Respostas

12

  • MP 1

    MP 1

    Cada curso de Direito possui suas características próprias, mudando de cidade para cidade. Nos grandes centros, grandes universidades, com professores mais experientes, noutras, com falta de bons professores. Mas uma coisa fica evidente, no meu curso tive bons e péssimos professores mas onde fui buscar auxílio foi na leitura. Tinha um prof que dizia que no caixão de um professor cabem o dito e alguns livros e era isto que iria levar. Ou seja, ler, er e ler, até morrer de tanto ler. Se vc gosta de ler, é o curso ideal. E veja que eu não gostava de ler até chegar no segundo para terceiro ano quando parece que deu um estalo e comecei a me agarrar na leitura. Lia tudo que aparecia pela frente, principalmente doutrinas pois os códigos a gente pesquisa mas a doutrina nos ensina muito. Junte a tudo isto o idealismo, acrescente uma boa dose de sonhos e esqueça o imediatismo pois as coisas na prática não são o que se estuda nas faculdades. A ética, ah! a ética! Vc vai estudá-la mas verá que po-la em prática ou vê-la sendo praticada é outra coisa que vai te decepcionar, mas quem disse que seria fácil.
    Uma coisa voce vai aprender: tres coisas não tem pena da gente, a morte, a justiça e advogados. É por ai!
    Sds.
    Obs: Mas vale a pena a profissão. Eu gosto.

  • 99% Ateu.

    99% Ateu.

    O Direito, óbvio, é complexo, é amplo, e não poderia ser diferente, pois as possibilidades epistemológicas do mundo são inesgotáveis.

    Aliás, por ser inesgotável, é amplo e reducionista ao mesmo tempo.

    Mas o curso é fácil. Para tirar nota dez em todas as matérias não é preciso muito esforço.

  • Sven

    Sven Suspenso

    Como um dos meus professores sempre falava "O direito é muito facil".

    (isso é fora o direito tributário, é obvio né)

  • Verônica Bezerra da Silva

    Verônica Bezerra da Silva

    Matemática? Só em coisas bem específicas, como cálculos trabalhistas, mas o curso em si não exige isso não. Pelo menos, na universidade onde estudei, nunca fiz uma avaliação de cálculos assim, a prática é que está exigindo.

    O mais importante pra quem quer estudar direito é saber LER E ESCREVER. Na verdade, essas duas habilidades ajudam em tudo na vida. Quando falo saber ler, refiro-me a ter a capacidade de ler bastante, entender o que se lê, refletir a respeito, assimilar, tirar conclusões, aplicar os conceitos à solução de situações... E quando digo saber escrever, quero dizer saber se expressar no papel com clareza, coesão, concisão. E, é claro, saber usar a norma culta da língua. Infelizmente, poucos saem do ensino médio com essas competências, mas nunca é tarde para desenvolvê-las.

    Se você não gosta de ler e escrever, sugiro procurar outro curso. Não é só o estudante de direito que tem que ler e escrever muito, isso é a vida de qualquer operador do Direito.

  • SulaTeimosa

    SulaTeimosa Suspenso

    Em direito os cálculos são passados a peritos, os Contadores.

    O que se precisa ter para estudar Direito é o gosto pela Leitura. O que se lê não está no Gigi!!!!!!!

    Aliás, não se faz outra coisa que não seja ler e ler e ler e ler, escrever tmb, mas para isso é preciso ler e ler e ler ......

  • concurseiro_baiano

    concurseiro_baiano

    BOM, não sou formado em direito, mas gostaria de saber se posso fazer esses cursos preparatórios da oab, mas sem ser para prestar exame, pois sei que não pode, mas para fazer concursos públicos que não sejam da área de direito, mas que todos nós sabemos que os concursos exigem várias matérias de direito, ou isso seria perda de tempo, pois o que se cobra nesses cursos para oab é muito mais do que para um concurso que não seja específico para os formados em direito.

  • francisco de Assis Temperini

    francisco de Assis Temperini

    Aryany RJ


    O advogado foi contratado para uma ação reivindicatória, nessa ação ocorreu uma pericia em um terreno urbano para a edificação de um muro divisório; julgada a ação contra o seu cliente as partes acordaram em construir o muro meio a meio.

    As partes compraram material, porém o autor achou que deveria conferir as medidas e descobriu que a pericia havia errado nas medidas laterais do imóvel prejudicando o autor.

    O autor procurou seu advogado expondo-lhe ocorrido, o qual, respondeu-lhe; advogado não confere medidas; isso é coisa de assistente tecnico.

    Conclusão; se voce quer estudar Direito e ser um bom advogado, não mais um advogado, mas sim um bom advogado, não basta apenas fazer a faculdade, deve ter noção de todas as materias para poder argumentar com peritos assistentes tecnicos e outros profissionais que irão fazer parte do seu dia a dia

    Sendo um advogado voce pode ganhar um dinheiro pouco acima da media, mas se for um BOM ADVOGADO ganhará quanto quiser, é muito dinheiro e dar valor a ele.