Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Carla1980
    12/06/2013 09:38

    Quero desarquivar um processo em BARRA DO SÃO JOÃO, como faço?

    Petiçao simples?

    Qual valor das custas?

    Posso protocolar no TJ/RJ?

    Preciso de advogado pra desarquivar? Posso juntar nova procuração desse novo advogado que vai assinar a petição de desarquivamento.

    Aguardo
  2. MILTON LEVY
    12/06/2013 09:53

    Carla1980;


    1) Para desarquivar o processo há necessidade de solicita-lo junto ao cartório/vara onde ocorreu o arquivamento do mesmo.

    2)P)ortanto, não poderá peticionar junto ao TJ/RJ

    3) Há de dse verificar que tipo de processo foi este, só assim pode ser dado uma resposta mais objetiva.

    Afetuosamente;
  3. Carla1980
    12/06/2013 10:20

    é de INVENTÁRIO.

    Pode me ajudar? faço a GRERJ DE CUSTAS pelo TJ mesmo? De quanto seria?

    A petição é simples né, poderia ser mnais ou menos assim:

    EXMO. SR. DR. JUIZ.....



    Processo nº

    ____qualificado nos autos findos da Ação de
    Invenário que o ____ move em face dos bens deixados por ___, no Juízo da
    Comarca da Barra de São João - RJ, requerer o desarquivamento do Processo em tela, através de sua procuradora “in fine” assinada,

    Nestes termos

    Pede Deferimento.
  4. Carla1980
    12/06/2013 12:51

    Quero desarquivar um processo de INVENTÁRIOS, em que eu NÃO SOU PARTE em BARRA DO SÃO JOÃO, como faço?

    Petiçao simples?

    Qual valor das custas?

    Preciso de advogado pra desarquivar? O advogado que tem que solicitar o desarquivamento? Posso juntar nova procuração desse novo advogado que vai assinar a petição de desarquivamento.

    A petição poderia ser nestes moldes abaixo:

    EXMO. SR. DR. JUIZ DA ____ ª VARA CIVEL DE BELO HORIZONTE/MG.
    Autos nº: 000.00.000.000-0
    Autor:



    FULANO DE TAL, advogado inscrito pela OAB/MG sob o nº, com escritório na Tal, nº Tal – bairro Tal, CEP: Tal - telefones (00) 0000-0000, vem, perante V.Exa., requerer o desarquivamento dos autos de nº 000.00.000.000-0 referentes à ação tal, com fulcro no art. 7º da Lei 8.906/94 que diz:

    São direitos do advogado:

    XIII - examinar, em qualquer órgão dos Poderes Judiciário e Legislativo, ou da Administração Pública em geral, autos de processos findos ou em andamento, mesmo sem procuração, quando não estejam sujeitos a sigilo, assegurada a obtenção de cópias, podendo tomar apontamentos;

    XIV - examinar em qualquer repartição policial, mesmo sem procuração, autos de flagrante e de inquérito, findos ou em andamento, ainda que conclusos à autoridade, podendo copiar peças e tomar apontamentos;

    XVI “São direitos do advogado: retirar autos de processos findos, mesmo sem procuração pelo prazo de 10 (dez) dias”.

    “Ex positis”, considerando a Justiça e Sensatez que caracterizam as decisões deste r. juízo monocrático, requer:

    a) o desarquivamento dos autos 000.00.000.000-0 que tramitou nesta Vara Cívell;
    b) que seja concedido vista aos autos pelo prazo de 10 (dez) dias.

    Nestes termos,
    Aguarda Deferimento.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS