Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. rita elias
    14/08/2013 16:35

    Olá, Boa tarde!!!
    Preciso de uma orientação a respeito de inventário; pois, já li e conversei com algumas pessoas, porém, continuo com dúvidas a respeito do assunto.
    Minha amiga é herdeira de alguns imóveis juntamente com mais três irmãos. Nesse inventário também fazem parte a companheira do pai de minha amiga e mais duas filhas dessa união. Ocorre que a minha amiga não quer mais acompanhar os irmãos que não entram em acordo, inclusive têm o mesmo advogado. Minha amiga quer separar-se dos irmãos e peticionar pedindo ao juiz que decida a partilha dos bens na situação em que se encontram. Os irmãos de minha amiga, provavelmente vão insurgir-se contra ela, mas a ex-companheira de seu pai e as duas filhas, não. Isso é possível? Como fazer essa petição? O que pedir?
    Obrigada,
    Nina Sá
  2. Paulo dos Reis
    14/08/2013 16:40

    Se os demais herdeiros não estão de acordo com o que ela quer fazer, ela deverá constituir um novo advogado que irá representar só ela, revogando a procuração que passou para o antigo advogado. Esse novo dvogado que fará a petição
  3. wilsonwv@uol.com.br
    14/08/2013 17:36

    Nina Sá a sua amiga vai precisar contratar um advogado para acompanhar o inventário e defender os interesses de sua amiga.

    Atenciosamente
    Dr. Wilson Vieira
  4. rita elias
    14/08/2013 21:37

    Muito obrigada pela atenção!! Gostaria de saber o que pode constar nessa petição; se ela pode, de antemão, listar os imóveis dos quais ela gostaria como quinhão? Ela pode dizer nessa petição que aceita o fato de que a ex-companheira tenha direito a 50% desses bens (os irmãos não aceitam a união estável do pai, que já está comprovada) e que o restante seja dividido entre ela e os irmãos e as duas filhas do pai com essa mesma ex-companheira? Como podem ser avaliados esses imóveis? Através de perícia? Estou perguntando porque ela é pessoa simples e vou acompanhá-la quando for falar com o advogado; também, ela se encontra em situação finánceira difícil e tem imóvel que já está se deteriorando e, me parece, que não está sendo pago o IPTU. Ela precisa regularizar essa situação o quanto antes pois está vivendo num dos imóveis parte do inventário, que ela invadiu e não tem outro local para viver.
    Muito obrigada,
    Nina Sá
  5. wilsonwv@uol.com.br
    15/08/2013 10:49

    Prezada Nina ela precisar contratar um advogado.

    Você não peticionar nos autos.

    Wilson
  6. rita elias
    16/08/2013 16:22

    Olá, boa-tarde!!
    Eu sei que é preciso contratar um advogado e ,ele, sim, irá peticionar. Pedi as informações porque penso que seja melhor procurar um advogado já com algumas informações de antemão e também para dizer para minha amiga o que poderá ser feito. Continuo solicitando que alguém que tenha conhecimento me dê as informações de que preciso.
    Muito obrigada
  7. wilsonwv@uol.com.br
    17/08/2013 09:10

    Então Nina qual é sua duvida??

    Wilson
  8. Consultor !
    17/08/2013 10:44

    Usuário suspenso

    ... Eu tbém sou meu melhor amigo.
  9. Fátima Perestrelo
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    18/08/2013 06:30

    Ela não pode escolher os imóveis. Veja: Herança é um quinhão do todo, indivisível até que ocorra a partilha.

    Consulte um advogado pessoalmente.
  10. rita elias
    03/09/2013 21:33

    Olá, a todos!!
    Consultei um advogado e ele me disse que ela pode, sim, escolher um imóvel como parte de sua legítima, desde que os demais herdeiros concordem com a escolha.
    Obrigada a todos,
    Mara
  11. Consultor !
    04/09/2013 00:29

    Usuário suspenso

    ... grande novidade !!!

    Se os demais concordarem, podem até doar tudo pra vc !!!

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS