Prezados Senhores, ingressei com uma ação declaratória de negativa de débito, com pedido de liminar, c/c danos morais contra empresa de energia elétrica, por enviar cobrança de energia decorrente de um suposto desvio de energia, na qual solicitei concessão de liminar objetivando evitar o corte de fornecimento de energia, bem como inscrição do nome do proprietário do imóvel em órgãos de proteção ao crédito. Após apreciação da inicial, a juiza não concedeu a liminar pretendida sob o argumento de que queria primeiramente ouvir a empresa Ré. Ocorre que durante a tramitação do processo, ocorreu o corte de fornecimento, que permanece até hoje. Gostaria de ser orientado se, por ocasião da impugnação à contestação, posso pedir, mais uma vez, a concessão de liminar, desta feita para que a energia seja religada imediatamente, sob pena de aplicação de multa diária. Aguardo retorno brevemente.

Respostas

0

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região