Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. DENER F SILVA
    09/06/2010 12:30 | editado

    Boa tarde.

    Tenho uma conta corrente em uma agência da CEF e esta conta está com o limite estourado e com parcelas atrasadas do construcard.

    Em outra agência da CEF tenho uma conta poupança onde normalmente deposito meu salário. Segue que ontem (9/06/10) efetuei o depósito de um cheque de pagamento do meu salário e após tentar retirar o dinheiro fui avisado que o cartão estava bloqueado.

    Fui ao gerente e achei que era senha e ele me avisou que a conta tinha sido bloqueado devido ao débito na outra agência.

    O pior é que o dinheiro é para pgto de despesas e não tenho outro jeito de pagar.

    Depositei 800,00 e eles falaram que vão descontar 500,00 e vai sobrar só 300 o que não dá para eu pagar minhas contas.

    Liguei e falei com a outra gerente da agência que bloqueou e ela disse que o sistema bloqueia sozinho e que não tem nada a ser feito.

    Pensei em procurar procon mas não sei se é da ossada deles.

    Gostaria de saber o que posso fazer. Agradeço a todos desde já.
  2. mariamaria
    09/06/2010 13:37

    vc pode ir a agencia que fez o bloqueio e solicitar que seja feito somente um desconto de 30%.
  3. DENER F SILVA
    10/06/2010 09:53

    Obrigado pela ajuda. Mas estes 800,00 são para a minha subsistência, comida, remédios etc... não acho justo bloqueaream. Falei com a gerente ontem e ela disse que não pode fazer "nada".

    As parcelas que estão cobrando vem do CONSTRUCARD segundo ela.

    Será que cabe Danos Morais? Andei lendo alguns processos com o mesmo problema e que garantiram a invalidação de cláusulas do contrato do cartão CONSTRUCARD que permite a penhora da poupança.
  4. mariamaria
    10/06/2010 13:31

    bom, em caráter emergencial, retire os 30%, posteriormente, com um advogado, mova o processo para pedir os danos morais e a restituição do que foi lhe cobrado.

    boa sorte
  5. DENER F SILVA
    10/06/2010 14:07

    Obrigado, Maria.

    Fui na agência mas a gerente se mostrou indiferente disse não poder fazer nada.
    É duro viu.

    Fui ao procon e a advogada de lá disse que eles tem direito de pegar o valor depositado. Se a poupança fosse para depósito de salário todo mês pela empresa que trabalho eles poderiam bloquear 30% só, mas como não é então podem pegar tudo.

    Acho muitas vezes que o procon daqui tem muita coisa obscura com muitas empresas.

    Pelo que li de uma lei 11.382/2006 não podem fazer isto desde que o valor do saldo não ultrapasse 40 sal. mínimos o que não é o meu caso.

    A advogada do procon disse que teria que entrar com uma ação na Justiça Federal para obter a liberação.... acho que vou ter que brigar para ter o que é meu.
  6. Prometheus Silva
    01/07/2010 10:32

    Reclame no BACEN surte mais efeito do que procon e JEF, pois ha penalidade a ser imposta a instituiçao, considero como confisco, ainda mais que existe outros meios de cobrança e gerente nao tem poder de Juiz para bloquear o seu cartão nem o seu dinheiro, eis ai um Bacen jud as avessas.
    e mand a adv do procon estudar mais um pouco, por isso esse Orgao não funciona.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS