Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Marcelo Mascarenhas
    16/09/2011 16:17

    Meu filho tem nove anos, esta estipulado para pegá-lo a cada quinze dias, mas ultimamente não quer mais ficar comigo, sempre que ligo ele diz que tem festa, trabalho escolar, vai para casa de um colega...etc.
    O que devo fazer? Posso obrigá-lo a ficar comigo?
    Uma vez que não ocorreu nenhum problema entre nós?
    Da ultima vez que disse que poderia fazer os trabalhos em casa ele concordou, mas no outro dia ligou dizendo que o trabalho era em grupo, iria fazer na casa de um colega.
    Para não arrumar confusão com ele concordei e não fui buscá-lo.
    Após quinze dias ele ligou dizendo que não queria ficar comigo. Fui até lá e ele saiu e disse que não iria, a mãe concordou com ele e disse q ele não vai ficar comigo obrigado, só sai de lá se ele quiser?
  2. JOSÉ G.
    16/09/2011 16:28

    A criança, seu filho, nessas condições, não tem vontade própria. Se o juiz decidiu, deve ser cumprido. Você é pai, quer e tem o direito de estar com ele sempre, de acordo com o que foi determinado e a mãe dele deve, nesse caso, ser uma colaboradora para que o filho não se distancie do pai mais do que já está. Imponha-se. Diga a ele que você faz questão de ficar com ele. Esperneie ou não, não importa, é um direito seu e dele aprender a conviver com o pai na atual situação. No caso de obstrução de outra pessoa dificultando o acesso recorra ao juiz de família e faça cumprir o seu direito. Abraços.
  3. nina 1976
    17/09/2011 03:32

    Dr, José Lembre-se caso a criança não queira ir, a mãe pode leva-lo ao Juiz de plantão e informar que o menor não quer ir, o que o Sr. Marcelo tem que fazer é procurar um psicologo de família para entender a relação entre pai e filho, algo pode sim ter ocorrido e o menor não querer falar com os pais.
    pelo que entendi a mãe não esta obstruindo nada, o problema é o menor que tem descobrir O MOTIVO. ele obrigando o menor ir, somente vai piorar o afeto de pai e filho, nem tudo é caso de justiça mas sim de terapia familiar.
  4. Caioasdf
    18/09/2011 19:29

    É criança é influenciável facilmente? Se for, pode ser que esteja acontecendo ai uma ALIENAÇÃO PARENTAL por parte da mãe. A mãe fala mal do pai para a criança. Aí a criança não quer mais ficar com o pai e fica com sequelas pro resto da vida. Lei: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12318.htm
    Ajuda bastante.
  5. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    18/09/2011 20:09

    Usuário suspenso

    Nina,
    por favor, pare de colocar tudo como terapia familiar, voce não esta entendendo nenhuma situação, o seus traumas e ressentimentos não são espelhos para as situações de outras pessoas, quem precisa de terapia é voce. não pense que isso é grosseria da minha parte, mas voce não colabora com ninguem com esses pensamentos. procure ajuda psicologica.

    o caso do josé é juridico sim, faça vale a determinação judicial, mesmo que o seu filho va com vc contra a propria vontade, aproveite o fim de semana, leve o garoto para pescar, fazer um passeio diferente...se aproxime dele, sem cobranças e perguntas...seja o pai que ele precisa nesse momento...principalmente que é o direito do seu filho, ter voce como pai e a sua companhia....crie uma relação mais proxima , que logo voce terá todas as respostas de forma muito positiva...
    abraço, e boa sorte
  6. nina 1976
    18/09/2011 20:15

    Sim mais alguma coisa pode ter ocorrido, lá e ai.
    mesmo juridicamente, a criança vai ser escutada por uma psicologa junto com assistente social. para ser definido. se não for a mãe como vai ficar a cara do pai perante o JUIZ. ele tem que provar que a mãe esta colocando o filho contra o pai. se ele não tiver e ai. eu não me ofendo com nada eu so aprendo vendo as as sentenças dadas, a esta nova lei. por isto que estou fazendo psicologia, para entender mais sobre estas crianças.
  7. nina 1976
    18/09/2011 20:21

    eu pensava igual a você e muitos advogados e vi que não é esta a realidade. eu não tenho nenhum trauma, simplesmente o que eu faço faço com amor e não pelo dinheiro. Eu tivi um caso que o filho não queria ir. O pai me procurou, na frente do Juiz ele escutou que mãe dele colocava pimenta na boca da criança, porque não obedecia. quer que cite outros. eu fiquei sem chão
  8. nina 1976
    18/09/2011 20:22

    O pai não sabia, ele não disse porque tinha medo do pai e mãe não acreditar nele.
  9. Insula
    18/09/2011 20:27 | editado

    Usuário suspenso

    [...]

    Algo semelhante ao que acontecia antigamente de "obrigação da esposa" e "obrigação do esposo", não tem tesão mas é obrigado a bater ponto.

    Deus me livre!!!!!!! Coisa do tempo das cavernas.

    Marcelo, pra saber se está ou não havendo alienação parental vc precisa sondar seu filho, com essa idade ele já tem capacidade de entender algumas coisas, o emocional é que é ainda muito frágil. Converse bastante com ele, eu disse CONVERSE, não haja como se seu filho tivesse a "O B R I G A Ç Ã O" de ficar na sua companhia, não o tome por um bebezinho, isso só vai afastá-lo mais. Converse com ele demonstrando que o considera já um rapaz. Se a criança permanecer irredutível, então, converse com a mãe dele e insinue (não precisa criar uma climão, um princípio de guerra) que vc poderá pedir reversão da guarda alegando a alienação, diga qwue pedirá um estudo psicológico e se alguém estiver fazendo a cabeça de seu filho o psicólogo vai descobrir, e isso pode levar sua ex a perder a guarda.

    Para o bem de seu filho, da relação de vcs 2 no futuro, não inicie uma guerra com a mãe dele, a vida dele iria virar um inferno. Lute por seus direitos mas com equilíbrio, meu amigo.

    Boa sorte!!!
  10. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    18/09/2011 20:32

    Usuário suspenso

    Nina
    quando voce tem o inteiro teor de um processo ou uma situação, é muito mais facil de analisar e ter um melhor entendimento, seja psicologico ou juridico...porem aqui no forum, são apenas perguntas simples, com poucas informações, no qual o consulente necessita apenas de uma pequena contribuição....e se voce ainda fica horrorizada com a pimenta na chupeta, penso eu que como uma futura psicologa deveria pensar que isso não é nada em relação aos abusos fisicos e psicologicos que ja vi durante essas duas decadas de profissão...só um detalhe, vc não tem o direito de ficar sem chão....guarde isso para vc...pois se dizer isso para um futuro paciente, não terá a credibilidade...
  11. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    18/09/2011 20:35

    Usuário suspenso

    Insula,
    não fale bobagens, procure um bom psicoterapeuta para curar ou pelo menos tentar ajuda-la com seus traumas...nem todos os homens são cafagestes ou péssimo pai, como os que voce ja conheceu...não generalize....tenha bom senso...
    participe do forum com conteudo, e coerencia....
  12. nina 1976
    18/09/2011 20:46

    Insula parabéns. você esta correta
  13. nina 1976
    18/09/2011 20:51

    eu não quero paciente como psicológa, mas sim entender algumas crianças com essa nova lei. estudar a fundo as vezes faz bem. isto se chama aperfeiçoamento, claro que não vou estudar todas as profissões, mas assistir uma palestra faz bem as vezes para defender uma causa.

    FJ Brasil você como critico está perfeito. Pena que lhe falta o JORNAL
  14. Insula
    18/09/2011 21:46

    Usuário suspenso

    Amigo FJ,
    Só vc interpretou nas palavras que postei que eu descrevi o consulente como um mau pai. Dá uma olhadinha no meu post de novo, de repente numa 2ª vez talvez vc consiga entender - a não ser que haja alí alguma coisa que queira não entender mesmo!!!

    Tenho percebido pelos seus textos que vc é quem deve estar precisando de uma terapia - dá uma relida em seus próprios textos, meu amigo, talvez seja somente estress do trabalho...não sei....
    Vc é que sabe onde lhe aperta o calo! Vai que tem algum problema mais sério em sua vida.... O que sei eu, né?!
  15. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    18/09/2011 23:01

    Usuário suspenso

    Insula,
    a minha vida esta ótima, a questão é voce falar tantas bobagens e não colaborar com ninguem...o forum é para pessoas responsaveis, mas infelizmente curiosos ficam respondendo somente bobagens, sem nenhum conhecimento. Mas voce tem um lado bom, muita vontade de um dia ser advogada. Hoje em dia tem muitas faculdades de direito, acredito que na sua cidade tbm tenha.
    boa sorte.
  16. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    19/09/2011 21:24

    Usuário suspenso

    Nina,
    o que não falta é especialista em TDAH, no seu estado pode ser que não seja uma referencia como é em são paulo. voce provavelmente nunca saiu do rio de janeiro, eu ja trabalhei em 12 paises. posso afirmar para voce que o Brasil é referencia no tratamento de TDAH, inclusive a psicoterapia familiar, para o melhor desenvolvimento da criança, mesmo com pais separados foi desenvolvido os estudos aqui no Brasil...se voce tem um filho hiperativo, e tiver condições, mude para são paulo, com certeza irá ter ótimos profissionais.
  17. nina 1976
    19/09/2011 21:49

    você não sabe nada da minha vida, eu sou de s.paulo, e tenho sobrinhos que moram em s.paulo e não tem nada disse que você falou. tanto é que pedem minha ajuda e meu cunhada é de s.paulo, se realmente fosse assim, sobre o TDAH o de. Nazareno não tinha barrado a lei, tenho vários clientes em s.paulo que sofrem com o descaso por parte de escolas, acorde FJ NÃO ESTOU AQUI PARA DISCUTIR COM VOCÊ CADA UM FALA O QUE QUER DESQUE TENHA BOCA, e sua opinião pode ficar com você, mas a realidade é outra, minha prima que é juiza na Bahia diz que o descaso e tanto lá que tem ser interver sobre as escolas, se você posso falar o dis inteiro e a noite sobre TDAH, se tem algum estudo aqui me informa onde? gostaria de saber até onde eu desconhece e colegas e amigos também, já que você esta informação tão valiosa pela sua parte.

    Agradeço dês já a sua informação se poder passar.
  18. nina 1976
    19/09/2011 22:01

    Você não sabe nada da minha vida, eu sou de s.paulo,
    Tenho sobrinhos que moram em S.Paulo e não tem nada disso que você falou.
    Tanto que pedem minha ajuda e meu cunhado é de S.Paulo, se realmente fosse assim, sobre o TDAH o dep. Nazareno não tinha barrado a lei.
    Tenho vários clientes em s.paulo que sofrem com o descaso por parte de escolas.

    Acorde FJ NÃO ESTOU AQUI PARA DISCUTIR COM VOCÊ CADA UM FALA O QUE QUER DES QUE TENHA BOCA,
    Sua opinião pode ficar com você, mas a realidade é outra, minha prima que é juiza na Bahia diz que o descaso e tanto lá que tem que interver sobre as escolas.
    Se você quiser posso falar o dia inteiro e a noite sobre TDAH.

    Se tem algum estudo aqui me informa onde?
    gostaria de saber até hoje desconheço e colegas e amigos também, já que você esta informação tão valiosa pela sua parte.
    Não estou de grosseria e nem de brincadeira, me passa esta informação.

    FALTA ESPECIALISTA SIM, procure um psicólogo que coisa a fundo sobre o problema,

    psicopedagoga, Médicos que não prescreve RITALINA, é difícil encontrar um, que não de um CID de doença MENTAL como alzheimer, esquizofrenia, amnésia etc.

    e alguns usam isto para se beneficiar como TRASTORNO MENTAL transtorno é uma coisa doença mental é outra. Pode se encontrar vários mais que entenda....
    Agradeço dês já a sua informação se poder passar.
  19. FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo
    19/09/2011 22:36

    Usuário suspenso

    seu cunhado deve ser um incompetente, sua prima juiza na bahia....não significa nada...o seu conhecimento é muito pobre, que nem vou perder meu tempo para discutir com voce, mas se quiser pagar a consulta...podemos conversar...
    abraço
  20. nina 1976
    19/09/2011 23:15

    kkkk.... se não passou pq não tem

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS