Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. ALEXANDRE
    10/11/2004 10:14

    Deve o empregado que iniciou seu trabalho dia 02 do mes e pediu demissão dia 22 (20 dias trabalhado), onde assinou um contrato determinado de experiencia de 45 dias prorrogaveis por mais 45 dias, não receber nenhum pagamento pelos seus dias trabalhados , tenDo que pagar a multa que estipula o art 480 ( alegação dada pelo empregador), o empregador diz que a multa corresponde a 50% dos dias restantes do contrato de trabalho (45 + 45 =90)dias, menos os 20dias trabalhado, multa de 50% sobre o saldo de dias restantes do termino do contrato (70 dias para terminar o contrato), equivalentes a 35 dias de multa. Sendo que o art 480 diz que o empregado pagara indenização se a demissão causar prejuizos ao empregador.

  2. Wagner Santos de Araujo
    10/11/2004 10:56

    O contrato não é de 90 dias, e sim, 45. A possibilidade de prorrogar os 45 dias é diferente de o contrato já ter o termo final em 90 dias.
    Portanto, a indenização que o empregado deverá pagar é de 12 dias. São 45 dias menos 21 dias trabalhados (entre 2 e 22) divididos por 2.
    Os 12 dias descontam dos 21 trabalhados, restando 9 dias ainda a receber.

  3. alexandre rodrigues
    10/11/2004 12:50

    Wagner Santos,

    quanto aos prejuizos , que não existem ao empregador pelo empregado ter pedido demissão, voce concorda com a aplicação deste artigo como indenização ( existem discordancias que possa ser aplicado este artigo).
    Caso o empregador estiver errado e não depositou a quantia correta dentro do prazo dos 10 dias (depositado no 8º dia a quantia que o empregador ache estar correta)do pedido de demissão, a parte restante que falta a pagar incidira uma multa por ter extrapolado o prazo em questão, qual é a multa do empregador ?Qual o artigo que diz sobre esta multa?

  4. Wagner Santos de Araujo
    10/11/2004 14:37

    MULTA DO ARTIGO QUATROCENTOS E SETENTA E SETE DA CLT – CONTRATO DE EXPERIÊNCIA – A natureza do contrato de trabalho por prazo determinado atrai a incidência da alínea b do parágrafo sexto do artigo quatrocentos e setenta e sete da CLT, não sendo devida a multa pelo atraso na satisfação das verbas rescisórias, no caso de rescisão antecipada do contrato, se foram quitadas no prazo legal. Revista conhecida e desprovida. (TST – RR 303370/1996 – 5ª T. – Rel. Min. Candeia de Souza – DJU 19.03.1999 – p. 00300)

  5. Celly Correa
    01/07/2009 02:30

    A minha empresa me aplicou esta multa e eu nao recebi nada trabalhei 15 dias em experiencia e pedi demissao, nao acredito ter causao prejuizo a empresa, vale a pena ir atras e tentar receber algo?
  6. Fábio Donizeti
    22/08/2009 14:57

    Se um empregado preso vier a pedir demissão na prisão, seus dependentes perderão o direito ao benefício Auxílio-Reclusão?
    Obrigado
  7. LuisaLorena
    29/03/2011 17:25

    Olá, quero tirar uma dúvida.

    Caso o funcionário pessa demissão dentro dos segundos 45 dias, a empresa pode dar termino de contrato antecipado, e com isso cobrar a multa na rescisão?

    É bem urgente.

    Obrigada desde já!
  8. lika f
    05/04/2012 15:46

    Boa tarde, meu marido pediu demissão, para poder trabalhar em outro emprego. Ele trabalhou 7 meses, a homologação foi hoje, e ele teve que pagar a multa de 622,00, pois ele não quis fazer o aviso, tudo bem, só que ele só vai receber 230,00. Ele assinou os papéis e alegaram que irá receber em conta no prazo de 10 dias, esta certo isso? Por gentileza, favor nos orientar. Obrigado.
  9. limabru
    05/04/2012 19:12

    Boa Noite. Trabalho em um firma há 2 anos, peguei minhas férias em agosto do mes passado, e trabalhei dez dias, dos quais ainda não foram pagos, e minha própia chefe tem ciência dessa divida.
    oque gostaria de saber, é se existe alguma lei que cobre juros, ou multa em cima desses dez dias, pois estão atrasados desde agosto de 2011..

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS