Batida na traseira!

Caros colegas, envolvi-me esse ano em um pequeno acidente, onde até mesmo o boletim diz que foi de pequena monta, mas ocorre que, como o veiculo da colega, que por sinal é advogada é segurado, a mesma acionou a seguradora para que fosse consertado, e não sei se foi por causa dela ser causidica, exigiu a substituição de todas as peças, inclusive fora trocado uma lâmpada do farol, que não queimou no choque, pois era a noite e a vi ascesa. Existe um mito de quem bate atrás sempre está errado, mas ocorreu que, ela estava trafegando na mesma pista do que eu, e assustou com veículos parado em uma faixa de pedestre e sem sinalizar com o pisca alerta, ou seja, como é uma via de trafego rapido, parar repentinamente é certo que poderá ocorrer uma colisão, mas a colisão foi muito devagar, sendo que onde meu veiculo encostou no dela, não teve estragos maiores, apenas a placa do mesmo, sendo que onde estragou um pouco foi na parte dianteira do veiculo dela, que segundo ela eu não guardava area de segurança, pois acho que não guardava era ela, pois com sua freada repentina, fez com que eu que estava vindo atrás chegasse a colidir com o veiculo dela, empurrando-o contra o da frente, será que ela estava guardando distancia segura, sendo que o veiculo dela colidiu com o da frente? Bom, preciso fazer uma defesa contra ela e posteriormente contra a seguradora, pois tenho certeza que irei ser acionado pela mesma. Desta forma, gostaria que se alguem interessado for, mandassem-me jurisprudencia e decisões sobre colisão na traseira, pois nem sempre quem bate atrás estás errado. Grato e aguardo ajuda de alguem..Abraços

Respostas

51

  • L F C L

    Amigo.

    Sua defesa tera q ser baseada em fatos mais concretos do q o descrito neste item. Também haverá necessidade de se produzir provas q venham corroborar com sua tese.

    A princípio, vejo grandes dificuldades em vc obter algum êxito em sua empreitada. O código de trânsito prevê a caracterização de culpabilidade nos casos de batida na trazeira. Normalmente, o veículo q se encontra atras tem a obrigação de manter uma distância q possibilite a frenagem suficiente a evitar uma colisão como a sua.

    Veja, independente da velocidade do veículo q estava a sua frente, caso vc tivesse guardado a distância necessária, dificilmente teria colidido. Este é o entendimento jurisprudencial para os casos semelhantes. Existem exceções e se vc conseguir comprovar alguma, essa poderá ser uma saída.

    Desejo boa sorte em sua empreiatda.

  • MARIA NAZARETE LEITE DOS SANTOS

    Todas jurisprudências são unânimes quanto a culpabilidade daquele que bate na parte traseira de veículo. Certamente terás que pagar alguma coisa, porém, é necessário que se faça uma boa defesa. Terás que impugnar todos os documentos acostados e usar muito o argumento de que o Boletim registra que foi um acidente leve. Verifiques muito bem as fotos acostadas, pois se existe alguma pssibilidade de alegar que não foi totalmente na parte traseira e mais na lateral ( já consegui apresentar uma defesa assim e saí vitoriosa), é muito importante que seja muito bem feita esta defesa e que consigas diminuir o máximo possível o valor, pois se a seguradora cobrar de vc, já terá argumentos. Preste muita atenção nos orçamentos juntados impugnando tudo que for posssível. Foi feito perícia no local? no veículo? tem testemunhas? tudo isto deve ser bem avaliado... boa sorte

  • ivanildo ramos

    caro colega, solicito se possível enviar-me as mensagens recebidas e pertinentes ao assunto, pois possuo uma micro empresa de transporte alternativo, e sempre encontre-me em situação parecida.

  • Adriano

    APC - APELAÇÃO CÍVEL
    NÚMERO: 0025529 ANO: 91 UF:DF - DISTRITO FEDERAL
    REG.INT.PROCES.: 65.048 APC0025529
    DECISÃO: 03.06.93 ÓRGÃO JULG.: 62 - SEGUNDA TURMA CÍVEL
    RELATOR: DESEMBARGADOR GETÚLIO MORÃES OLIVEIRA
    PUBLICAÇÃO: DJDF DATA: 04.08.93 PÁG.: 30.084

    EMENTA:

    - ACIDENTE DE TRÂNSITO. ABALROAMENTO PELA TRASEIRA. MANOBRA IMPRUDENTE DO MOTORISTA QUE VAI À FRENTE. PRESUNÇÃO DE CULPA ELIDIDA POR ROBUSTA PROVA EM CONTRÁRIO.

    - MOSTRA-SE FATO INESPERADO, EMBORA MUITO COMUM PARA OS APRESSADOS DO TRÂNSITO, QUE NAS PROXIMIDADES DE UM RETORNO, O VEÍCULO DA ESQUERDA DERIVE À DIREITA INTERCEPTANDO AQUELE NOVO FLUXO DE TRÁFEGO, REDUZA A VELOCIDADE E BUSQUE INCAUTA PRECEDÊNCIA NA MANOBRA DE RETORNO. EM TAL CASO AFASTA-SE A PRESUNÇÃO DE CULPA PELA ABALROAMENTO NA TRASEIRA DE VEÍCULO, EXSURGINDO A CULPA DO MOTORISTA QUE ENCETOU A MANOBRA IMPRUDENTE.

    RECURSO IMPROVIDO.
    DECISÃO:
    IMPROVER. DECISÃO UNÂNIME.

    A conduta de abalroar outro veículo por trás configura por presunção culpa do motorista que vinha atrás, por não manter a distância regulamentar entre os carros e ter obrado com desatenção em não frear oportunamente seu veículo. Trata-se de presunção, juris tantum, que desaparece provando-se que o abalroamento se deu porque o outro veículo, inopinadamente, mudou de pista de direção e parou abruptamente, e logo após, na pista de rolamento obstaculizando o veículo que vinha atrás e sem que este tivesse tempo suficiente para deter seu carro. Culpa do motorista do veículo que vinha na frente a justiticar a procedência da ação de reparação de dano. (Ap.186.046.058, 6.11.86, 2ª CC TARS, Rel. Juiz TUPINAMBÁ MIGUEL CASTRO DO NASCIMENTO, in JTARS 61-312.)

    - Batida por trás. Culpa presumida de quem bate por trás, a qual só cede quando evidenciado que o carro abalroado realizava manobra imprudente ou anormal. Presunção não elidida. (Ap. 187.027.412, 23.6.87, 1ª CC TARS. Rel. Juiz ALCEU BINATO DE MORAES, in JTARS, 63-348.)

  • Geraldo

    Caros amigos,posuo um veiculo corsa ano 97 e envolmi-me em um acidente de transito em dezembro de 2008,onde um senhor em um automovel mercedes C280 importado colidiu na traseira do meu veiculo,pelo fato de eu ter reduzido meu veiculo abruptamente para nao colidir com que seguia a minha frente,dado que minutos antes em outro ponto da via trafegavamos em uma pista com tres faixas em um afunilamento de pista ele na pista da esquerda eu na pista do meio,no momento em que a pista acabou para ele,se sentiu irritado por eu gosar da peferencia que era minha,e passou a perseguir-me ate o local da colisao fazendo provocaçoes e piscandpo farol e em dado momento disse-me que meu carro nao valia a roda do seu.fiz o boletin de ocorrencia onde foi relatado tudo que descrevi aqui e me preparava para entrar com acao pedindo danos morais e materiais porem ontem fui surpreendido com uma intimaçao para comparecer ao juizado especial civel onde estou citado como reu e ele pede 16.502 reais de indenizaçao por danos materiais em seu carro e agora continuo com minha acao ou vou a audiencia e vejo o que vai dar primeiro,caso vcs posam ajudar me desde ja agradeco e parabenizo a iniciativa dos criadores do site.

  • Junior_PR1

    Célio, voçê terá que provar que ela parou repentinamente, mas para isso seria precisso uma marca de arrastamento de pneu que certamente estaria descrita no boletim de acidente, caso contrário terá pagar a franquia dela e mais tarde a seguradora te acionará!

  • marcia cristini

    Ontem me envolvi em um acidente, estava trafegando em uma Av. na pista do meio, quando derrepente o sinal fechou, só que do meu lado esquerdo tinha um sinal pra entrar a direita e conseguentemente a fila para este sinal, que ainda estava aberto e do meu lado direito tinha uma outra fila de carro, então não tinha como eu sair da pista do meio.
    Conclusão eu parei porque o sinal pra mim estava fechado, ja que eu iria seguir reto, o carro que estava atras de min ia entrar a direita, pois ele saiu de tras do meu carro e entrou a direita normalmente, mais o que estava atras dele não parou e batei na minha trasseira.
    Depois fiquei sabendo que a pista do meio tbm era para entrar a direita, so que o sinal fechou pra min, ou seja, pra seguir reto, gostaria de saber de quem é a culpa.
    foi tudo resolvido o rapaz pagou o conserto, mais queria uma resposta.

  • Felipe Lourenço Fernandes

    Sr(a)s, boa noite!

    Estavam trafegando por uma via a mais ou menos 60KM/H e logo atrás um vinha outro carro.
    Quando entrei em uma curva o veículo perdeu o controle, estava na velocidade permitida, todavia pelo fato de existir óleo na pista e estar chovendo eu perdi o controle do carro.
    O terceiro que vinha à uns 20M atrás bateu no meio fio e em seguida na minha frente, pois meu carro rodou fazendo 180°. Pergunto-lhes: Qual o responsável pela colisão?
    Gostaria de uma resposta profissional pois não quero ser injusto com o outro, mas o fato é que meu carro não teve grande dano visto os prejuízos do outro.

    Desde já agradeço vossa atenção.


    Saudações,
    Felou

  • Roberto Mendes

    Bati atrás de uma maquina colheitadeira, o acidente ocorreu logo após uma curva, não consegui segurar o veículo (estava de caminhão e ele estava carregado), a colheitadeira estava sem batedor ( sem sinalização) e tb com a plataforma acoplada que media 5,60 m, gostaria de saber de quem é a culpa?