Processo contra o Exercito.

André da Silva Soares perguntou Quinta, 01 de novembro de 2012, 13h41min

Boa tarde?Desde já agradeço a quem poder me ajudar. Bom eu estou com um processo em andamento contra o Exercito,fiz uma perícia médica marcada pelo Juiz,onde o Perito deu um parecer a meu favor,só que o Exército pediu a impugnação da perícia médica,será que o Juiz vai aceitar essa impugnação?

Obs: Iniciou o quadro no exercito com sindrome do pânico e esquizofrenia e até hj sofro com esses sintomas......

Respostas

16

  • MOISÉS SILVA - moises.ss@gmail.com

    MOISÉS SILVA - moises.ss@gmail.com

    Caríssimo.
    Se você ainda não tem, sugiro contratar um advogado. Se a sentença for desfavorável você precisa apelar. Se for favorável, a União vai apelar. Então, de qualquer forma você vai precisar de advogado.

    Um abraço.

  • Manoel FRF

    Manoel FRF

    Não sei do seu caso, se vc é soldado ou foi , se esta na ativa ou ja foi licenciado,unica coisa sei que vc tem que ficar esperto,procura não dar motivo para eles dizerem que seus direitos prescreveu em 5 anos como aconteceu comigo,que não fui atraz quando tinha os direitos,e hoje muitos anos depois tenho consequencia da época ,agora são negados meus direitos que eu tinha na época que servi ao Exercito,no meu caso ainda vou fazer muito barulho pode crer vou incomodar até Brasilia. se for o caso até a imprensa vai ficar sabendo.

  • .ISS

    .ISS

    vai incomadar nada, sua pretenção não passa do Juiz de 1ª instância, ou seja, ele reconhecea prescrição, vc tenta recorrer e simplesmente o recurso não terá prosseguimento. morre na 1ª tentativa. Brasilia nem vai tomar conhecimento ou melho pode até tomar conhecimento se vc ficar na explanada dos ministérios protestando, é o que lhe resta!

  • Rosevaldo

    Rosevaldo

    Om qu posso lhe dizer é que essa impugnação poderá ser aceita pelo juízo e será feita a realização de nova perícia , pois é um direito de defesa da parte cotrária, mas o juiz não está vinculado ao laudo pericial, se entender o contrário poderá julgar o processo por seu livre convencimento motivado. E confirmar seu pedido inicial.

  • Andre Bomfim

    Andre Bomfim

    Olá. Estou movendo uma ação contra o Exército, pois tinha direito a 20 meses de pensão e não foi pago. O processo está sendo arquivado. Qual o resultado. Obrigado.
    24/01/2013 16:32 Remessa Interna para Arquivar-Arquivo Geral - Rio de Janeiro
    24/01/2013 16:31 Baixa de Baixa - Findo
    24/01/2013 16:3 Devolução de Remessa
    08/01/2013 13:49 Remessa, Carga Para Advocacia Geral da União por motivo de Vista

  • Manoel FRF

    Manoel FRF

    Boa Tarde , Sr. .ISS , sabe se um dia eu conseguir o que estou buscando com certeza vou ter o maior prazer em comunicalo do resultado,caso contrario vou parabenizalo pela sua constante afirmação.
    Um abraço

  • .ISS

    .ISS

    bom para isso acontecer ou seja vc ter seu "direito" de volta vai precisar que se mude a lei, da forma como esta, é malhar em ferro frio.

  • rocio macedo pinto

    rocio macedo pinto

    André da Silva Santos, parece-me que ficou afastado do quartel por 1 ano, sendo que a Junta de Saúde Militar deu dois pareceres/diagnósticos favoráveis, sendo que no segundo te licenciaram, mesmo fazendo o tratamento no Hospital do Exército. Portanto, fica claro que a impugnação não valerá já que voce tem em mãos os dois resultados de junta que tipificam mal. Seria interessante voce providenciar junto ao IML de sua cidade, por meio da Secretaria de Segurança, um exame de corpo de delito inter vivos para formalizar tua situação atual de saude com a respectiva relação de causa e efeito. Por tratar-se de jurisdição de primeiro grau, existe certeza de que voce deverá recorrer desta impugnação junto ao Tribunal Federal (Principio do Duplo Grau de Jurisdição) e, juntado os documentos que comprovam os diagnósticos emitidos pelas JSM ficará óbvio de que a OM tinha ciencia de sua situação e que deveria, em lugar do licenciamento, tê-lo mantido adido/agregado ou até a plena recuperação ou a reforma. Peço que veja as previsões da RISG, juntamente com seu advogado, a este respeito.

  • rocio macedo pinto

    rocio macedo pinto

    André da Silva Santos, parece-me que ficou afastado do quartel por 1 ano, sendo que a Junta de Saúde Militar deu dois pareceres/diagnósticos favoráveis, sendo que no segundo te licenciaram, mesmo fazendo o tratamento no Hospital do Exército. Portanto, fica claro que a impugnação não valerá já que voce tem em mãos os dois resultados de junta que tipificam mal. Seria interessante voce providenciar junto ao IML de sua cidade, por meio da Secretaria de Segurança, um exame de corpo de delito inter vivos para formalizar tua situação atual de saude com a respectiva relação de causa e efeito. Por tratar-se de jurisdição de primeiro grau, existe certeza de que voce deverá recorrer desta impugnação junto ao Tribunal Federal (Principio do Duplo Grau de Jurisdição) e, juntado os documentos que comprovam os diagnósticos emitidos pelas JSM ficará óbvio de que a OM tinha ciencia de sua situação e que deveria, em lugar do licenciamento, tê-lo mantido adido/agregado ou até a plena recuperação ou a reforma. Peço que veja as previsões da RISG, juntamente com seu advogado, a este respeito.

  • Braz de lemos

    Braz de lemos Suspenso

    ANdre da SIlva Soares

    Por favor se a justica e o Exercito Brasileiro, ambos estiverem violando os seus direitos faca imediatamente uma denuncia junto a: COMISSAO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS - CIDH - OEA te garanto que vc vera efeito, veja so o caso do Cadete Lapoente, foi la que foi resolvido. aqui tem muitos AFAGOS que as FFAA fazem e eh muito dificil mesmo. so la mesmo na Corte Internacional se resolve.

  • Braz de lemos

    Braz de lemos Suspenso

    A polêmica placa em homenagem ao cadete Márcio Lapoente da Silveira será inaugurada na AMAN hoje, as 15h30, nas instalações do Curso Básico. A cerimônia ocorre às vésperas da morte de Lapoente - falecido em 9 de outubro de 1990 - completar 22 anos.
    Por uma conveniente 'coincidência', a data de hoje marca a morte do ícone da esquerda Che Guevara, inspirador do Movimento Revolucionário 8 de Outubro, o tristemente famoso MR8.

    Estão confirmadas as presenças da Secretária dos Direitos Humanos, Maria do Rosário e do Comandante do Exército, General Enzo Peri. O deputado Jair Bolsonaro também deve estar presente, como possível contraponto aos arroubos revanchistas da Secretária.

    O ato é decorrência do acordo de solução amistosa entre o governo brasileiro, via Comando do Exército e e a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA.

    A placa deverá conter a seguinte inscrição:

    “Homenagem do Exército Brasileiro e da Academia Militar das Agulhas Negras aos cadetes falecidos em atividade de instrução no decorrer do Curso de Formação de Oficiais. Homenagem do Exército Brasileiro e da Academia Militar das Agulhas Negras decorrente do Acordo de Solução Amistosa junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, referente ao Cadete Lapoente da Silveira.”

    Após este ato, que certamente atrairá a atenção da mídia, ao longo da semana a AMAN homenageará da mesma forma - desta vez, discretamente - outros 31 cadetes falecidos em atividades de instrução desde sua criação. Claramente, a medida foi tomada para maquiar a vergonha que - obrigatoriamente (ou não?) - devem sentir os generais de nosso Exército no dia de hoje.

    Esclareço que sempre fui contra arbitrariedades e excessos cometidos por profissionais militares em qualquer tipo de atividade e entendo que a justiça militar não é suficientemente rigorosa - por vezes, é mesmo corporativista - na maioria dos casos.

    Nada justifica, entretanto, que uma instituição como o Exército Brasileiro se submeta a uma humilhação como essa, patrocinada pela caterva da qual Rosário é apenas ponta de lança, e cujo objetivo é impôr uma agenda ideológica às Forças Armadas, com uma sonhada guinada à esquerda.

    O General Enzo deveria pedir as contas.

    Em vez disso, vai prestar continência.

    Clarim: toque silêncio!


    Fonte: montedo.com

  • .ISS

    .ISS

    Uma coisa uma coisa, agora de duas uma ou o sujeito quer advogar e levar vantagem ou não sabe absolutamente n e fica postando mateia de internet, fico com a segunda não sabe absolutmente nada