Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. ROAB
    25/04/2011 15:45

    Ola,sou professora de educação infantil a 15 anos.Trabalho com crianças de 4 e 5 aninhos.Pela primeira vez me tive que me afastar ,desde o começo deste ano pq estou com depressão,sindrome do pânico e dependente de remédios fortíssimos,controlados pelo meu médico,pois quando tentei parar,por conta própria,tive uma crise de abstinencia serissima com consequencias quase fatais....Faço tratamento com médicos e 3x por semana terapia a 2 meses.Médicos e terapeuta fizeram relatório afirmando q não estou apta a voltar ao trabalho...meu médico eo médico da trabalho ja me avisaram q não me "darão alta" estando praticamente no começo do tratamento...No começo do ano passei pela perícia do INSS comatestado dos médicos para um mês,a médica da perícia,disse ser grave o caso e me concedeu beneficio de 2 meses,que acabarão ia30.04 agora.Hj passei novamente pela pericia para pedir a prorrogação.O "perito que me atendeu",disse que relatório de psicóloga pra ele é indiferente pq não sãomédicos,e que o relatório do meu médico não valia nada pois "só" conta nele os cids da doença(não me lembro ao certo,mas era sobre depressão,ansiedade e sindrome e o cid F15 tbem,que imagino ser algo ligado a depressão...)quis veras receitas dos remédioseu não as tinha mais mas estava com TODOS os seis remédios q tomo na bolsa...tentei mostrar mas ele não quis saber,alegando que sem a receita pra ele remédio(a maioria deles manipulados,portanto com o meu nome e,mone o meu médico)não é válido.por fim ele indeferiu o medido de prorrogação...Os uncionarios do INSS me informaram que posso entrar com uma PR e ai se eu conseguir jaconsigo agendar nova perícia pra semana q vem.Gostaria que aluem me explicasse o que é estatal TR,equais as chances tenhode conseguir a prorrogação com tal recurso,ja que,ñ posso volar ao trabalho,sem a liberação do meu médico...
    Aguardo resposta!
    grata!
  2. SILVASANTOS
    25/04/2011 16:38

    olá, se foi a primeira vez que solicitou a PR se indeferir poderá solicitar novamente através do 135, porém se é a segunda vez e for indeferido aí vc poderá solicitar uma nova perícia (ou seja começar tudo de novo). Ou se quiser com o ultimo indeferimento em mãos e os laudos entre na Justiça Federal solicitando tutela antecipada, o Juíz que vai decidir o melhor. Boa sorte.
  3. SILVASANTOS
    25/04/2011 16:41

    ah esqueci de falar que depende do problema, pois nem todas as doenças são consideraldas incapazes laborativas. ok? as vezes vc trabalha em algo que sua doença não atinga suas atividades laborais. boa sorte
  4. SILVASANTOS
    25/04/2011 16:59

    oi
    agora rê li o que perguntou: vc terá que ter um mãos o relatório médico (laudo) detatalhando seus sintomas e principalmente os remédios que toma. Ah não esqueça de pedir a ele colocar todos os cid's. Peça a seu psicoterapeuta um laudo para complementar o laudo do médico.

    obs.: o seu médico é psiquiatra então terá que ter carimbo e CRM dele é mto importante. haja rápido pois relatório médico não tem período, então peça ao seu psiquiatra informar o tempo que se realizará no tratamento.

    AS INFORMAÇÕES DO SEU MÉDICO E PSICOTERAPEUTA TERÃO QUE SER VERÍDICAS POIS TEMOS MUITAS FRAUDES E ISSO NOS PREJUTICA PARA QUEM REALMENTE PRECISA.

    SORTE
  5. Lordsiron
    25/04/2011 17:03

    Ola Roab o que posso te informar é que nessa pericia que vc passara tera que ter novamente os laudos do seu medico e nesse atestado que ele diga os remedios que vc toma e que não tem condições laborativas ou seja a de trabalhar e que ele tbem veja outros CIDs que enquadrem o seu caso ,pois para cada pericia o laudo tera que ser do mes que fara a pericia pois so é valido por 30 dias.Obs.PP pedido de prorrogação--PR
    pedido de recurso.Tente isso que falei boa sorte pq os peritos são fogo e depende da sorte.Boa sorte
  6. hagar
    25/04/2011 17:21

    PR significa pedido de prorrogação ou reconsideração. è um direito do beneficiário.
    volte ao medico e converse com ele sobre o que aconteceu no posto de beneficio. leve a documentação médica e o pedido de prorrogação do seu médico.
    ou entre no site www010.dataprev.gov.br 15 dias antes de terminar o seu beneficio e cadastre o nº do seu beneficio etc.
  7. robin hood
    25/04/2011 17:21

    Prezada ROAB a PR significa Pedido de Reconsideração, só deve ser solicitada quando o PP (Pedido de Prorrogação) for indeferido ou quando se perde o prazo do PP que é de quinze dias antes até o dia da cessação do benefício.
    O prazo pra solicitação da PR se dá no dia após a cessação do benefício até trinta dias da cessação do mesmo.
    Agora sobre quais as chances de conseguir a prorrogação não tem como afirmar pois é uma decisão que só cabe ao perito médico.
    Faça como a dcarla relatou, as chances serão boas.
    Espero ter ajudado, boa sorte.
  8. ROAB
    25/04/2011 18:39

    Muito obrigada!! Todas as informações fora úteis! Acho que dará tempo,pois meu benefício vence dia 30.04.2011 e a pessoa me pediu para ir amanhã na agencia do INSS novamente para tentar marcar semana que vem.dCarla,entendo sua preocupação e concordo!Há muitos casos q pessoas conseguem beneficios,não digo "sem ter nenhum problema",mas em que poderiam ser readaptados!Já no meu caso,o trabalho é com crianças de 4 e 5 anos e tenho crises sérias de panico,medo,depressão e só de imaginar alguma criança vendo estas crises de choro me sinto pior ainda...Mas tbem,se for novamente indeferido,nã sabereio o que fazer,pois meus médicos ja avisaram que não se responsabilizarão pela minha volta e se eles não me liberam o medico do trabalho(sou func. municipal) tbem não...fico sem receber e so de pensar nesta hipótese ja me desespero....Amanhã para remarcar a perícia sera que tenho que levar algum relatório médico???Pois não perguntei e agora ja não dara tempo...
    Obrigada,de coração,a todos!!!!
  9. Lordsiron
    25/04/2011 19:01

    Veja vc pode marcar pelo 135 sem precisar ir a agencia do INSS desde que ate a data da pericia vc tenha em mãos os laudos com os CIDs e que ele ecreva os medicamentos que tomas e que nao tens condições laborativas sendo assim o perito ao lelo saberas que nao possui condições de trabalho,se vc passa por terapia de grupo ou com psicologa pegue umk laudo dela que sera o CID.10 junte o maximo que pudere no atestado medico que ele descreva os medicamentos que tomas ,nao adianta levar remedios mas leve as receitas mais recentes que tiver.Etbem faça xerox de tudo que for dar ao medico do INSS assim vc sabera que esta guardando,pois eu faço isso qdo vou ao perito o meu CID são 61 ao 63 mais oa da psicologa CID10.espero que isso a ajude entender.E boa sorte na pericia.
  10. Marcia
    25/04/2011 23:01

    111
  11. ROAB
    25/04/2011 23:28

    OBRIGADA!!!!!!
  12. ROAB
    08/05/2011 17:53

    Continuando os fatos que apresentei no inicio...passei pela perícia recebi 2 meses,passei de novo para pedir PP,foi recusado (e operíto me destratou,quesai de lá aos prantos...em outros tempos teria uma resposta a altura,só que com a devida educação!Porem,fiz areclamação,depois na ouvidoria!)
    Nasemanaseguinte passei novamente,desta vez com pedido de reconsideração(PR),negado novamente,porem passei com outro,na verdade outrA,pois era uma períta,super educada,preocupada e profissional!
    Me explicou que apesar dela estar vendo no relatório psicológico que não estou apta(ela NÃO anexou o relatório da psicóloga a meus documentos do INSS,pois disse que,apesar de bem descritivo sobre meu caso,não contava quantos dias eu faço terapia por semanae há quanto tempo faço...única coisa q achei um absurde...enfim...Mas pra esclarecer,faço terapia a dois meses e meio e 3x por semana.E,somente agora,uma vez por semana ela não vem até minha casa eu vou ao consultório sozinha...tento ao menos) e de ESTAR VENDO que não tenho condições de voltar,ela me explicou que fica de "mãos atadas",pois com os mesmos cids o sistema "entende" que estou em tratamento e para este tratamento dois meses é o prazo maximo que "ele"("sistema")dá.
    Apesar de ser fato que,só a terapia começa a dar resultato a partir de tres meses na maioria dos caso...com casos mais complicados como o meu então...estou sofrendo com problemas de doenças psicossomáticas devido a depressão,sindrome de ansiedade e panico,como por exp. problema no sistemacardiovascular(em um més minhaperna direita esta cheia de varizes(não são vazinhos são varizes,que chegam a fazer alguns "caroços" na perna e coxa,meu pé fica roxo e incha muito)
    Meu médico,clinico geral,não quis me liberar,minha psicóloga tbem não,portanto,como sou funcionaria municipal,o medico do trabalho não poderia me liberar seeles não me liberassem....perdi 4 dias de salario entre o fim do beneficio do INSS até resolver o impasse com meus médicos,que por fim NÃO me consideraram apta,porem sugeriram uma readaptação e o médico do trabalho fez o mesmo me colocando apta com restrição.Fui chamada pela minha diretora de departamento e me "ofereceram" uma sala de informática em outra escola(trabalho a 15 anos na mesma escola,porem ano passado sofri assédio moral de uma coordenadora q só esteve la aquele ano)porem,já no primeiro dia tive uma forte crise ,me desesperei,chorava muito~,cheguei até me arrumar porem parei no portão de casa e só chorava,só consegui me acalmar depois de um tempo quando "decidi" q realmente não ia conseguir*issofoi numa sexta feira*...Porem esta segunda terei que começar (senão não recebe sálario e posso ser até mandada embora por justa causa ,mesmo sendo concursada a 15anos...)Ja tive,nestes 2 dias 3grandese fortes crises!!!entre choro,ansiedade,panico até raiva,acabando por até quebrar o que tinha nas mãos na hora...
    Resumidamente,sei que não "domino" estas "sensações" mesmo estando em "tratamento" ainda...e não sei o que mais fazer...Segunda mesmo vou passar novamente por meu psiquiatra,psicóloga!Nem posso informar tudo isso a eles pois NÃO POSSO ficar sem receber!!!!Gostaria de saber como agir nesta delicada situação...me inormaram quedaqui a um mes poss pedir novamente os 2 meses de afastamento pelo INSS pelomesmo motivo....mas como isso???E este um mes???adoeço maisainda,enlouqueço,corro e ofereço perigo as pessoas (pior,e o que me apavora mais)invlusiveas crianças????? procede esta informação de que depoisde um mes de trabalho posso entrar novamentecom o mesmo pedido com novos elatórios,porem com os mesmos cids????Gostaria mesmo da resposta deum proficional da área ou de alguem q passou por este exato problema!
    obriada!
  13. FANGELOSILVA
    29/05/2011 17:19

    Ola
    gostaria de um auxilio de como proceder:
    tenho 51 anos,fui diagnosticado a trés anos com o mal de parkinson, trabalhei até o inicio deste ano, estando muito debilitado,fui aconselhado pelo meu medico a me afastar, o que foi feito.
    Recebo assistencia de dois centros de saude de ponta e todos os dois saõ do serviço público federal; o hospital sarah em salvador e o hospital universitario da ugba setor de neurociencias.
    Fui a pericia com dois relatórios ambos contudente me afastando do trabalho,guias de internamentos pois fui internado duas vezes no sarah,receitas medicas etc.
    O suposto perito deferiu meu pedido por trés meses,alegando que era pra eu me recuperar e retornar ao trabalho.?? Parkinson regride??
    E fez dois atos ilegais; não permitiu que meu acompanhate entrasse na sala e me concedeu alta proramada após o termino do auxilio doença.
    O que fazer?
  14. Neuton Martins Corrêa Netto Martins
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    31/01/2014 14:41 | editado

    Olá,
    Meu PR foi deferido no dia 28 de janeiro de 2014, após meu PP ser negado no dia 18 de novembro de 2013. O perito do INSS me concedeu o auxílio apartir do dia 22 de novembro de 2013 (data em que entrei com o PR) até o dia 27 de janeiro de 2014, um dia antes do meu PR ser deferido! A dúvida que tenho é:poderei entrar com o PP sendo que o mesmo deve ser solicitado 15 dias antes da cessação do meu benefício? Pois meu benefício cessou um dia antes do deferimento do meu PR!

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS