Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Aflito
    27/02/2010 21:51 | editado

    Olá! Trabalho numa empresa mista que, por meio de uma cláusula explicitada no acordo coletivo deste ano, defende a seguinte norma: " A empresa pagará às suas empregadas, bem como os detentores da guarda, o benefício de auxílio creche no valor de..." Assim sendo, eu, na qualidade de pai legítimo e casado legalmente- inclusive residindo no mesmo domicílio- com uma esposa atualmente desempregada, acaso não tenho o direito de receber tal benefício também? Afinal, além de possuir a igualdade do poder familiar assegurado no casamento pela constituição, sou eu que tenho que arcar com todas as despesas do lar e dos cuidados materias referentes ao bem estar de minha filha recém nascida...Na contramão da CF, a empresa supracitada alega que só terei direito se conseguir obter um termo de guarda assinado por um juiz, ou seja, ignora os direitos e deveres respondidos em igualdade pelo homem e pela mulher e garantidos através da certidão de casamento... Pergunto: preciso realmente deste termo ou legalmente só a certidão já basta para comprovar a guarda de minha filha? Se este documento for realmente necessário, como obtê-lo gratuitamente, já que minhas atuais condições financeiras não permitem cobrir uma ação judicial?
    Desde já, agradeço e aguardo resposta
  2. Daniel Vasconcelos
    28/02/2010 13:59

    Sr
    a empresa nao tem obrigatoriedade de pagar auxilio creche....porém alguns sindicatos conseguem incluir em acordo coletivo...no seu caso o acordo é claro em afirmar que e devido para as empregadas.....portanto, nao teria direito a esse beneficio.

    caso nao fique satisfeito, podera questionar judicialmente o nao pagamento do beneficio.



    Att

    Daniel
  3. Aflito
    01/03/2010 20:27

    Sr. Daniel, agradeço seu esclarecimento, mas creio que o senhor sublinhou apenas a condição de pagamento de auxílio creche às empregadas adquirida via acordo coletivo. E quanto a condição de detentores da guarda também expressa na mesma cláusula? Como a palavra "detentores" não faz distinção de gênero, outrossim , condiciona o pagamento do auxílio a quem for responsável pela guarda da criança, o pai legítimo, se morando legalmente casado com a mãe da criança, também não possui os mesmos direitos e deveres alardeados e firmados na certidão de casamento?
  4. Aflito
    02/03/2010 21:17

    Olá! Trabalho numa empresa mista que, por meio de uma cláusula explicitada no acordo coletivo deste ano, defende a seguinte norma: " A empresa pagará às suas empregadas, bem como os detentores da guarda, o benefício de auxílio creche no valor de..." Assim sendo, eu, na qualidade de pai legítimo e casado legalmente- inclusive residindo no mesmo domicílio- com uma esposa atualmente desempregada, acaso não tenho o direito de receber tal benefício também? Afinal, além de possuir a igualdade do poder familiar assegurado no casamento pela constituição, sou eu que tenho que arcar com todas as despesas do lar e dos cuidados materias referentes ao bem estar de minha filha recém nascida...Na contramão da CF, a empresa supracitada alega que só terei direito se conseguir obter um termo de guarda assinado por um juiz, ou seja, ignora os direitos e deveres respondidos em igualdade pelo homem e pela mulher e garantidos através da certidão de casamento... Pergunto: preciso realmente deste termo ou legalmente só a certidão já basta para comprovar a guarda de minha filha? Se este documento for realmente necessário, como obtê-lo gratuitamente, já que minhas atuais condições financeiras não permitem cobrir uma ação judicial?
    Desde já, agradeço e aguardo resposta
  5. Aflito
    02/03/2010 23:31

    Algum advogado ou entendedor da lei poderia me orientar neste caso???? É urgente, pessoal... Preciso cuidar do bem estar da minha filha...
  6. Daniel Vasconcelos
    03/03/2010 16:53

    o termo guarda é para os que legalmente foram autorizados a cuidar do menor...

    o Pai nao tem guarda da criança, exceto se nao morar com a mae e o juiz na separação decidir entregar a guarda ao Pai.


    esperamos mais comentarios


    Att


    Daniel
  7. Aflito
    03/03/2010 20:35

    Help-me, please!!!!!!
  8. Aflito
    04/03/2010 21:19

    alguém gostaria de comentar sobre este caso????
  9. Aflito
    06/03/2010 09:45

    algum comentário???
  10. LUCIA NOGUEIRA
    09/08/2010 16:40

    meu esposo trabalha a quase 3 anos numa loja e ficamos sabendo que outros colegas recebem auxilio creche e ele nao, como saber se tem direito, se pode receber o tempo perdido, o que fazer
  11. LUCIA NOGUEIRA
    09/08/2010 16:43 | editado

    meu esposo trabalha a quase 3 anos em uma loja colegas dele recebem auxilio creche , ele nem sabia que existia, como saber se tem direito, se pode receber o tempo que ficou sem receber, e o que fazer para receber

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS