ME AJUDEM POR FAVOR ESTAMOS SOFRENDO MUITOFiliação sócio afetiva X ter sido enganado

CHEGA DE DISCRIMINAR perguntou Terça, 14 de agosto de 2012, 17h40min

Ele morou com uma mulher durante 9 anos e há 8 anos nasceu um menino QUE REGISTROU pois acreditava que era seu filho, a mulher inconformada com o valor que recebe de pensão entrou na justiça, como ele não consegue engravidar a atual esposa fez exame e descobriu que é infértil, então fez o DNA do menino e descobriu que não é seu filho. A audiência está marcada para mês que vem, ele está com medo do juiz obrigá-lo a continuar sendo pai da criança> Ele gosta da criança e quer ser um amigo, mas pai ele DIZ não vai conseguiir ser mais. Mas se o juiz obrigá-lo a ser pai, a criança vai sair perdendo, porque ela tem direito de ser reconhecida pelo verdadeiro pai, e ter meu marido como UM GRANDE amigo. Nòs gostamos da criança, mas se o juiz determinar E OBRIGAR que ele seja o pai, acredito que o amor que sentimos pela criança irá se transformar em revolta, por ser obrigado a engolir tudo. Eu tenho medo desse verdadeiro pai ser alguém perigoso que pode estar rondando como uma sombra, só curtindo a amizade do menino sem qualquer tipo de responsabiliade, pode até continuar ficando com a mãe do garoto, pode ser um pareNte do meu marido sei lá o verdadeiro pai é um fantasma que roda nossas vida. O pai verdadeiro tem que assumir esse menino, tenho medo do juiz não considerar nada considerar apenas a relação que havia entre o menino e meu maridoQUE NÃO SERÁ MAIS A MESMA) e obrigá-lo a engolir tudo e ter a mãe do menino exigindo e humilhando ele como sempre fez. SE O JUIZ OBRIGA UM HOMEM QUE FOI HUMILHADO TRAIDO ENGANADO A CONTINUAR COM O MESMO PAPEL, ESTÁ INDO CONTRA A PRÓPRIA CRIANÇA QUE NÃO TERÁ MAIS nem PAI AFETIVO NEM amor de AMIGO. Terá um registro com nome de uma pessoa que foi enganada, terá a pensão que não é lá essas coisas pois o homem que o registrou está desempregado. PENSO QUE A FILIAÇÃO AFETIVA DEVE SER ESPONTÂNEA NÃO FORÇADA FRUTO DE UMA ENGANAÇÃO. ME AJUDEM POR FAVOR ESTAMOS SOFRENDO MUITO. QUEREMOS TER ESSA CRIANÇA COMO AMIGA E AJUDAR A ELA QUANDO ELA PRECISAR COMO FAZEM OS AMIGOS QUE AMAM , MAS SE O JUIZ OBRIGAR A SER PAI (COISA QUE NUNCA MAIS CONSEGUIRA SER) SINTO QUE SERA MAIS UM CASO DE ABANDONO.

Respostas

79

  • FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo

    FJ-Brasil (Morreu)-Fim do Mundo Suspenso

    Durante 9 anos ele não tem afeto pela criança? agora a criança que paga a conta do abandono afetivo? duvido muito que conseguirá a negatória da paternidade, terá que pagar pensão, e continuar tratando a criança do mesmo jeito, com afeto, amor...se por acaso ele se ausentar, somente pela questão biológica, essa criança quando completar 18 anos poderá processar o seu marido por abandono afetivo!

  • Adv Antonio Gomes

    Adv Antonio Gomes

    Na verdade você antes de tudo precisam de Serviço Social e na área da psiquiatria, e concomitante de um advogado da área de família, e por fim saber conceituar a familia que é o nucleo da nossa sociedade, para isso ler bastante sobre o tema.


    Adv. AntonioGomes
    OAB/RJ-122.857

  • CHEGA DE DISCRIMINAR

    CHEGA DE DISCRIMINAR

    Ele foi colocado para fora de casa quando a criança tinha 5 anos, sofreu como um condenado porque amava essa criança mais que tudo, mais que a ele mesmo, ele ama essa criança, eu também gosto dela, mas não é justo que ele tendo sido enganado, talvez desconfiamos que o pai é um parente dele, não é justo que termos que ter que conviver não só com a criança mas com a mãe da criança e com o fantasma do pai.
    Eu não tenho estrutura para suportar isso e pretendo me separar dele, porque ele está sofrendo e eu muito também, nem dormimos a noite, e o menino saberá a verdade e deve querer buscar seu pai verdadeiro ele tem direito.

    Eu prefiro abandonar o barco que ser obrigada a conviver com a mentira e com o fantasma de um pai e uma criança que foi enganada e agora vai ter um pai de mentira. Vai ser muito ruim para todos só quem sairá ganhando nesta história é a mãe aquela que enganou mentiu traiu e humilha muito o cara que registrou o filho dela ela sim sairá ganhando. Já ameçou dar dois tiros na cara do meu marido e agora ainda sabemos que ela tem um homem que não assumiu a paternidade.
    Gosto muito do meu marido mas quero ficar longe disso tudo, ele mora na minha casa, não tem casa, não tem onde cair morto porque tudo que ttinha deixou para essa mulher com (seu) filho.
    Na minha casa receberei sim, apenas o menino amigo e carente, aquele que poderemos levar para passear dar presentes etc... Como um amigo nosso, não como um castigo que se a justiça obrigar a gente a conviver com isso tudo será mesmo um castigo.
    Vou me separar mesmo.

  • DFF-SP

    DFF-SP

    É o depoimento mais covarde que já li !

    Ngm pensa na criança... Estão obcecados demais com o próprio umbigo !

    O amor supera qq coisa... O seu amor pelo marido não existe ! O amor de pai que ele deveria ter tb não existe !

    Tenho pena desse ser inocente... e tenho mais pena ainda do seu marido. Pois vc não é nada diferente da ex dele.

    Cade o companheirismo ? A ajuda mutua ? O amor ?

    Mundo perdido msm...

  • Consultor !

    Consultor !

    ... tá muito similar ao caso do Marcelo de Lima !!!

    De toda forma, procurem ajuda psicológica, começe a professar uma religião ...

  • Insula  Ylhensi

    Insula Ylhensi Suspenso

    Esse consulente ESTÁ AMEAÇANDO A CRIANÇA !!!!!

    Isso é loucura do mais alto grau!!!

    Então, se a justiça não satisfizer sua vontade vc mata a criança?? Sim, porque estará cheio de revolta, obrigado a engulir um chifre!!!!!

    Pensou antes que a criança poderia não ser sua??? Vc é do tipo que acredita em todo mundo? Nunca ninguém lhe mentiu??? Então, se já era adulto era responsável por seus atos. A criança não tem culpa.

    Se gosta da criança como vai passar a desprezá-la? Foi ela que te sacaneou? Então poque será ela a pagar o pato DA SUA IRRESPONSABILIDADE???

    Foi vc que a enganou se dizendo o pai dela. Ela não te escolheu, vc e que chegou pra ela se dizendo o pai dela, e agora quer chutar o balde e mandá-las às favas??!! ISSO É COVARDIA!!

    VC É UM SER ASQUEROSO!!!!!

  • CHEGA DE DISCRIMINAR

    CHEGA DE DISCRIMINAR

    Muito bom expor nosso problema aqui, que consigo ver que o que vale é a criança, tadinha dela, não pode falar no telefone com o homem que a registrou, nem o dia dos pais a mãe dele deixou ele passar com o cara que registrou, porque ela quis que ele passasse com o namorado atual dela.

    Se ele for obrigado a ser pai mesmo que vai ser bem longe de mim. Eu não sou obrigada a aceitar nada disso, muito menos sabendo que ele não é o pai a tal p ficar ligando para minha casa fazendo ameaças etc..

    Bom saber logo que a decisão do juiz pode ser a que eu penso que pode ser.
    Ser obrigada a ver esse homem ser humilhado e essa criança sofrer também, porque ela saberá a verdade.
    Assim já estou me preparando para a separação mesmo. Nunca vou aceitar ver esse homem ser humilhado por uma
    ** e ter obrigações com filho que não é seu.
    Quanto ao fato de ir para um religião eu digo uma frase que jesus disse:
    conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.

    Eu confio em deus que ele vai coloca a mãe no julgador e ajudar a nós todos principalmente esse menino que não merece viver no meio desse conflito que está prestes a se formar. Caso meu marido seja obrigado a ser pai de mentira ,

    obrigada aos senhores

  • Denise Schulttz

    Denise Schulttz

    acho q esse pai vai c arrepender mto d tal atitude. qndo cair a ficha talvez seja tarde tanto pra ele qnto pra criança. pobre gente sem Deus no coraçao!!!

  • DFF-SP

    DFF-SP

    Separe-se msm ! Vc é igual a ex dele...

    Na hora virar o "zoinho" tudo é gostoso... Quando o sapato aperta é que enxergamos onde chega a capacidade do ser humano...

    Repulsivo, repugnante, ridiculo...

    Deus no coração e humildade lhe farão um bem enorme... Que Deus tenha piedade de vc!

  • Consultor !

    Consultor !

    ... agora fiquei com muito dó desse camarada ... ter de conviver com uma pessoa desta ... ainda bem que ela promete "deixá-lo", caso o juiz não resolva os problemas deles !!!!

    ... será que um ser deste é real (ou só virtual) ???

  • YVY

    YVY

    Concordo plenamente com ela,pois ele foi ENGANADO.Não sabia, que não era o PAI da criança a mãe que vá atras do verdadeiro PAI.Se tiver que ter harmonia entre eles que não sejam forçados tenham visitas amigáveis.

  • Denise Schulttz

    Denise Schulttz

    e a mulher tbm nao ajuda em nada e ainda atrapalha!!! ms q gente covarde!!! pobre criança!!! acho q sera msm uma bençao nao tr q conviver cm esse povo. Deus sempre escreve certo, por mais q pareça errado!!! credo!!!!!

  • Insula  Ylhensi

    Insula Ylhensi Suspenso

    YVY, nem pai biológico é obrigado a visitar o próprio filho, esse cara aí, se não gosta da criança (é porque nunca gostou!) ele não precisa ir mais ver a infeliz criança.

    Cadê o afeto que diz que tinha pelo filho?? Sinal que não tinha, não é mesmo? Igual ao afeto que diz ter tido pela fêmea com quem ele cruzava e que pensou que lhe deu cria.

    É ele o incapaz de ter sentimentos.

    Não vale nada!!!

  • Denise Schulttz

    Denise Schulttz

    YvY, e vc acha q o "casalzinho" vai conseguir conviver cm a culpa q vao sentir??? é o mais completo erro q vao cometer, só pelo fato de pensarem em se desfazer da criança como se fosse lixo, ja é imperdoavel!!!

  • Insula  Ylhensi

    Insula Ylhensi Suspenso

    Essa gente egoista não assume nada do que faz, a criança que se lasque, que vá a merd@!!!! Eles os adultozinhos é que eram inocentes, indefesos e ignorantes nas coisas da vida. Assumiu a criança porque achou que criança se faz beijando e a mulher era boca virgem, então, a criança tinha de ser dele, era óbvio!

    Pra essa gente criança É COISA! É objeto, é como um carro que fica no nome de um ou de outro, e quando não se quer mais passa pro nome de outro!!!

    Essa gente não nasceu, foram cagadas!!!! Não tiveram pai nem mãe, só conheceram o esgoto!

    Se o consulente for MEEEESMO a atual mulher do corno arrependido ela é igual a outra safada porque a unica coisa que ela quer são os cobres do bolso do otário!! No fundo ela tá rezando pra criança ser atropelada por um caminhão!!!!

    Gente boa, de grande coração!! Vai tudo pro céu!!

  • CHEGA DE DISCRIMINAR

    CHEGA DE DISCRIMINAR

    Gente! não falem mal do meu marido. ele ama esse menino deixa de fazer as coisas para ele próprio para dar o que pode para esse menino.

    Agora eu estou casada com ele, e não aceito a situação, tadinho nem o dia dos pais ele pode passar com o menino, a mãe do garoto marcou dele pegar na 6ª feira marcou as 8 horas e só chegou as 10:30, é sempre assim humilhação em cima de humilhação, ela resolveu que o menino iria passar o dia dos pais com o namorado dela( que talvez seja o verdadeiro pai vai saber) O meu marido sofreu muito com isso sempre sofre, e eu não estou mais suportando ve-lo sofrer assim.

    AGORA QUE DESCOBRIU QUE NÃO É O PAI .ISSO É A VERDADE E ESSA VERDADE HÁ DE NOS LIBERTAR DESSE SOFRIMENTO TODO. CONFIO EM DEUS.

    DE MIM VOCÊS PODEM FALAR MAL A VONTADE. MAS DELE NÃO QUE SEMPRE SOFREU POR CAUSA DESSE MENINO E EU SOFRO COM ELE QUERO NOS LIBERTAR DISSO.

    SERÁ UM CASTIGO E UM INJUSTÇA SERMOS OBRIGADOS A MANTER VINCULO DE PARENTESCO

  • CHEGA DE DISCRIMINAR

    CHEGA DE DISCRIMINAR

    Insula Ylhensi,
    O que eu quero são os cofres do bolso do otario, meu amigo.... ele está desempregado, quando trabalhava ganhava menos da metade do que eu ganho. Não tem casa pois a que tinha deixou para o "filho" e a va***.

    è uma pessoa maravilhosa que não merece ESTAR PASSANDO POR ISSO. E EU TO PASSANDO DE LAMBUJA.

    ELE FOI ENGANADO ACREDITAVA QUE ERA O PAI.

    NÃO QUERO DINHEIRO DE NINGUÉM, SÓ QUERO AJUDAR ESSE HOMEM, MAS NÃO SUPORTAREI CONTINUAR VENDO ELE SER HUMIILHADO AGORA AINDA MAIS POIS SABE QUE FOI TRAIDO E TALVEZ TENHA QUE ENGOLIR ISSO TUDO. EL QUE ENGULA MAS EU NAÃÃÃÃÃOOOOOO

  • Renato Solteiro

    Renato Solteiro Suspenso

    A consulente propala uma série de sandices que foram muito bem tratadas pelos que me antecederam. Quem me conhece do jus sabe que eu não seria tão "amável" com quem dissesse metade das baboseiras ditas.

    De tudo que ela vomita um tema merece reflexão, qual seja a "Paternidade Afetiva Imposta". Com a devida vênia aos que pensam de forma diferente, sempre tive pra mim que esta "invenção" do judiciário (invenção sim, porque não há norma que a fundamente) é mais uma tentativa deste poder em fazer caridade com o afeto alheio.

    Quem em sã consciência seria contra a paternidade afetiva? Importante lembrar que esta inovação surgiu para amainar os casos em que pais de fato não eram de direito. Pais que não contribuíram para a fecundação do feto mas que o criaram por anos se viam sempre relegados ao limbo nesta seara. Não bastasse isto, em casos de sucessão, o filho-com-amor sempre se via impedido de participar da sucessão.

    Até aqui tudo lindo. Ocorre que em casos como o agora narrado, tudo que existe é paternidade jurídica, porque de afetiva, resta evidente que nada tem. Melhor seria que pelo menos se mudasse o nome do instituto para não seguir maltratando o idioma. Sim, as palavras têm sentido e chamar este caso de paternidade afetiva, onde não há esta afetividade é forçar a barra para fazer caridade com o afeto alheio.

    Deixando um pouco d elado o discurso politicamente correto a verdade é que esta criança, na vida real não tem pai, menos ainda afetivo. Tem na realidade uma Mãe inconsequente que condenou seu filho a estar preso por um laço inexistente com alguém que jamais o considerará como filho.

    Se é este o prêmio que o direito quer dar a esta criança, eu no lugar dela o dispensaria. Na minha certidão, quero o nome do meu Pai, biológico ou que me ama, jamais o que o direito me impôs.

    Com o bem intencionado interesse de ajudar, tenho pra mim que o direito está criando um emaranhado de problemas na vida da criança. Estará condenada pra sempre a carregar o nome de quem não a quer e de quem não deveria estar ali. No futuro buscará o verdadeiro pai e enfrentará uma nova peleja física e judicial para ter reconhecido o pai verdadeiro.

    Surge ainda um outro porém que teima em passar desapercebido, esta criança pode ter um pai biológico que a receberia de braços abertos, caso sua mãe não tivesse o envolvido em tudo isto. Com este comportamento a mãe consegue impedir um provável biológico de ser pai e obriga um não-pai a estar onde não deveria e o que é mais escabroso, a ela, nada é posto como penalidade.

    Faz o que bem entende do futuro de outras pessoas, inclusive do filho e ainda se safa de todo este imbróglio. Seguramente ela acha que errou no pai real e decidiu dar um novo pai para o filho.

    Evidente que se estamos diante de um pai que quer se manter neste lugar, há de se aplaudir a atitude. Aqui mesmo no jus há um caso do senhor AMOR DE PAI que deseja figurar como pai, mesmo sabendo que não o é de verdade. Palmas pra ele que seja muito feliz, mas obrigar quem não é pai a estar neste sitio sem sê-lo, excluindo-se a mãe dos efeitos desta conduta me parece um forçar caridade que sem dúvida não trará bons frutos, porque se pode impor no papel, mas na vida real, sem chances.