Juros abusivos - financiamento de moto

Tudo de bom a todos que participam das discussões do Fórum !!!

                                               Minha cliente adquiriu atraves de financiamento, uma moto no ano de 2005, em 36 parcelas de R$ 239,67, pagou 16 parcelas e está com 14 parcelas em atraso até o mês de maio, sem contar as parcelas vincendas. Ocorre que a financeira nao entrou com a Busca e Apreensão da moto, quando a minha cliente atrasou 3 parcelas, agora, a moto esta usada e ficam ligando ameaçando que irão entrar com a Busca e Apreensão. Minha cliente já tentou refinanciar a moto e cobram valores altos, ou seja para quitar as 14 parcelas, o valor de R$ 5.000,00. Que tipo de ação devo ajuizar ?  Ela quer pagar, porém com os juros legais. A financeira que receber o valor a vista das prestações em atraso. Uma parcela do mes de abril de 2006, em maio de 2007 está sendo cobrado o valor de R$ 650,94.

Gostaria que os senhores doutores, que já passaram por essa experiencia me dessem uma luz ! abraços...

Respostas

32

  • Gentil Sperandio Pimenta Neto

    Gentil Sperandio Pimenta Neto

    A financeira não tem a obrigação de ingressar com busca e apreensão na terceira mensalidade em atraso. Ela pode ingressar com a ação apenas com um dia de atraso ou quando lhe aprouver. Infelizmente, atualmente não há mais como rever juros por considerá-los abusivos. A maioria dos Tribunais tem entendido que uma vez que o financiado anuiu àquelas parcelas nas quais se embutiu juros e comissão de permanência, no meio do caminho não pode alegar juros abusivos só porque a situação econômica lhe convém. Infelizmente ingressar com esse tipo de ação é perda de tempo, ao menos no Rio de Janeiro.

    GENTIL

  • ROGERIO COSTA_1

    ROGERIO COSTA_1

    Trabalho a 6 anos com ações revisionais discutindo juros e cláusulas abusivas. Pode fazer o cálculo em meu site: www.revisionais.com.br
    Atendemos todo Brasil, qualquer dúvida, mande-me um e-mail:
    rcmultas@gmail.com ou ligue (0XX51) 3361.2253 em horário comercial.

    http://www.revisionais.com.br

  • felipe moreira

    felipe moreira

    colegas...

    Umas pergunta de um leigo neste assunto...
    Tenho um financiamento financiamento que esta ocorrendo juros abusivos....
    Se eu desistir de pagar a moto entra em busca e apreencao...
    Assim que eles recolherem a moto meu nome ainda continua no SPC???

  • ADILSON MARTINS_1

    ADILSON MARTINS_1

    Ao Felipe: O nome continua negativado até o leilão do bem. Caso o valor arrecadado no leilão não seja suficiente para a quitação do contrato o nome prossegue até a integral quitação do débito.

    Clyde: No DF existem algumas ações em andamento com êxito em primeira instância. Ação de Revisão Contratual com expurgo dos juros excedentes.

  • rogerio silva oliveira

    rogerio silva oliveira

    boa noite a todos tenho uma duvida minha mae comprou um carro e financiou total o valor do carro era de 27.800 com o financiamento ficou 47,712 divididos em 48 vezes de 994,00 reais na minha opiniao acho que ela foi vitima de juros absurdos qual a sua opiniao mande respostas por favor um abraço.

  • Donizete_1

    Donizete_1

    Tenho um financiamento em meu nome de uma moto, porém não paguei duas parcelas e continuei pagando as seguintes, a financeira Finasa efetuou busca e apreensão sem nem mesmo me comunicar está correto isso???
    Obrigado

  • Anita saiber

    Anita saiber

    Rogério

    Se Vc ainda não entrou com o pedido de revisão do financiamento, me adicione no msn que poderemos fazer um simulado para vc.
    com certeza podemos conseguir uma boa redução.
    meu msn: revisefinanciamento2009@hotmail.com
    Ou então ligue para 45 30275560 ou 45 99628314
    Um abraço
    Anita saiber

  • Anita saiber

    Anita saiber

    Você tem algum tipo de financiamento?
    Veículo, crédito pessoal,imóvel ou fies?
    Comprou um veículo mas está pagando por dois?
    Está com dificuldade para pagar o seu financiamento?
    Saiba que você tem direitos, pois todos os financiamentos estão baseados na famosa "tabela price" (que foi judicialmente extinta), por isso, todos os financiamentos são passíveis de revisão contratual.
    é um direito seu.
    Não pague mais juros abusivos.

    Faça um simulado e saiba o quanto você poderá lucrar com a revisão do seu contrato!
    Msn: revisefinanciamento2009@hotmail.Com
    email: saiber001@gmail. Com
    entre em contato
    fone: 45 30275560
    celular: 45 99628314

  • Anita saiber

    Anita saiber

    Rogério
    Com certeza existe uma cobrança exagerada de juros.
    Me adiciona no msn que farei uma simulaçao para você.
    revisefinanciamento2009@hotmail.com.
    Ou consulte o advogado de sua confiaça

  • @BM

    @BM

    Caros colegas de forum,

    A ação a se entrar é a REVISIONAL, porém como alguns já explanaram não vamos pelos juros abusivos, pois o entendimento atual é de que se a pessoa quis, tudo bem.

    Mas só que as financeiras usam uma tabela para cálculo chamada TABELA PRICE, onde os juros são capitalizados, ou seja, juros sobre juros, fato este ilegal e devidamente reconhecida a ilegalidade pela SÚMULA 121 do STF.

    O jeito então é entrar com uma ação revisional para que o contrato seja revisto com a utilização dos juros simples onde diminui bastante os valores.

    Espero ter ajudado.


    MARCELO

  • Agesandro

    Agesandro

    Oi gente, tenho um gol 2002 financiado pelo um banco, pago 507 reais mensais, acontece que se eu atrasar a prestaçao, pago até 100 reais de juros e taxas em apenas 30 dias de vencido. É justo esta cobrança? consigo rever estes valores na justiça? Desde já agradecido ...

  • Anita saiber

    Anita saiber

    Agesandro
    Com certeza não é justa.
    Você tem que procurar um pespecialista em direito bancário para esclarecer tudo para você.
    Me adiciona no msn e poderemos dar uma revisada no seu contrato, para rever estes valores.
    revisefinanciamento2009@hotmail.com
    Abraços

  • Martina12

    Martina12

    Como citado acima usa-se a Revisão Contratual e a esse respeito leiam a decisão abaixo que é muito importante pois cria Jurisprudência.
    BRASÍLIA - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Eros Grau, confirmou, no julgamento de um recurso, o entendimento de que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) deve ser aplicado às instituições financeiras. A ação foi proposta pela Autillus Comércio de Automóveis Ltda. contra uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), pela qual o CDC não se aplicaria aos contratos de empréstimo bancário. O STF decidiu em sentido contrário a esta tese no julgamento de uma ação direta de inconstitucionalidade, fator levado em conta pelo ministro Eros Grau.

    Ao reiterar a sujeição dos bancos ao CDC, o ministro determinou o retorno dos autos ao TJ-SP para nova análise da apelação da empresa, "afastada a premissa de inaplicabilidade do CDC aos contratos bancários". (Agência Brasil)

  • Giada

    Giada

    Oi para todos,

    achei muito interessante a decisao do STF citada acima pela Martina.Com certeza é um assunto que envolve muitas pessoas! Das minhas pesquisas feitas em forum e na internet em geral, conclui que tem muita gente pagando juros indevidos pra bancos e financeiras.
    Me cadastrei neste forum, pois este assunto me interessa diretamente,e por isso preciso de um advogado serio , especializado nessa materia pois estou realmente perdendo o sono com a minha divida junto ao cartao aura (CETELEM).
    Peço por favor o contato de algum advogado interessado em me ajudar.

    Obrigada

  • Martina12

    Martina12

    Prezada Giada,
    sou advogada e me ocupo exatamente de problemas como o seu, que imagino ser relativo à juros elevados.
    Se quiser pode me escrever no seguinte endereço: martina1209@yahoo.it
    Atenciosamente

  • felipe.indescon

    felipe.indescon

    Vi sua pergunta na INTERNET e nosso instituto pode te ajudar. Entre no site

    www.indescon.com.br

    para vc ter uma ideia do que pode ser feito para proteger seu direito.

    A princípio, o banco já pode propor a apreensão do veículo a partir do primeiro atraso, mas com o que é cobrado a mais nas parcelas em atraso o lucro do banco aumenta consideravelmente. Por isso, os bancos toleram aproximadamente por 3 meses, antes de entrar em juízo.

    O INDESCON é um Instituto que visa proteger direito e o patrimônio de seus associados. Nossas portas foram abertas para que o consumidor brasileiro tenha SUCESSO em resolver um dos problemas que mais o aflige: as taxas de juros abusivos praticadas em financiamentos de veículos, imóveis e empréstimos.
    É possível se reduzir o valor das parcelas e o saldo devedor do financiamento, com amparo da Lei e entendimento dos Tribunais. Pessoas que sofrem com os juros sobre juros e as taxas cobradas pelas instituições financeiras são esclarecidas e encaminhadas a especialistas em Direito do Consumidor que lhe trarão o melhor benefício, obtendo uma redução de até 40% por prestação ou redução do valor total da dívida.
    O INDESCON conta com escritórios de advocacia conveniados por todo nosso Brasil, buscando garantir aos seus associados o respeito ao seu direito e a proteção do seu patrimônio.

    Temos escritórios conveniados em diversas cidades do Brasil. Confira no site em "ESCRITÓRIOS CONVENIADOS".

    Se vc é advogado e procura uma oportunidade, o INDESCON - INSTITUTO DE DEFESA DO CONSUMIDOR - faz convênios com escritórios e dá treinamento, know how, jurisprudência e o que for necessário para que seu escritório ofereça o melhor para o consumidor de sua cidade.

    Não perca o seu sono e sua dignidade! Você, consumidor, já tem a quem recorrer.

  • Perito_Judicial

    Perito_Judicial

    Olá,

    Vi as dúvidas de vocês sobre os processos de revisão. Então, como fazer para solicitar a revisional do seu contrato?
    O primeiro passo é procurar um Perito Judicial, de preferência economista - porque sabe calcular a atualização das parcelas da forma exigida pelo juizo. Este profissional irá elaborar o Laudo da Revisional que é o passo inicial do processo revisional. Neste laudo deverá constar o valor da prestação inicial, bem como o valor já pago e a prestação atual.
    Após, em contato com os advogados, será iniciada a revisional no Judiciário.

    Existem casos que a redução da parcela chega a 50%.

    [...]

  • José Luiz Lins

    José Luiz Lins

    Boa tarde:

    Tenho pouco conhecimento na área, gostaria de saber se existe possibilidade de solicitar revisão de contrato de financiamento bancário.

    Caso: cheque forte, cartão de crédito e parcelado ficou no vermelho. Então comecei a pagar só os jurus. Em pouco tempo a "bola de neve" ficou impagável. Então fiz um financiamento para quitar o débito. Resultado: a soma dos débitos já ficou em aproximadamente R$ 9.400,00 e o saldo total para pagamento Quase R$ 19.500,00.
    parcelados em 36x de aproxomadamente 535,00. Será que administrativamente ou judicialmente posso rever esse contrato? Obs. já efetuei a quitação de 12 parcelas. Grato. Lins