Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Adno
    02/04/2011 16:37

    Olá amigos, tenho 42 anos, trabalho em industria; porém, estou afastado do trabalho já faz um ano; Possuo CAT de acidente de trabalho e recebo o benefício de auxílio doença pela previdência.
    Sou portador de espondilose dorsal (com duas hérnias na mesma), espondiloartrose lombar (3 hérnias operadas; colocado 8 parafusos na lombar) sindrome do impacto grau II no ombro direito (tendinopatia do subescapular, lesão crônica do labrum ântero inferior e hipertrofia capsular acrômio-clavicular) e na resonância da bacia deu: sinovite em ambos os femos e quadris, atrito no coxim adiposo interposto entre o trato ílio-tibial e o grande troncanter femoral de ambos os lados.
    Possuo dois médicos que me assistem, um é o ortopedista que me operou e o outro é meu médico da clinica da dor; ambos dizem que não mais poderei voltar às minhas atividades profissionais e desportivas que praticava, pois possuo doenças degenerativas e crônicas.
    Pois bem, alguem poderia me ajudar, orientando-me e me informando no que devo fazer em termos previdenciário e trabalhista? digo isto porque na minha idade, com esses problemas e com a experiencia que possuo só como operador industrial, tenho medo de ficar sem recursos para sustenar a minha família.
    Os médicos dizem que minha coluna parece de uma pessoa de 60 anos (muito estragada).
    Alguem pode me ajudar?

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS