Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. OTIS
    25/09/2007 14:52

    Atualmente com o desenvolvimento de novas tecnologias, encontramos em todo o Brasil, cursos de graduação a distância, em diversas áreas de Graduação e Bacharelado, com reconhecimento do MEC, mas nunca encontrei o Curso de Graduação em direito a distância, dizem que mesmo em cursos presenciais, já fica difícil passar no exame da OAB, quem diria a distância, porém é só procurar pela internet que encontraremos diversos Cursos de Pós Graduação em Direito nas diversa áreas e também Cursos de Renomados Professores ministrando preparatórios aos Exames da Ordem, e não vejo cursos de Graduação em Direito? Será que não está na hora de quebrar esse Tabu? e acompanhar as novas tecnologias de ensino, com a criação do referido Curso a Distância?
    Este é meu pensamento, o qual deixo para discussão e análise.
    Obrigado!
  2. Christian B. Costa
    25/09/2007 14:57

    Com todo respeito aos que levam o estudo à sério, é perfeitamente possível, CONTUDO, se do jeito que tá, a maioria dos estudantes não estão nem aí, imagina se for semi-presencial ou à distância. Quiça, por reembolso postal!.
    A taxa do EOAB vai cair para 1 por cento nesses casos.
  3. Evandro Ribeiro de Lima
    25/09/2007 15:01

    Não consigo ver por onde uma matéria tão complexa como o Direito, aliás parte das Ciências "Humanas" se ver ministrada via postal, e-mail, msn, seja lá qual for o meio.

    Acho sim que deveria ser é mais intensificada a parte prática, o que denota a necessidade simd e um maior contato com o ser humano em si.

    Abraço.
  4. Glauce
    17/12/2007 16:48 | editado

    Sou plenamente a favor da realizacao do Curso de Direito a distancia. Discordo da ideia de que se o curso nao for presencial iria se tornar mais dificil de passar no exame da OAB, pois ai estariamos dizendo em outras palavras que "a escola que faz o aluno e nao o aluno que faz a escola".
    Acredito que o sucesso so depende de voce e de sua forca de vontade de realizar seus sonhos.
    De acordo com a Faculdade Interativa, o MEC ja esta analisando essa possibilidade, e se assim for eu serei a primeira a me matricular, pois estaria realizando um sonho de concluir meu curso de Direito (por motivos maiores nao pude conclui-lo).
  5. ORLANDO OLIVEIRA DE SOUZA
    17/12/2007 17:01

    Duvido que isso passe...sem comentários.
  6. Nayara
    18/12/2007 03:36

    Curso de direito a distância?!
    sinceramente parece piada
  7. GENEROSO MANOEL P DA ROSA
    18/12/2007 05:25

    Concordo com a criação deste curso nessa modalidade. Desde que seja ofertado por uma instituição séria que possa garantir o direito de diplomação do aluno, é uma questão de escolha e capacidade de dedicação para estudar a distância ou presencialmente.
  8. Juarez C.da Silva Jr.
    23/12/2007 10:09

    Olá a tod@s, sou Analista de Sistemas, Professor Universitário com Especialização em Educação a Distância pela Universidade Católica de Brasília e também Técnico Judiciário do quadro efetivo.

    Primeiramente gostaria de informar que o Ensino a Distância é regulamentado pelo DECRETO Nº 5.622, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2005 e que permite a utilização de EAD em todo nível superior (incluido Mestrado e Doutorado) , com relação aos cursos de Direito vide o Art. 23 :

    "Art. 23. A criação e autorização de cursos de graduação a distância deverão ser submetidas, previamente, à manifestação do:
    I - Conselho Nacional de Saúde, no caso dos cursos de Medicina, Odontologia e Psicologia;
    ou
    II - Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, no caso dos cursos de Direito.

    Parágrafo único. A manifestação dos conselhos citados nos incisos I e II, consideradas as especificidades da modalidade de educação a distância, terá procedimento análogo ao utilizado para os cursos ou programas presenciais nessas áreas, nos termos da legislação vigente. "


    Portanto perfeitamente possível e legal, basta as escolas se habilitarem ...


    Agora falando do ponto de vista Técnico..., as Tecnologias de Informação e Comunicação, hoje permitem cursos extremamente eficientes em todos os níveis, mas principalmente no ensino superior e notadamente na pós-graduação.

    O perfil geral do estudante EAD é o de pessoas amadurecidas (geralmente profissionais buscando educação continuada), motivadas, tecnologicamente desembaraçadas e acima de tudo disciplinadas... , nos países desenvolvidos (onde EAD no Ensino Superior é realidade há décadas) ser possuidor de um diploma obtido a distância é inclusive um diferencial cobiçado, pois indica que o portador possui todas as qualidades já citadas no perfil.

    Portanto, Direito (assim como a imensa maioria das formações Universitárias) é perfeitamente passivel de ser cursado na modalidade (e com grande aproveitamento), mas é importante lembrar, que um curso a distância para ser eficiente precisa ter um desenho instrucional adequado e ser ministrado por uma instituição com excelência na modalidade.

    Eu particularmente não acho as aulas via satélite em telões o tipo de EAD que funcione muito bem..., mas os cursos online assíncronos , são perfeitos..., evitam deslocamentos, o aluno faz seu horário e estuda de onde quiser, a interatividade aluno/aluno/professor é alta e sem "conversas paralelas", a Aprendizagem Colaborativa em Rede faz com que as experiências pessoais e conhecimentos sejam bem socializados , o material didático é eficiente, atualizado e multimídia; a avaliação é constante e pragmática, a tutoria é atenciosa e acessível .

    De qualquer forma, ainda é possível mesclar os "estilos" online , semi-presencial e "presencial conectado" (telão) .

    Entre as argumentações falaciosas de quem se coloca contra a EAD (geralmente por falta de conhecimento do que é a moderna EAD) , é recorrente a tal "falta de olho no olho ou contato humano", associação automática de EAD com baixa qualidade de ensino, que a avaliação é fraudável, ou que nem todos tem acesso à tecnologia..., mas basta fazer uma pesquisa com quem fez cursos (geralmente de pós) a distância e uma rápida olhada na quantidade de instituições de renome que estão aderindo à EAD, para perceber que não é mais possível associar Ensino a Distância sério com má qualidade... é o Século XXI que chegou . No Brasil já passa de meio milhão o número de pessoas que se matricularam em cursos superiores a distância... .

    Mas o desconhecimento (pai de todos os preconceitos) ainda faz com que algumas pessoas assumam publicamente uma posição reacionária e completamente intempestiva com relação a EAD .

    "Tristes tempos, onde é mais fácil desintegrar um átomo que um preconceito" (Albert Einsten) .
  9. Simone Bordallo
    24/01/2008 06:47

    Participo de um curso a distância , de pós-graduação, e acho excelente. O aluno tem que ser disciplinado, organizado e acaba estudando muito mais do que no ensino tradicional presencial.
    O curso de direito a distância é perfeitamente possível.
    Agora a pergunta: já existe alguma instituição que esteja promovendo esse curso a distância???
    Grata.
  10. cidadão brasileiro
    11/02/2008 13:07

    Cara Simone,

    Sim, a PHOENIX BUSINESS SCHOOL, no entanto deve-se observar os seguintes questionamentos: alguém já ouviu falar do curso de graduação em direito via ead ministrado pela PHOENIX BUSINESS SCHOOL e se essa Instituição é idônea? E quanto a legalidade do curso no território brasileiro há alguma informação? Há algum aluno aqui no Brasil? Alguém sabe informar como é feita a convalidação do curso no Brasil?
    Muitas são as dúvidas, entretanto devemos nos despir de todo e qualquer preconceito, tendo em vista que a educação via ead tem crescido vertiginosamente nos últimos tempos. E não seria de se admirar se o Curso de Graduação em Direito viesse também nessa modalidade, creio, inclusive, que num curto espaço de tempo seremos agraciados com esse curso.

    Até mais...
  11. MARCIO MARTINS
    28/02/2008 11:36

    Caros Amigos

    Nunca é dito de quem faz a segunda carreira e é obrigado a ficar em sala de aula, ouvindo estórias de professores, discutindo assuntos que nãolhe interessam visto já ter ter uma carreira profissional e possuir foco.

    O EAD de direito deveria ser disponibilizado o mais rápido possível, pois os servidores públicos com atividade jurídica, estão dispensados da prática e só necessitam das matérias, possibiltando-os acesso as carreiras da magistratura, promotoria, defensoria e procuradoria.

    O problema de "colocar todos no mesmo saco" é o que atrapalha qualquer iniciativa no Brasil.

    Deveriamos ter soluções mais adequadas a cada um....

    É claro q uma primeira faculdade, ou onde o aluno não tenha prática, não deveria ser a distância.

    Atenciosamente.
  12. Rodrigo Martins ... rpmartins@gmail.com
    28/02/2008 13:07

    Concordo com a opinião do Juarez C.da Silva Jr.

    E ainda penso que a pessoa acaba estudando mais pois tem metas a cumprir, no presencial de direito que faço, sinceramente, poderia tirar 90% da sala que não faria falta, ainda bem que no filtro separa o joio do trigo.
  13. LUIS CARLOS
    29/02/2008 07:11

    Caro Juarez:
    Bastante oportuna e esclarecedora sua posição a respeito do ensino à distância.
    De fato, o ead Não é para todo tipo de estudante! Ele deve preencher os requisitos que você tão bem colocou.É necessário amadurecimento e disciplina para avançar e aprender.Neste momento estou a fazer a minha 5ª pós , sempre por ead. Digo, por experiência, nenhuma delas foi fácil. Pelo motivo da maior interatividade que esta tecnologia permite, você fica obrigado a estar em contato com as matérias diariamente, com a tutoria e com os colegas de curso.Isto acaba enriquecendo sua experiência de vida!!Por isso ,acredito ser bastante viável para as pessoas que estão em um nível acima de disciplina, aprendizado por auto-estudo e motivação, o curso de bacharel em direito.
  14. Lucimar_1
    11/03/2008 18:24

    Olha,
    entrei em contato c a Phoeix Business School e me disseram q como a faculdade não é brasileira não pode ser reconhecida pelo MEC, mas é direito de todos a convalidação do diploma no Brasil...
    Liguei, então para o MEC para saber como acontece a convalidação e me informaram q somente é possível a convalidação em universidades federais; a universidade analisa a grade curricular e pede q seja feita uma prova para avaliar o conhecimento do aluno...
    Ateh mais
  15. Alember
    12/03/2008 09:42

    Sou a favor sim do Curso de Direito a distância, pois qual é a diferença de um professor ministrar uma aula em sala ou online, referente as duvidas você pode tirar pelo 0800 ou por email. Isso não quer dizer que os alunos terão um curso fraco vai da força de vontade de cada um.
    Tem muitos que se formam em Universidades Federais passam os cinco anos colando e na prática nao sabem nada.
  16. cidadão brasileiro
    12/03/2008 12:46 | editado

    Caro Alember,

    Você foi muito feliz em sua colocação.

    Creio que o nosso maior problema repousa no PRECONCEITO, no medo do NOVO, na dificuldade de compartilhar conhecimento.

    Não é o simples fato de os OPERADORES DO DIREITO, ou quem quer que seja, acreditarem que os Alunos virtuais não se sairão bem, mas creio, s.m.j., que é o contrário.

    "Ex positis", fica o seguinte questionamento: "É tão temerário assim levar o conhecimento das relações sociais ao maior número de indivíduos?". Será que monopolizar o conhecimento ao invés de democratizá-lo não é sinal de FRAQUEZA, MEDO, PRECONCEITO? enfim...

    Sou plenamente a favor no NOVO, do curso de Graduação em direito a distância.
  17. Wellington José Feroni
    30/03/2008 23:36

    Gostaria que fosse aprovado o curso de direito a distância, e não considero que seus formandos contribuirão para uma negativação da profissão, pelo contrário. O curso de Direito é tão eminente e passivo de ser ministrado a distância como os demais já oferecidos. O que se deve perceber e contratar é o perfil do profissional ( estudante). Tenho Graduação, Pós e Mestrado. Sou professor universitário e sei muito bem o que um banco de faculdade pode oferecer. Nada. O conhecimento vem do interesse e não de questões enforcement.
    Isso não passa de preconceito medíocre e hipócrita, o bom profissional será sempre bom desde que mantenha sua rede de contatos.
    Quero expandir meus conhecimentos, passar na prova da OAB e seu um profissional de sucesso na área de Consultorias empresariais ( minha atual formação ) quanto a Jurídica.
    Gostaria de contatos e informações quanto a esse assunto.
    Obrigado
  18. ligia amorim
    05/04/2008 18:50

    sou estudante do curso fundamentos juridicos a distãncia, pelo eadcon, e estou gostando, e um incentivo para que possamos fazer pesquisas e correr atras do material para estudo, sem esperar que o professor vai nos cobrar na aula do dia seguinte, e você e voçê
  19. ORLANDO OLIVEIRA DE SOUZA
    07/04/2008 07:06

    Marcio Martins,

    Tenho interesse em saber a legislação que faculta ao servidor que exerce atividades jurídicas e pelo que estaria isento das atividades práticas na faculdade de Direito...agradeceria a sua gentileza.
    Abraços,
    Orlando.
  20. DELMA AURÉLIA DA SILVA
    08/04/2008 20:03

    sou profissional de saúde mas tenho gde interesse na área jurídica visto q em nossa área há um déficit significativo nesse conhecimento. já realizei pós graduação a distância e percebo qualidade nas mesmas, mesmo pq há sim, exigência por parte do aluno. Tenho interesse em me manter informada sobre o andamento da aprovação de cursos de graduação em direito à distancia.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS