Respostas

11

  • Posto 1

    Posto 1

    Infelizmente vejo isto acontecer diversas vezes. A demora do sistema a concluir uma causa é tão notória aqui no Brasil, que este tipo de situação chega a ser normal.
    E só quem perde com isto é o trabalhador, que vem a falecer sem gozar o seu direito.
    Bom isto é somente um desabafo, basta torcer para um dia estes trâmites serem revistos e nossos netos não voltarem a sofrer esta mesma impunidade.

  • Amauri_Alves

    Amauri_Alves

    Lanna Lanna,

    Antes disso.

    Providencie uma Declaração de Dependentes no INSS. Quem constar ali será(ão) a(s) pessoa(s) legalmente capacitada(s) para dar prosseguimento.

  • Amauri_Alves

    Amauri_Alves

    Bom, eu mantenho meu entendimento.

    Terá direito a receber os créditos trabalhistas quem constar na Declaração de Dependentes.

  • vanessa de jesus

    vanessa de jesus

    Se vc for esposo é só pedir para seu advogado fazer uma petição para passar em seu nome. Isso aconteceu comigo, meu esposo faleceu e o processo passou para meu nome, sem demora levou uma semana, eu levei a carta do inss(carta de concessão de benefício e a certidão de casamento averbada com o óbito), e pronto. A justiça concede a passagem do processo para o conjuge, pois é de direito o viúvo receber acertos trabalhistas.

  • Lanna Lanna

    Lanna Lanna

    a reclamante faleceu antes da audiencia, não tem esposo e dxou somente filhos maiores, não dá para habilitar um filho no processo somente com a certidão de óbito?
    obg!

  • Walter Gandi Delogo Delogo

    Walter Gandi Delogo Delogo

    A habilitação deverá ser feita por todos os herdeiros ou sucessores do falecido(a). Procure seu advogado para providenciar e dar prosseguimento à ação.
    Atenciosamente,
    Dr. Walter.l