Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. lmello
    01/10/2012 17:59

    Por favor preciso da ajuda de vocês. Tenho uma causa na justiça que consta com a seguinte informação :
    COMPROVADO O DEPOSITO JUDICIAL.
    Tipo: Recursal - GFIP.
    Nº da Guia: .
    Valor: R$ 4.000,00.

    logo em seguida consta as informações :
    Expedido Notificação Postal Por Assunto
    Expedido Alvará Judicial

    Procurei meu advogado e ele disse que eu deveria ir até a Caixa Econômica na Rua do Lavradio para fazer o saque. Ele ( o advogado ) me deu um papel tipo ofício em que constava meu nome completo, número do processo e número do alvará.
    Fui até a Caixa e lá me informaram que o valor somente estaria disponível na próxima semana e que a quantia é de R$ 1.830,60.
    Estou tentando obter esclarecimentos com meu advogado, mas ele nunca me atende...
    Alguém saberia me explicar porque o valor que consta na internet está diferente do valor que vou receber ? Existe a possibilidade do juiz expedir mais de um alvará para a mesma causa ? O advogado tem que fornecer a guia deste depósito e os possíveis descontos ?
    Por favor quem puder me esclareça... Obrigado .
  2. lmello
    01/10/2012 20:17

    Achei que pudesse ter ao menos alguma de minhas dúvidas esclarecidas...já observei em outros fóruns dúvidas similares as minhas,que foram respondidas,sem em nenhum momento desrespeitar outros colegas. A questão é que já procurei esclarecimentos e não consegui. Por isso estou recorrendo a vocês.
    Na verdade minha maior dúvida é saber se é normal o valor da guia ser maior que o valor recebido...
  3. Amauri_Alves
    03/10/2012 02:08

    lmello,

    Depósito efetuado na CEF, geralmente, é depósito recursal.

    A empresa que recorre deve fazer um depósito para que seu recurso seja analisado na instância superior.

    O crédito que você tem a receber é superior ao valor liberado efetivamente? Digo isso porque pelo que se nota, parece que foi expedido um alvará referente a um depósito recursal de R$ 4.000,00. Ou seja, a empresa quando recorrer depositou esse valor.

    Porém, se a a condenação foi inferior, ou seja, por exemplo, R$ 1.000,00, não há porque o juiz liberar o valor integral do depósito.

    Desconta o valor do seu crédito e libera o remanescente para a empresa, por meio de outro alvará para ela.

    Claro que aqui estamos especulando o que pode ter ocorrido.
  4. lmello
    03/10/2012 09:30

    Obrigado pelo esclarecimento.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS