Respostas

2

  • 0
    W

    Wolme Cavalcanti Sexta, 18 de maio de 2012, 9h31min

    O inventário poderá ser feito com a certidão do terreno no no CRI, mais as benfeitorias.

  • 0
    J

    Jaime - Porto Alegre Sexta, 18 de maio de 2012, 9h44min

    Alguns Cartórios de Registros de Imóveis têm convênio com a Prefeitura local e na hora do registro do formal, exigem uma certidão da Prefeitura sobre as benfeitorias existentes no imóvel. Bem, com isso, se as benfeitorias não estiverem averbadas na matrícula do imóvel, o Cartório impugna o formal para que a parte regularize a construção.
    Como se sabe, muitas vezes essas construções são feitas até sem projetos autorizados pela muinicipalidade. Desta forma para regularizar essa construção é um verdadeiro parto. É preciso um projeto da construção em si, da parte elétrica, da parte hidráulica, etc. para que a Prefeitura dê o habite-se e assim conseguir registrar.
    Há outros Registros de Imóveis que não exigem isso. Apenas exigem que a descrição do imóvel corresponda aos seus assentos registrais. Nesse caso, não se descreve as benfeitorias, apenas o que consta da matrícula do imóvel e para efeitos de tributação se faz uma declaração em separado das benfeitorias.
    Um abraço,
    Jaime

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região