Respostas

14

  • 0
    J

    Jaime - Porto Alegre Quarta, 06 de junho de 2012, 15h07min

    A sua recompensa como filha será dada por Deus que bem sabe avaliar o que aqui se faz.

  • 0
    F

    francisco de Assis Temperini Quarta, 06 de junho de 2012, 22h46min

    Gabriela S. Cristal:

    O dito popular: " Pimenta no olhos dos outros é refresco "


    Sua colocação é pertinente; milhares de familias passam por casos semelhantes, sendo obrigadas a deixar o trabalho para dedicar-se a familiares por longos períodos.

    Tavez um acordo para férias no trabalho, se vinculada como empregada.

    Infelizmente, aqueles homens onde a semana mais curta do país como " empregados " do povo, inda não elaboraram uma Lei para amparar pessoas em tal situação.

    Quando a familia tem condições financeiras o gasto com acompanhante é no mínimo R$ 1.000.00 reais mês; sem falar no que diz respeito à boa sorte de encontar pessoas dedicadas a esse tipo de trabalho.

  • 0
    J

    Julianna Caroline Quinta, 07 de junho de 2012, 21h24min

    Gabriela

    [...] nenhum direito lhe assiste a nenhum benefício por cuidar de sua mamãe, pelo menos não aqui nessa vida.

  • 0
    C

    Cristina SP Original - No FAKE Sábado, 09 de junho de 2012, 4h32min

    Eu cuido de minha mãe doente há 02 anos, ela tem 82 e Síndrome do Pânico, o direito que me assite é o amor, a gratidão, por tudo que ela jáq fez por mim e por meu filho.

  • 0
    C

    Cristina SP Original - No FAKE Sábado, 09 de junho de 2012, 4h55min

    Sua mãe é beneficiária do INSS ?

    SE afirmativo, vc. poderá administrar a pensão e/ou benefício que ela recebe.

    Mas não há benefício ao filho que cuida da mãe. Exceto o benefício que vem do alto. Sua grandesa, sua benevolência, etc.

  • 0
    R

    Rosana Sábado, 09 de junho de 2012, 8h09min

    Tb acho a duvida totalmente pertinente, uma vez q a aposentadoria da mãe pode nao ser suficiente para sustentar mãe, filha e possivelmente (nao sei se é o caso), netos. Gastos im medicamentos então, nem se fala. O fato dela querer saber se tem direito nao quer dizer q nao tem amor e gratidão pela mãe.

    Uma duvida, ainda sobre esse assunto: se ela tiver irmãos que trabalhem, pode solicitar ajuda em forma de pensão para cuidar da mãe?

  • 0
    J

    Jaime - Porto Alegre Sábado, 09 de junho de 2012, 9h29min

    Essa pergunta já foi exaustivamente discutida no outro post.

  • 0
    J

    Julianna Caroline Sábado, 09 de junho de 2012, 12h46min

    Pode Rosana.
    Pode solicitar aos irmãos (se tiver) ou mesmo aos irmãos da mae (se tiver) judicialmente uma ajuda de custo para mante-la.

  • 0
    R

    Rosana Sábado, 09 de junho de 2012, 14h43min

    Obrigada, Juliana, é mesmo? Inclusive irmãos da mãe?

    Acho mais justo os filhos custearem a velhice da mãe. Ja os irmaos, eu nao pensaria nisso, so no caso dela nao ter filhos. Cada um tem seus custos e se conseguiram um pé de meia, perderão o q conquistaram porque a irmã nao teve a mesma sorte. Irmao que cresce junto ajuda sem precisar de justica para isso, mas penso no caso de irmãos q nao sao unidos, q nao crescem juntos, como meio-irmãos afastados... Mas se a lei diz assim, né!

  • 0
    C

    Cristina SP Original - No FAKE Quinta, 21 de junho de 2012, 1h15min

    Se ela doente tiver outros filhos, primeiramente os alimentos deverão ser pedidos a estes, somente na impossibilidade destes, é que se poderiam acionar os irmãos dela.

    Consulente,
    Não quis dizer que não há amor, etc.


    Só quis mencionar, que só há o reconhecimento do "alto". Vivo essa situação há 02 anos e tenho mais 03 irmãos, o benefício de minha mãe é de R$ 622,00, o custo dos medicamentos mensal é de R$ 500,00 aproximadamente. Então só conto com a ajuda do "altíssimo", porque o resto.... É muito difícil. Mas desejo-lhe melhor sorte claro.

  • 0
    Thabata Libras Godoy

    Thabata Libras Godoy Segunda, 17 de agosto de 2015, 18h20min

    O que é o auxílio-cuidador pago pelo INSS?
    É o acréscimo de 25% ao valor da aposentadoria quando o segurado, aposentado por invalidez, necessite de assistência permanente de uma outra pessoa. Muitas confusões são feitas em relação a este benefício.

    Note, que ele não é devido a quem necessita de um cuidador permanente, mas sim, a quem se aposentou por invalidez, e em decorrência da doença que deu causa a aposentadoria necessite de cuidador em tempo integral.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região