DOMINGO TRABALHADO É HORAS EXTRAS OU DIA EM DOBRO?

Prezados doutores,

Trabalho como balconista em uma boutique que funciona dentro de um hotel, de domingo a domingo, 12 horas por dia, por imposição do hotel. No contrato de locação da loja, tem esta exigência.

Há 2 empregados trabalhando, cada um, 6 horas por dia, sem descanso. O meu horário é de 8 às 14 h; O outro empregado pega das 14 até 20 horas. Isso de segunda a sábado. No domingo é alternado, fazendo sozinha na loja, fazendo uma jornada de 10 horas trabalhadas. No domingo só trabalha um empregado.

Ocorre que no domingo, como a loja não pode fechar por imposição do contrato com o hotel, cada um dos balconista trabalho um domingo e outro não, alternadamente.

Minha dúvida é: neste domingo que trabalho é considerado HORA EXTRA ou DIA EM DOBRO?

Exemplo:

  • Meu salário fixo mensal: R$ 350,00

  • Hora extra no domingo tem acréscimo de 100% da Convenção Coletiva.

  • Por cada domingo, 10 horas de trabalho sem intervalo – 8 às 20 h) irei ganhar quanto?

a)- R$ 11,66 (350,00 : 30 = 11,66) b)- R$ 23,33 (R$ 11,66 x 2) – DIA EM DOBRO c)- R$ 31,81 (350,00 : 220 = 1,59 x 2 = 3,18 x 10 horas = R$ 31,81) + RSR d)- R$ 11,66 (350,00 : 30 = 11,66) + 2 horas extras + RSR e)- R$ 23,33 (11,66 x 2 = 23,33) + 2 horas extras + RSR

0bs.: RSR é repouso remunerado sobre horas extras

1 - outras informações: a gente ganhava por horas extras, ou seja, cada empregado ganhava 10 horas extras, a 100%, mais o repouso remunerado. Agora, a dona da loja disse que era apenas o dia normal, ou seja, R$ 11,66, porque tinha consultado o sindicado dela. E outra: não precisava pagar em dobro porque no salário normal já estava incluído o domingo que era para repouso, por isso quando fosse trabalhar neste dia só ganharia mais um dia e ficaria em dobro.

2 - quanto ao cálculo do repouso remunerado, fui ao meu sindicato e me disseram que o cálculo era feito assim:

janeiro/2005: 31 dias, sendo: 25 dias úteis (segunda a sábado) e 06 não-úteis (5 domingos + 1 feriado. Bastava dividir 6 : 25 = 24%. Agora era só aplicar 24% sobre as horas extras do mês para a saber o valor da repouso remunerado sobre as horas extras. É verdade? Esse cálculo é simples assim?

Muita Grata.

Respostas

10

  • 0
    W

    Wagner Ferreira Terça, 15 de fevereiro de 2005, 14h52min

    Magali

    O trabalho aos domingos quando elaborado fora da jornada de trabalho trata-se de horas extraordinárias, porém, pagas com o adicional de 100%.

    Estas devem incidir a média no DSR, férias 13o. salário, aviso prévio, fgts.

    Não poderia ser considerado como dia de trabalho em dobro, porque algumas convenções coletivas estabelece um adicional superior aos 100%.

    Seria bom você ver a convenção coletiva de seu sindicato.

    Esclarecido???

    Wagner Ferreira

  • 0
    W

    Wanderson de Oliveira Segunda, 07 de março de 2005, 11h20min

    Dr. Wagner,

    Mas não havendo previsão na CCT ou ACT o dia poderá ser remunerado somente em dobro, não havendo necessidade do acréscimo de 100% sobre a hora normal. Ou seja, se o dia normal for de R$ 11,66, e ela trabalhar no domingo, receberá mais R$ 11,66 a título de remuneração em dobro.
    Favor me corrigir se estiver errado.

  • 0
    M

    Marivaldo Souza Sexta, 25 de fevereiro de 2005, 1h43min



    Caro amigo,

    A carta mágna reza que o labor do empregado deve ser de 8 horas diárias e 44 semanal, no caso em tela, sua jornada de 12 horas diárias de domingo a domingo, deve ser considerada e remunerada da seguinte forma:

    12 - 8 = 4 H.E x 21 dias (seg/sex) = 84 H.E. c/50% ou outro percentual maior se for pactuado em norma cocletiva.

    12 - 4 = 8 H.E. x 4 dias (sábados) = 32 H.E. c/50% ou outro percentual maior se for pactuado em norma cocletiva.

    12 - 0 = 12 H.E x 5 dias (domingo) = 60 H.E. c/100% por ser o labor em dias não úteis devido em dobro.

    Quanto a integração do repouso semanal remunerado, deve ser observado o seguinte:

    12h x 6 dias = 72h - 44h = 28h : 6 = 4,67 x 5 dias repouso = 23,35h. extras integradas e remuneradas como diferença do repouso semanal.

    O labor das horas aos domingos já foram remunerados em dobro como computado a cima, no entanto, a integração do labor extra, enseja a remuneração da dobra das horas normais ou seja 44 : 6 = 7,33 x 5 dias = 36,65 horas a título de dobra do repouso semanal.

    A conta poderia ser elaborada de forma mais simples, tendo em vista o percentual único de 100%, senão vejamos: 12h x 30 dias = 360 horas - ( 7,33 x 25 dias ) 176,75 horas extras + 35,35 = (5/25) dif. repouso + 5 dias de dobra.

  • 0
    I

    izabel sanches Sábado, 10 de janeiro de 2009, 11h36min

    Por favor gostaria de saber como fica o calculo da remuneração mensal de um trabalhador (recepcionista) que trabalha num hotel entra as18;00 horas e sai as 6;00 da manha.tem uma folga semanal mas esta folga so coincide domingo uma vez por mes,como manda a lei.Como calculo estas horas extras noturnas e domingos e feriados trabalhados?A cidade não possui convenção coletiva e da região so tem em Rio verde goias.deve-se seguir estas normas?por favor me respondam

  • 0
    E

    edivaldo santos Quinta, 05 de março de 2009, 1h00min

    Eu trabalho em um loja de conveniência e trabalho domingo sim, domingo não.
    Mas no domingo que eu trabalho sou obrigado pela empresa á assinar como eu folguei e assinar como trabalhei na segunda, uma vez que na segunda eu folguei, ou seja, na teoria eu folgo aos domingos mas na pratica não.
    Então gostaria de saber o quanto estou sendo prejudicado, sendo que meu salario é de R$ 531,00 e a carga horaria é de 46hrs semanais.
    Desde já agradeço

  • 0
    I

    Isaac_1 Sexta, 01 de maio de 2009, 22h03min

    Ola senhores por favor tirem uma duvida minha.
    Eu comecei a trabalhar de domingo a domingo inclusive feriados entrando das 13 e 40 e saindo as 22 horas folgas 1 domingo por semana e 3 dias da semana , queria saber se o Domingo é remunerado com que porcentagem como manda a lei trabalhista? por favor me ajudem.

  • 0
    X

    XixaBlues Sábado, 29 de agosto de 2009, 11h03min

    Bom Dia, Dr.

    A rede municipal de ensino de Bragança Paulista está repondo aos sábados as aulas provenientes da paralisação devido à gripe suína. Como as aulas adiadas aconteceram em dia normal durante a semana, esta reposição aos sábados e feriados, não deveriam incidir o pagamento de horas extras (50% aos sábados e 100% aos feriados e pontos facultativos)?

    O dia eles já receberam mesmo não trabalhando, já que fora imposição da secretaria municipal de educação seu não comparecimento, mas por trabalhar no sábado, deveríamos também receber o adicional de 50% aos sábados e 100% aos feriados que trabalharmos, ou estou errado?

    Qual a lei que nos dá suporte para brigármos por este direito?

    Obrigado.

  • 0
    A

    Alessandra_quintino Sexta, 26 de fevereiro de 2010, 17h59min

    Boa tarde!


    Preciso de ajuda, trabalho a pouco tempo no Dep. Pessoal e estou com um problema com funcionários de um hotel


    No mês de fevereiro/2010 uma funcionaria fez horas extras, trabalhou 16:00hs 100% (4 sábado), 32:00hs 100% nos domingo (4 domingo) e 12:00hs 100% 1 feriado. O salário e de R$510,00 sendo que a mesmo não teve folga semanal no mês.


    510 . 220 = 2,32 x 100% = 4,64 (valor de 1:00h)

    Sabado 16:00
    Domindo 32:00
    Feriado 12:00
    Total 60:00Hs


    R$ 4,64 x 60 hs = R$ 278,18 (valor a pagar das horas extras)
    Desc. Re. S/Hs. Extras 5 = 60,47

    Bom a questão sei que está correta, a dúvida é se ela não teve as 4 folgas do mês eu terei que pagar 64:00Hs do domingo ou 32:00, pois a funcionaria alega está perdendo o descaso e quer como horas extras.

  • 0
    T

    Thays E André Sexta, 03 de janeiro de 2014, 8h33min

    Bom dia Senhores,
    Minha dúvida é em relação aos domingos...
    Trabalho no terceiro turno, das 22:00 às 06:20 há pouco mais de 2 anos e ainda não consegui entender como funciona as duas primeiras horas de trabalho no domingo. Afinal, essas duas horas iniciais são ou não são contadas como hora extra?

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região