rua, pior ainda, proibir você de passar na porta da casa dela, infelismente a lei é assim. A única maneira de você se proteger, e sendo mais amigo de sua mãe, e verás que mãe tem o coração maior do mundo. boa sorte e abraço

  4. Iara Romera
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    11/06/2014 17:18 | editado

    sou viuva ,tenho um filho com vinte e um anos , usuario de drogas violento, naotrabalha nao estuda, apesar da minha insistencia, nao esta mais tendo respeito com minha filha . dia desses viagei ele quebrou tudo em casa, e colocou uma faca no pescoco dela ,apolicia foi chamada e disse que nao podia fazer nada pois ele estava muito violento,gostaria de saber que fazer nessecaso?
  5. Shuri
    11/06/2014 17:26

    Iara Romera, já registrou a ocorrência? No caso, essa situação ele será enquadrado na lei maria da penha e portanto, sua filha e voce ganharão uma ordem de restrição em desfavor dele.
  6. Iara Romera
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    11/06/2014 17:54

    a policia ja esteve aqui varias vezes ,mas nunca nos orientou, a registrar b.o,omeu filho diz que tem direito na casa ,carro mas esta tudo no meu nome ,disse se caso eu tentar coloca-lo na rua botafogo em tudo , ele tem direito a alguma coisa nesse caso?
  7. Iara Romera
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    11/06/2014 18:03

    A Policia ja esteve aqui varias vezes,mas nunca nos orientou a fazer um b.o ,ele diz ter direito na casa ,carro mas esta tudo no meu nome , disse que se eu tentar coloca-lo na rua bota fogo em tudo ,ele tem esse direito?
  8. Shuri
    11/06/2014 23:00

    Hnnn policia que voce diz acredito que seja a militar. Isso é caso para polícia civil. Quanto a questão dele ter direito ou não, pouco importa, o delegado deve pedir ao juiz uma ordem de restrição, proibindo ele de se aproximar, afinal, é ele quem deu causa a situação. Em relação a ele ter algum direito sobre parte do imóvel, ele que recorra a Justiça para cobrar o que é dele, mas bem longe de voce.

    Enfim, vá a delegacia da mulher e converse com a delegada que esta irá lhe explicar melhor o procedimento e sim, você estará amparada pela lei maria da penha, pois esta se aplica também a esse caso.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS