Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Domênica
    23/01/2007 14:15 | editado

    Boa Tarde!
    Tenho uma amiga que tem andado muito nervosa pois contraiu dívida com banco após ter problemas com sócia da loja que tinha, dívida essa que fará 5 anos agora em abril, no valor de aproximadamente R$ 5.000,00 e que a financeira deu prazo para ela pagar até o fim da semana um valor reduzido ou então enviariam para o jurídico. Ela está com muito medo pois tem medo do banco entrar com ação na justiça e chegar ao ponto de serem penhorados bens, porém os únicos bens que ela possui são móveis, pois a casa em que vive não é própria e está separada do marido. Minha dúvida é: O banco ainda pode entrar com ação contra ela na justiça? E corre risco de penhora ou fiel depositário? Se eles entrarem na justiça é possivel um acordo flexível?? Pois a maior parte do débito é referente á juros decorrentes do limite da conta.
    Agradeço desde já a atenção.

  2. ANTONIO CONTADOR
    28/01/2007 17:54

    OLA
    O BANCO OU QUEM DE DIREITO, SABE QUE O PRAZO E DE 5 ANOS, TEM INICIO UMA FASE DE AMEACAR A OUTRA PARTE, NAO ASSINE NADA POIS NESTE CASO O BANCO FICA MAIS FORTE, SOLICITE UMA PLANILHA DE CALCULAS DOS JUROS OU VOCE ENTRA NA JUSTICA.

    QUERENDO PODE ESCREVER

    asolucao@brfree.com.br

  3. Ricardo Miravili Antunes
    21/03/2007 20:33

    Cara Dômenica

     

    Primeiramente como já destacado evite qualquer renegociação da dívida, ou seja, novação, pois com ela morre a obrigação anterior e não se é possível discutir vícios da obrigação anterior, muito embora haja corrente contrária, este entendimento é o que tem prevalecido. 

    Recomendo que procure um advogado e proponha uma ação revisional o quanto antes

    Boa sorte

    Thiago 

  4. dorival gonçalves de campos junior
    22/03/2007 07:30 | editado

    Cara amiga o certo seria você propor uma ação:

    AÇÃO DE REVISÃO DE CLAUSULAS CONTRATUAIS QUITAÇÃO PARCIAL OU TOTAL DE DIVIDA CUMULADA COM PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA DE CANCELAMENTO DE DENUNCIA NOS BANCOS DE DADOS, SERASA- CADE- S.P.C- VIDEO CHEQUE PROTESTO DE TITULO E DOCUMENTOS.

    ou uma AÇÃO REVISIONAL OK.

    E esse valor os bancos não costumam executar não, pois o gasto é elevado para eles e uma negociação direta seria melhor para eles.

    portanto procure um advogado e ajuize uma ação em desfavor do Banco pois discutir com seu nome fora dos cadastros de maus pagadores é bem mais fácil ok.

    atenciosamente

    dr. dorival junior

  5. ADRIANA
    12/09/2007 07:59

    Com base no assunto inicial "dívida de banco" tenho a seguinte dúvida:

    - "Beltrano" adquiriu dívidas advindas de empréstimos bancários. Essa dívida pode atingir o patrimônio de "Ciclano", seu cônjuge?
    Obs: Os patrimônios estão apenas em nome do "Ciclano", porém, "Ciclano" é casado com "Beltrano" no regime de comunhão parcial de bens.

    Se a resposta for sim, o que é possóvel fazer p/ q isto não ocorra?
  6. Patrícia_1
    14/11/2007 09:43 | editado

    Gostaria de saber como a dívida adquirida atráves de emprestimos bancários e cheque especial pode me atingir, uma vez que não possuo bens...so o meu marido, com quem casei apos ter adquirido as dividas
  7. Riccelly
    15/12/2008 15:54

    Sr.
    estou com um proplema serio, pois consumista compulciva e isso me fez adquirir divias com o dobro do que ganho, não sei mais o que faço tenho que paga-las e não sei como. devido a dividas anteriores fiz um emprestimo ao banco, que ainda me faltam 3 meses para pagar gastei absurdos no cartão por causa do fim de ano alem da reforma da casa em que gastei todo o meu decimo. o que fazer nessa situação?
  8. Flávio
    17/12/2008 12:44

    tenho uma divida de cheque especial o valor é de 1.800,00 ná epoca não concegui pagar sofri um acidente e perdi um membro do corpo hoje a minha divida chega a 15.000,00 reais. o banco manda sempre uma carta disendo se eu pagar a vista fica em 8.000,00 ou 15.000,00 financiado as prestação sao muito alta não tenho condiçoes de pagar .estou com mais um problema por eu ser deficiente fisico preciso me locomover de carro um parente quer comprar um carro pramim á possibilidade de o banco tomar este carro. Fico muito grato quem poder responder !!!!!
  9. Ivete Coronado Miola
    17/12/2008 14:53

    Necessito de um modelo de Ação de Cobrança de taxas condominiais contra a COHAB.
    Alguém poderia me ajudar?
    Agradeço antecipadamente
  10. Patricia Alves_1
    20/12/2008 02:30

    Boa Tarde!
    Minha irma entrou numa fria,emprestou o nome dela como socia majoritaria para abrir uma empresa junto com mais oito socios. A dona da empresa alegou que nao poderia abrir no seu nome porque estava no serasa,disse que entraria com uma parcela em dinheiro e os socios com uma parcela menor.Ela pegou o dinheiro dos socios para pagar dividas pessoais,os socios abandonaram a empresa,minha irma acumulou uma divida de 180 mil reais com o banco.A empresa faliu e a dona fugiu.
    Minha irma e os socios ja foram a defensoria publica e nao consguem nenhum advogado para ajuda-los. Isso se caracteriza como crime de estelionato? O que ela deve fazer? Ela ja fez boletim de ocorrencia e descobriu que ela e procurada tambem em outras cidades por ter feito o mesmo que aconteceu com ela.
    Espero por respostas desde ja agradeco!
  11. Rose
    10/01/2009 23:53 | editado

    Tenho empréstimos com banco, sendo que um deles é consignado. Atrasei as prestações e os juros se tornaram impagáveis. Meu salário fica todo no banco e não sobra nada há meses. Já tentei negociar com o banco, mas eles dizem que não tenho margem de comprometimento de salário para isto. Meus empréstimos atuais são decorrentes de renovação de empréstimos antigos que renovei ao longo de 8 anos, ou seja, hoje pago juros sobre juros mais juros. Preciso voltar a receber meu salário, o que posso fazer?
  12. Eneida_1
    13/01/2009 09:44

    Olá,
    Eu poderia ajuizar uma ação em desfavor do Banco, antes que "sujem" meu nome, pelo Juizado Especial, pois estou sem condições p/contratar um advogado. Se eu puder, por favor me mandem um modelo
  13. Romaldo
    19/01/2009 20:47

    Olá, gostaria de saber , tenho uma divida com o banco de aproximadamente 8 mil reais, do limite e de emprestimo no caixa eletronico, agora eu comprei uma moto e queria passar para o meu nome, por acaso o banco tem o direito de pegar ela como parte da divida. sem mais muito obrigado.
  14. elaine_1
    19/01/2009 21:26

    Meu ex-marido foi assassinado a 2 meses, eu´fui sócia da empresa que ele possui com 1% e ele 99%, no mês de outubro sai da sociedade e ele colocou nosso filho de menor (7 anos) em meu lugar. Pórém ele tem desconto de cheques na CEF, Proger feito em outubro/2008, e só dividas... Não deixou nenhum bem, e a CEF disse que não tinha seguro de nada. Porém existe sim seguro d credito interno da Caixa. O que devo fazer? Uma vez que a aparelhagem da academia esta toda alienada a CEF?
    Desde já agradeço
  15. alexsandra de lima
    20/01/2009 09:00 | editado

    Minha irma tb tem uma divida no banco com cheque especial e emprestimo queria saber como posso estar negociando um valor de parcelas que de para pagar todo mês?
  16. Aline_1
    20/01/2009 11:07

    Estou com uma dívida do cheque especial com o banco pois passei por dificuldades em casa e acabei tendo que usá-lo, no entanto contrai outras dívidas e não consegui regularizar tamanho os juros que comiam meu salário. Agora tirei do banco meu depósito de salário e pûs em outro para poder pagar as contas básicas de alimentação, luz, água etc em minha casa, o antigo banco quer cobrar a dívida e já mandou meu nome para serasa,spc, etc, tentei oralmente negociar pois a dívida de 12433 eles querem que eu pague 36* 1100 e na negociação disseram que baixariam para 36* 894 desta forma pagaria eu 3 vezes o valor, sendo que a maior parte é de juros. O que faço, pois não tenho como pagar nem esta negociação?É possível no âmbito administrativo resolver isso ou seria melhor eu buscar mesmo a justiça?
  17. Francisco Carvalho_1
    28/01/2009 15:55

    Contrate um Bom advogado.
  18. alexandre
    03/03/2009 17:19 | editado

    ola pessoal, encontro-me como muitos com dividas no banco, decorrente de emprestimos e cheque especial que ultrapassam mas de trinta mil, e agora não tenho como pagar, mesmo negociando as parcelas ficam muito altas, estou preocupado e não é para menos, nunca fiquei com o nome "sujo", encontro-me desempregado e sem perspectiva de trabalho e não sei o que pode acontecer. Peço uma orientação. desde ja agradeço. obrigado.
  19. ANB
    04/03/2009 20:38

    Gostaria de um esclarecimento!!!
    Sou divorciada a 6 anos...
    Tenho uma conta conjunta ainda com meu ex marido, embora ele não use mais essa conta...EU SOU A TITULAR DA CONTA, fui informada no banco q meu ex marido deveria vir p/ assinar para a conta voltar a ser somente minha,mas ele mora em outra cidade e não esta disposto a me ajudar.
    Gostaria de saber se existe alguma lei q obrigue o banco a tirar o nome dele dessa conta jah q eu sou a titular da conta???
    Será q nem mesmo levando a certidão de casamento com a averbação do divórcio resolve???

    Aguardo resposta!!!
  20. Luanna
    07/03/2009 00:59

    Ola Boa Noite,gostaria de saber se eu posso fazer renegociação de divida pendente no banco onde comprei minha moto,tenho 3 parcelas atrasadas,não teve nenhum valor inicial,foi totalmente parcelada.
    desde já agradeço.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS