O caso foi o seguinte:

Em uma ação previdênciária, o Juiz do Juizado Especial Federal, impôs multa diária caso o INSS descumprisse o prazo de 60 dias para implementação do novo valor de benefício do meu cliente, porém o INSS extrapolou o prazo de 60 dias.

Quando entrei com uma petição requerendo que o INSS fosse citado para o pagamento da multa, o Juiz decidiu "pela exclusão da multa diária pelo não cumprimento do decisium no prazo e forma previstos na sentença, por entender que seu pagamento traria prejuízo de monta ao estado."

O detalhe mais curioso é que o INSS no momento da sentença, não questionou o pagamento da multa imposta, e após eu ter dado entrada requerendo a multa, o Juiz decidiu pela exlcusão da mesma, sem ter tido sequer oposição do INSS.

Entrei com Mandado de Segurança contra o Juiz, agi corretamente? Tenho chance no Mandado de Segurança?

Respostas

2

  • 0
    C

    cristhiano Terça, 15 de novembro de 2005, 22h10min

    Prezada Andréa, conforme traz o artigo 463 do CPC e incisos, Art. 463. Ao publicar a sentença de mérito, o juiz cumpre e acaba o ofício jurisdicional, só podendo alterá-la:

    I - para Ihe corrigir, de ofício ou a requerimento da parte, inexatidões materiais, ou Ihe retificar erros de cálculo;

    II - por meio de embargos de declaração.

    neste caso verifique se o magistrado infringiu este dispositivo e ajuize o remédio jurídico.

    No mais, Boa Sorte!!!!!

  • 0
    M

    MONACELZO APARECIDO DOS SANTOS Domingo, 22 de janeiro de 2006, 11h29min

    Suas chances de vitória são reais. Publicada em Cartório a sentença o Juiz somente poderá alterá-la para corrigir-lhe erros materiais, omissão, obscuridade ou contradição, sendo que estas últimas mediante oposição de embargos de declaração.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região