Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Edna 48
    30/06/2011 11:38

    Bom dia,posto aqui umas dúvidas e queria que alguém pudesse me orientar!Tenho 48 anos,sou funcionária pública municipal há 06 anos,sob regime CLT,e minha função é na área da limpeza.Há pouco mais de 01 ano,foi diagnosticado que tenho mielopatia cervical espondilótica,uma doença grave,degenerativa e progressiva da coluna.Há 06 meses,fui submetida à descompressão medular com artrodese via anterior em 03 níveis,com implante de placa,enxerto ósseo,08 parafusos de titânio,etc...Além das dores intensas que eu senti principalmente no pescoço,estava perdendo os movimentos das pernas!Após a cirurgia,voltei a andar,mas fiquei com algumas limitações.Estou afastada Há 09 meses do trabalho,como auxílio doença normal,espécie 31,e na época,não foi feita a CAT,mesmo porque,só depois foi que soube da gravidade da doença e das limitações que ela iria me impor!Minha recuperação tem sido regular,mas ainda sinto muitas dores,e mal consigo subir um lance de escadas,e nem fazer nenhum tipo de esforço,sinto fraqueza para andar e vertigens.Além disso comecei a sentir dores terríveis nas pernas,e o médico me pediu vários exames,dentre eles,uma ressonância da coluna lombar,pois afirmou que pode ser hérnia,só que agora na coluna lombar!Esse neurocirurgião que me operou,já pediu várias vezes,afastamento definitivo do trabalho,mas o INSS,só me concede afastamentos curtos,que juntos somam os 09 meses que falei...Na última perícia que fui,dia 27/06/11,o perito indeferiu meu pedido de prorrogação do auxílio doença,e meu afastamento se encerra hoje!Não tenho a mínima condição de retorno ao trabalho,pois com a seriedade da patologia,não consigo nem fazer as tarefas corriqueiras do dia à dia,e além disso sofro com as dores na coluna lombar!Fui encaminhada ao médico do trabalho,mas ele me considerou ¨apta¨,e segundo ele,não por me considerar realmente apta a voltar ao trabalho,mas pelo tipo de regime que fui contratada,quando ingressei no serviço público(CLT).Ele disse,que não poderia dar um parecer contrário ao do perito do INSS!!!O que devo fazer?Não posso voltar ao trabalho,mas se não me apresentar à minha chefia,ficarei com faltas...Eu corro o risco de ser demitida?Já conversei com uma advogada,que pediu algumas documentações relativas ao meu prontuário,junto ao INSS,mas só terei esses papéis em mãos no dia 15/07/11...que é quando,provavelmente,ela entrará com recurso junto ao judiciário.Faço um pedido de reconsideração no INSS,ou aguardo as providências da advogada?Me apresento ao trabalho ou não?Por favor,peço ajuda,pois estou muito aflita,e não sei o que fazer.Desde já,agradeço a aguardo uma resposta urgente,se possível,grata...
  2. MoKA
    30/06/2011 12:46

    Bom edna 48, também sou portador de hérnia discal lombar e cervical num total de 5 (cinco) hérnias , tenho dificuldades de locomoção e não passei por cirurgia ( o médico não aconselha), estou afastado pelo INSS á 07 (sete) anos, já me mandaram para reabilitação profissional e lá fui rejeitado por não oferecer condições para o programa, sou hipertenso, sou diabético, então seria uma cirurgia de risco, nunca tive indeferido meu beneficio, aconselharia a vc entrar com pedido de reconsideração, com relatório detalhado de sua situação, e se caso o perito indeferisse novamente vc ingressa com ação na justiça, lembrando que vc oriente sua advogada a pedir tutela antecipada para garantir o pagamento de seu salário caso vc tenha seu beneficio cortado.Boa sorte!!!
  3. Edna 48
    30/06/2011 20:41

    Olá,Moisés,obrigada pelas dicas...Realmente eu estou até meio que deprimida,porque eu venho passando por uma fase bem complicada,desde que comecei a sentir os primeiros sintomas da doença!As dores,limitações,a demora da cirurgia,o medo de não poder mais andar,a recuperação lenta e difícil,enfim,depois de tudo isso,aquela fase de aceitação, onde a gente tem que encarar que nunca mais seremos como antes...Tenho tido também, acompanhamento psicológico,para me ajudar nisso tudo,estou tomando remédios fortes.... Comecei a sentir dores fortes nas pernas,e já estou fazendo outra bateria de exames,com suspeita de hérnia na coluna lombar...E pra finalizar,o perito indefere meu pedido de prorrogação do auxílio doença!!!Precisamos ser fortes,pra aguentar tanta injustiça e não desistir,pois acho que a intenção é que a gente desista de nossos direitos...Desculpe pelo desabafo,mas preciso pensar que ainda existem pessoas,que se importam com o que nos acontece,e que tem meios de intervir à nosso favor!Um abraço e muita sorte pra você...

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS