Como exigir garantia do motor na wolksvagem

Bom dia pessoal ! Comprei um carro zero km na wolskvagem em 2009 com 3 anos de garantia de motor e cambio. O carro é um modelo Fox que alguns modelos sairam de fabrica com defeito no motor , o carro começou apresentar ruidos no motor e desgaste prematuro das peças, na epoca a wolks não fez recall , mas sim um campanha de troca de oleo. Agora meu fox com 35 mil km rodados apresentou problemas no motor e tem q ser trocado, mas como infelizmente eu não fiz a revisão na wolks eles me disseram que eu perdi a garantia. Perguntei pra eles se qdo a gente compra um carro se a gente assina algum contrato dizendo que somos obrigado as fazer a revisão na wolks , pois se não perdemos a garantia , eles me disseram que isso consta no manual do carro. Meu carro na teoria esta na garantia ate agosto de 2012 , gostaria de saber se existe alguma forma de exigir a troca do motor , pois o problema como eu disse é de fabrica e. Por favor opinem.

Respostas

28

  • Dr. Adriano Antunes

    Dr. Adriano Antunes

    Entendo que o Direito está do seu lado. O Código de Defesa do Consumidor lhe assiste nessa questão, pois vc não é obrigado a fazer a revisão na Wolkswagen, no meu entendimento isso configura venda casada.

    Procure verificar se outras pessoas tiveram problemas da mesma natureza e junte provas, constitua advogado e boa sorte.

  • FGNER

    FGNER

    Boa noite !
    obrigado maquina pela colaboração.
    Consultei 2 advogados e eles me orientou a entrar com um queixa no forum de pequenas causas , mas creio q sem informação não vou conseguir muita coisa.
    Ligo na wolks e eles me fala que o manual é um contrato tb e que consta essa informaçõa nele , caso eu não faça a revisão perco a garantia.
    o que posso alegar nesse caso , pois o problema é de série existe muitos relatos desse problema na internet , inclusie um video onde o engenherio da wolks diz o motivo do problema e tb diz que o cliente não vai dar prejuizo nenhum , pois os motores serão trocado.
    Por favor alguem me da um ajuda aí

  • FGNER

    FGNER

    Boa noite pessoal !!
    Tenho uma novidade em relaçõa a esse problema . Fui hoje dia 25-4-12 na concessionaria wsolksvagem onde comprei o carro e apresentei que o motor estava fundido , como sempre o atendente me perguntou se eu tinha feito as revisões , eu disse que tinha feito somente uma revisão , ele me dssie que eu tinha perdido a garantia pois quem não faz as revisões na wolks perde a garantia isso esta no manual segunfo ele.Depois de muita conversa , ele me disse que eu poderia estar fazendo uma revisão basica que é troca de oleo , filtro e outras no valor de 380,00 , que então eles desmontaria o motor do carro , mandaria o laudo pra wolks e caso a wolks autorizasse eles trocava o motor , caso contrario eu teria que pagar mais 720,00 que seria de mão de obra para montar novamente o meu motor.
    Por favor preciso de uma orientção , creio que estou sendo lezado por essa concessionaria

  • Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Meu parecer é que não ocorrendo as revisões obrigatórias elencadas no manual do veículo, esse perde a garantia.
    Veja uma decisão similar:

    Ementa: RESPONSABILIDADE CIVIL. VEÍCULO. DEFEITOS. CONSUMIDOR. PRAZO DE GARANTIA. QUILOMETRAGEM. REVISÕES PREVISTAS NO MANUAL NÃO REALIZADAS. DESPESAS. RESSARCIMENTO. DESCABIMENTO. 1 - Ação que visa o ressarcimento das despesas enfrentadas no conserto dos defeitos apresentados em automóvel. 2 O prazo de garantia deve ser interpretado em favor do consumidor, que, no caso, é a quilometragem do veículo, que não alcançou os 50.000 km. 3 Prova técnica que atestou que as revisões dos 30.000 e 40.000 km poderiam ter evitado os defeitos apresentados na caixa de câmbio do automóvel, conforme orientação prevista no livreto de bordo. Ação julgada improcedente em primeiro grau. Apelo improvido. (Apelação Cível Nº 70003068129, Décima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Paulo Antônio Kretzmann, Julgado em 13/06/2002).

    Mas não custa tentar o ajuizamento de ação indenizatória no Juizado Especial Cível de sua cidade. Caso resolva entrar com a demanda, terás de levar pelo menos dois orçamentos ou um laudo técnico assinado por engenheiro mecânico ou uma oficina idônea com responsável técnico. De uma forma ou de outra, só um advogado consumerista poderá lhe assitir no processo, pois a ré comparecerá com advogado e você, caso não tenha um, terá que contratar um, para não ficar em desvantagem.

  • FGNER

    FGNER

    Boa noite obrigado pelas opiniões .
    Creio que no meu caso possa ser diferente pois esses carrso equipado com motor vht ja tem um historico de problemas , de motores com desgate precoce , mesmo sendo feito troca de oleo na wolks. Existe um nota emitida pelas wolsksvagem onde eles reconhecm que foi um erro de oleo , por isso eles estaria aumentando a garantia desses carros de 3 para 4 anos. Ou seja eu teria que ficar preso na wolksvagem fazendo as trocas de oleo somente lá durante 4 anos ? imagino que o fato deu ter feito somente uma revisão pode ser um obstaculo , mas não que seja impossivel. Pois mesmo que tivesse sido feito as revisões na wolks ( troca de oleo ) o motor ia apresentar esse problema ( pois ele ja saiu de fabricacom problema) e outra o fato da concessionario querer cobrar 720,oo pra montar meu motor no caso da wolks nega a garantia é um absurdo . deve ter alguma lei que posso estar do meu lado.
    Por favor opinem.

  • Fábio Donzelli

    Fábio Donzelli

    Comigo está acontecendo a mesma coisa. Adquiri um Gol 2009/10. Atualmente encontra-se com 55 mil quilômetros rodados. Foram feitas as três primeiras revisôes (10.000, 20.000 e a de 30.000 km) na concessionária de minha cidade. Após isso, me baseando na "venda casada", deixei de pagar um preço nas revisões que para mim é extremamente salgado, e como qualquer outro cidadão, apenas trocava o óleo e, diga-se de passagem, semissintético e de muito boa qualidade.

    Enfim, ocorre que tive a informação que esses motores possuem um defeito de fábrica - e volto a frisar, DE FÁBRICA, que acarreta desgaste prematuro das peças. Ou seja, independente de as revisões terem sido todas feitas ou não em uma concessionária, o defeito já estava ali de forma oculta. Segundo informações que tive, esse motorzinho apresentou danos porque a digníssima Volkswagen quis economizar na fabricação dos seus motores, confeccionando-os na Argentina.

    Vou hoje na concessionária aqui da minha cidade para saber a respeito. Sempre tratei meu carro com zelo, nunca deixando passar meio quilômetro a mais do recomendado para trocar o óleo e, na minha humilde opinião, é mais do que notório que é muito estranho que em pouco mais de 55 mil quilômetros, já aconteça desgastes prematuros das peças do motor. Está claro, como água cristalina que isso ocorreu em decorrência de um erro na linha de montagem e não do consumidor hipossuficiente. Isto porque tenho conhecimento de casos em que este mesmo motor fundiu com pouco mais de 15.000 km (Isso mesmo!).

    Enfim, vamos ver no que dá. Logo mais voltarei para narrar o que ocorreu.

  • Fábio Donzelli

    Fábio Donzelli

    Eis alguns links que falam a respeito do problema:

    http://www.noticiasautomotivas.com.br/o-tal-barulho-metalico-nos-motores-volkswagen/

    http://forum.outerspace.terra.com.br/archive/index.php/t-277765.html

    http://www.noticiasautomotivas.com.br/volkswagen-admite-defeito-em-motores-1-0-vht-mas-descarta-recall/

    http://www.blogauto.com.br/motor-ea111-do-gol-e-do-voyage-com-problemas-de-barulho/

    http://www.carrobonito.com/2009/10/28/resposta-da-volkswagen-aos-problemas-no-motor-1-0-de-gol-voyage-e-fox/

  • Raquel Valero E. José Renato

    Raquel Valero E. José Renato

    Pessoal, estou com o mesmo problema. Fiz até a 4ª revisão, e acabei me esquecendo de fazer a 5ª, passando quase 2 meses. Meu motor esta com 30.000km. A concessionária fez a 5ª revisão e fez um laudo, que segundo a concessionária o mesmo será remetido à VW para analise. Ocorre que ele deu um prazo de 60 dias para analise e disse que pode ser que a VW não de a garantia. Isso realmente esta correto?

  • Claudio Arroyo

    Claudio Arroyo

    Minha situaçõ e identica a sua. Vou comprar um motor novo e receber meus direitos judicialmente. Espero que consiga. Meu advogado garantiu a vitória.

  • kjl

    kjl

    Fgner:
    eu trabalho na concessiona vw,sou consultor tecnico,e infelizmente se vc não fez a revisão realmente vc perdeu a garantia.Tambem comprei um gol 2009.
    E depois de um certo tempo comecei a ouvir um barulho estranho no motor,mandei abrir varias vezes e ninguem descobriram o problema.O tempo passava e o barulho so almentava.Então o chefe da ofina me disse que retitaria o motor e enviaria para fabrica,iria ficar por uns 20,ou eu fazia isso ou passava pra frente,pois futuramente ele iria fundir.Então resolvi vender.Agora te aconselho que na proxima compra de carro zero jamais deixe de fazer as revisoes na concessionaria ,se vc realmente perde mesmo a garantia.Se vc levasse onde eu trabalho e atendesse te diria exatamente isso.Boa sorte

  • Nerci Spohr

    Nerci Spohr

    Infelizmente, o entendimento dominante nos Tribunais é no sentido da perda da garantia, quando as revisão feitos fora da concessionária ou autorizadas. Todavia, não custa tentar.

  • Cleverson Lacerda Toledo

    Cleverson Lacerda Toledo

    Carro fox, 40.000 km todas revisões feitas vão trocar O motor a questão eh? Ano que vem termina a garantia e estou com um motor novo que não presta pois será o mesmo motor a garantia estende por mais 3 anos? primeiro ponto? segundo ponto , o carro vai ficar desvalorizado por ser de domínio público que este motor não presta igual aqueles velhos conhecido 16 válvulas 1000, será que eh justo eu vender este carro e deixar quem compre que se fere? Tem mais de 1 milhão destes motores todos Iram dar problema , só não Sabe-se quando.

  • Jose Menezes

    Jose Menezes

    Tenho um gol 2009 com 66 mil KM e simplemente fundiu o motor, a WV nega a troca nas mesmas desculpas (fiz apenas uma revisão na autorizada). estou preparando a minha petição para entrar na justiça e este vídeo do engenheiro será fundamental, pois ele afirma que existem outros óleo liberados pela VW, ademais o engenheiro reconhece o vício oculto ( que no caso não tem nada de oculto). temos que nos unir (todos os 400 mil) e exigir da VW na mídia, na internet, na justiça, no procon, no trabalho, nas peladas, etc, que faça a troca deste motor defeituoso. Para a VW ainda será o grande negócio, porque para nós ainda será um grande prejuízo, pense na hora da revenda. QUEM VAI QUERER COMPRAR UM CARRO COM ESTE MOTOR.

  • EVERTON - ADV/OABSP

    EVERTON - ADV/OABSP

    Por gentileza, Sr. José Menezes, o senhor poderia me passar o link de acesso do vídeo engenheiro falando sobre o assunto? att.; Everton - 13.04.13.

  • Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Espero ajudar a todos os consumidores prejudicados pela VW. Tramita no TJRS uma ação coletiva recém distribuída contra a VW sobre esse problema, tombada pelo nº11300013223.
    Vejam a liminar deferida pelo juiz e posteriormente cassada pelo TJRS em sede de agravo de instrumento.

    "Vistos. Os fartos documentos acostados com a peça inaugural e que estão contidos no Inquérito Civil nº 311/2009 demonstram a plausabilidade das alegações do órgão ministerial, apontando, com fortes indícios, práticas ilegais e abusivas perpetradas pelo requerido. Na esfera cível, mostra-se necessário resguardar eventual reparação aos danos suportados pelos consumidores decorrentes das operações, agindo o Ministério Público no interesse de interesses individuais homogêneos e difusos. Por estas razões, DEFIRO a tutela antecipada a fim de determinar: a) que a requerida publique informativo nos jornais de maior circulação em cada Estado do País, comunicando aos consumidores dos veículos FOX 1.0I(intervalo de chassis:94000017 até 94165002); Novo Gol 1.0I(chassis 9P000001 até AP 077821 e Voyage 1.0I(chassis 9T000001 até AT157948), ano 2009/2010, que o automóvel deverá ser encaminhado a assistência técnica de sua concessionárias para a verificação da necessidade de troca do motor ou de seus componente: b) que a requerida, na hipótese de presença de ruídos relacionados ao desgaste prematuro dos componentes dos motores dos veículos de que trata a inicial(descritos no item a), imediatamente substitua o motor e seus componentes; c) para o descumprimento da alínea 'a', fixo multa diária de R$10.000,00(dez mil reais) e, R$20.000,00(vinte mil reais) para o descumprimento da alínea 'b', até o valor máximo de R$2.000.000,00(dois milhões de reais). Publique-se o edital previsto no art.94 do CDC. Cite-se.

  • Thiago Farias

    Thiago Farias

    Comigo acontece o mesmo. Comprei um gol 09/10 com 55.000 km , aparentemente um veículo em excelente estado, após rodados pouco mais de 3.000 e por sua vez trocado óleo 5w 40 castrol magnatec o motor começou a bater então como ainda estava na garantia de um lojista de carro deixei o mesmo na mecânica de sua confiança. A questão é se o mecânico realmente arrumar o carro de maneira correta o meu motor vai durar somente 58.000? Acho que realmente é isso que vai acabar acontecendo. SE NOSSO PAÍS FOSSE UM POUCO MAIS CORRETO COM SEUS FILHOS A PORCARIA DA VW TOMARIA UMA MULTA E RESSARCIRIA TODOS SEUS CONSUMIDORES!!!!!!!!

  • Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br

    Segue a cópia do Acórdão de 10.04.13 que cassou a liminar:
    "Agravo de instrumento. Ação coletiva de consumo. Recall de automóveis em antecipação de tutela em caráter liminar, sem ouvir o fabricante. Irreversibilidade dos efeitos da medida deferida. Medidas preventivas adotadas pela montadora. Deferimento de efeito suspensivo pelo Relator.
    A determinação judicial para verificação do motor e sua imediata substituição, constatado ruído, em antecipação de tutela sem ouvir o fabricante, exige prova inequívoca e convincente, que manifesta verossimilhança, ou certeza sobre a verdade do fato imputado, do defeito irreparável na fabricação dos motores dos lotes de veículos, situação que não se presume pela inexistência de perícia na fase do inquérito civil.
    O deferimento da medida judicial exige concomitantemente o fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação aos consumidores, adquirentes dos veículos, o que também não se demonstra no momento, porque a fábrica promoveu o chamamento dos adquirentes para vistoria do motor junto às concessionárias e estendeu o prazo da garantia. E os consumidores individualmente, se necessário, podem adotar providências junto às concessionárias ou judicialmente.
    A medida deferida, tal como deferida, implica antecipar a própria condenação que não se antecipa.
    Justifica também a revogação da medida os efeitos dela decorrentes, irreversíveis do ponto de vista patrimonial ao fabricante, que adotou medidas de prevenção e de proteção ao consumidor, realizando o denominado recall branco.
    O aperfeiçoamento das alegações e das provas, conforme o devido processo legal, permitirá julgar quanto ao pedido em si e quanto às medidas adotadas pelo fabricante."