Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Ademar Junior
    13/07/2010 19:12

    Olá, caros colegas!!!
    Irei atuar em minha primeira audiência criminal de instrução, debates e julgamento, por isso, tenho algumas dúvidas que espero possam ser sanadas.

    Primeiro esclareço que se trata de crime de tráfico (artigos 33 e 35 lei de drogas e foramção de quadrilha), sendo que os indícios de autoria e materialidade são extremamente contundentes. Meu cliente "escapou" do flagrante e está foragido, fui nomeado como defensor dativo.

    Na defesa preliminar, aleguei apenas que a droga apreendida não pertencia ao acusado visto que o mesmo não possui condições financeiras para adquirir a quantidade de "canabis sativa" que foi apreendida.
    Jamais tive contato com o acusado e as testemunhas que arrolei foram indicadas por um outro advogado que tb milita no mesmo processo e conhece meu cliente de "outros carnavais", porém advoga para o outro acusado que participou do mesmo crime.

    Desta forma, como devo atuar na audiência?

    Devido o acusado estar foragido, passaremos à inquirição das testemunhas de acusação, que perguntas fazer?

    As testemunhas de defesa moram em outro estado, logo, foi expedida carta precatória para a inquirição das mesmas por outro juiz, assim, não terei oportunidade de inquiri-lás? Se sim, como e que perguntas fazer?

    E no final, logo após o MP, terei que fazer a sustentação oral, o que dizer? Lembrando que os indícios apontam ser certa a autoria e materialidade e que o acusado possui extensa vida pregressa.

    Antecipadamente agradeço a atenção.

    Abraço

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS