Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Carlos
    26/12/2007 07:38 | editado

    Bom dia,

    Dei entrada em uma "Ação de Regulamentação de Guarda", onde o PAI já possui a guarda de direito (por ser genitor) e de fato (por estar com as crianças há um ano sem interferência da genitora).

    O motivo da ação se deu pelo fato da genitora demonstrar atual interesse pelas crianças.

    Ocorre que, o juiz despachou mandando retificar a inicial, não se manifestando sobre que tipo de retificação.

    Ao indagá-lo sobre qual seria o motivo da retificação, o mesmo disse não ser Ação de Regulamentação de Guarda e sim Ação de Guarda. Discordei dizendo que o genitor já possuía a guarda de direito e de fato, porém queria regulamentá-la judicialmente. O magistrado então disse que iria ler a petição com mais atenção para dar novo parecer.

    Diante do fato acima, solicito aos colegas alguma informação sobre o correto procedimento a ser adotado.

    Apenas para complementar, já contestei uma ação idêntica proposta por defensor público, onde era requerida a regulamentação de guarda e não ação de guarda, fato este também informado por mim ao juiz durante a conversa.

    Abraços.
  2. Simone Maria Serafini
    26/12/2007 09:16

    Também entendo que a ação seria de regulamentação de guarda, já que o pai tem a guarda fática, mas não homologada pelo Juíz.
    Ação de guarda seria cabível quando se requer a guarda, e não quando já se tem e só se quer regulamentá-la...as visitas, pensão, etc...
    Abraço, boa sorte, que o Juíz leia toda a petição rsss...

    Simone
  3. Carlos
    26/12/2007 17:20

    Obrigado, Simone.

    Abs.
  4. Amanda_1
    19/03/2008 10:56

    Olá, Carlos!
    Tenho um caso parecido e também entendo que a Ação de Regulamentação de Guarda é a correta.
    Você poderia colocar o modelo da sua petição aqui?
    Muito obrigada. Abraço, Amanda.
  5. Aline da Mata Costa
    01/07/2008 22:24

    Carlos
    Você poderia mandar o modelo para mim?
    Pois tenho um caso parecido, porém, é a mãe quem está com a guarda da criança e o pai vive ameaçando dizendo que vai retirá-la da mãe.
    Meu email é alinezimba@yahoo.com.br
    Obrigada,
    Att.
    Aline da Mata Costa
  6. Sérgio Louzada
    19/01/2009 12:46 | editado

    Olá

    Embora o genitor detenha a guarda de fato, por inexistir a homologação da mesma em Juízo através da regular Ação de Guarda, o juiz entende que o correto seja a Ação de Guarda para que seja esta homologada e seus jurídicos e legais efeitos surta, cabendo a regulamentação no futuro caso haja alguma mudança obejtivada por uma das partes.

    Ressalto que até que surjam as Súmulas nada no direito é uniforme, sobretudo quando tais procedimentos variam de Comarca para Comarca onde os Magistrados se reuném para determinar qual o procedimento a ser seguido naquela Comarca específica.

    Não contentes com o que for decidido, os Recursos disponíveis devem ser utilizados, buscando sempre demonstrarmos a razão, mormente àqueles que acham estar acima da lei.

    Abraço
  7. regina_1
    15/12/2010 16:20

    Caros colegas!

    Tbém tenho dúvidas, no caso o Avô requer a guarda ou a regulamentação de guarda?

    Abraço a tds.
  8. Josyane
    29/03/2011 15:53

    Prezado Carlos
    Você poderia mandar o modelo para mim?
    Pois tenho um caso parecido.
    Meu email é josy.savegnago@gmail.com
    Obrigada,
    Att.

    Josyane
  9. Stephanie Peres
    26/05/2011 11:59

    Bom dia Carlos! Poderia me enviar esse modelo de regulamentação de guarda? Também estou com um caso parecido e não encontro nenhum modelo.
    E-mail: ste_peres20@hotmail

    Grata!
  10. Alex Jr.
    26/05/2011 12:15

    Boa tarde,
    Amigos eu preciso de uma informação,como eu posso fazer para entrar com o pedido de guarda do meu filho.
    já que ele é especial,é portador de diabetes melitius tipo 1.
    Porque a mãe dele não dá atenção necessária a ele, e quem cuida dele e toma conta dele é a avó,que na realidade faz o papel de mãe.
    Porque a mãe na realidade só quer saber dela mesma e ficar saindo pra noitadas.

    Agradeço a ajuda.
    Obrigado.
  11. Bruno de Vasconcello
    06/07/2011 17:09

    Sinceramente, o nome não é importante, mas sim o pedido e a causa de pedir.
    Este artigo explica melhor do que eu faria:
    http://www.apriori.com.br/cgi/for/preambulo-da-peticao-inicial-erro-no-nome-da-acao-t7433.html

    abraços
  12. Edis A. T. Gomes
    22/09/2011 16:33

    Bom dia Carlos.
    Poderia me enviar o modelo p eu verificar e dar minha opinião?
    O meu e-mail é edis-gomes@ig.com.br
    Abraço
  13. Gustavo Santana/SP
    22/09/2011 16:52

    Boa tarde à todos.

    Concordo com o nobre colega Sérgio Louzada e vou além, senão vejamos:

    À quem cabe ajuizar a Ação de Guarda? No meu entender àquele que não a detém.

    À quem cabe ajuizar a Ação de Regulamentação de Guarda? No meu entender àquele que detém a guarda de fato

    À quem cabe ajuizar a Ação de Modificação de Guarda? No meu entender àquele que não detém a guarda judicial.
  14. Alinne Rondon
    Este usuário conecta-se ao Fórum usando uma conta do Facebook. Veja como fazer isso.
    19/03/2014 20:26

    Olá Carlos,
    Pode me fazer a gentileza de enviar a exordial por e-mail?
    Já fiz diversas pesquisas e o caso exposto é a situação do meu cliente.
    Desde já, obrigada.
    alinnerondon.adv@gmail.com

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS