Boa tarde,

Ha cerca de 3 semanas atraz me envolvi em um acidente de transito, e danifiquei bastante o carro que eu estava utilizando ( uma estrada modelo 2006 branca ).

Depois de esperar uma resposta do seguro, que é contratado para cobrar todos os tipos de danos causados, tanto a mim quanto ao terceiro, e também independente do motorista que estiver guiando o carro, eles me disseram que iriam consertar o meu carro.

O problema é o seguinte: Há menos de 1 e meio atraz este mesmo carro sofreu uma batida tão grave ( ou até mais grave ) do que a que eu causei, e toda a estrutura do carro foi refeita ( frente ), como se trata de um carro de carga, este não mais fornecia estabilidade quando submetido a cargas pesadas, balançando muito quando em velocidades acima de 70 km/h.

Com a noticia de que a seguradora nao irá dar perda total ao veículo, fiquei indagando sobre o que a lei fala sobre este assunto.

Uma vez que o carro nao me oferece segurança mais ( pois esta vai ser a segunda vez que ele será refeito , e desde a primeira ele ja apresentava problemas ), e também pelo fato de que o carro vai ter 50% dele remontado, ou seja, será acoplado um segundo carro ao meu, entende ?

Gostaria de saber se eu posso recorrer e pedir perda total do meu veiculo, indagando o que eu disse logo acima.

Obrigado !

Obs.: Segue informação que encontrei na internet sobre o assunto :

-A reparação não é possível ou aconselhável, por terem sido gravemente afectadas as condições de segurança do veículo;

Respostas

3

  • 0
    S

    SEVLA E SEVLA Terça, 22 de julho de 2008, 14h55min

    Modestamente tenho para comigo
    1- Tal problema foi relatado quando da contratação do seguro? Certamente se positivo a Seguradora não aceitaria o Contrato pois o risco estaria comprometido.
    2- Nos Contratos de Seguro de atomóvel a perda total se caracteriza quando o conserto fica orçado em no mínimo 70% do valor do bem.
    3- Preferindo, nada fale sobre o caso anterior e espere o conserto do carro. Recebido o veículo consertado passe por uma inspeção veicular credenciada pelo Detran que emitirá um laudo. Caso seja comprovado que o veículo encontra-se rejeitado para o trânsito em vias púiblicas, exija a perda total por parte da seguradora.
    É o que posso ajudar.

  • 0
    P

    Pedro Vilmar Aguero Sexta, 17 de abril de 2009, 18h56min

    Meu Irmão se envolveu em um acidente ontem ainda, onde uma caminhão acertou em cheioi a traseira de seu carro, um Siena 2008, com a força do impacto fez com que ele batesse atraz de um outro carro, danificando.Foi acionado a Seguradora do Caminhão.
    Diante disso :O que é caracterizado como Perca Total?
    E o que pode ser exigido visto ser o carro o seu meio de trabalho?

    Fico no aguardo de uma resposta e meu muito Obrigado.

  • 0
    G

    Guilherme_1 Quinta, 23 de abril de 2009, 15h26min

    Estou com um problema com a seguradora Bradesco Seguros:
    Em janeiro aconteceu um acidente parecido com o relatado acima:
    Na Rod. Raposo Tavarez, um caminhão bateu em minha trazeira, e acabei batendo no veículo da frente consequentemente. Acionada a seguradora da empresa de transporte, dona do caminhão, foi declarada perda total de meu carro.
    Meu carro se encontra no pátio de uma das oficinas conveniadas com a seguradora, porém, não recebo resposta da seguradora quanto à indenização.
    Ja faz quase 2 meses que estou sem carro. Devo entrar com alguma ação judicial, tendo em vista que não consigo resolver meus problemas por telefone, pessoalmente oupor carta?

    Outra dúvida que tenho, é sobre uma ação no JEC. Até qual valor de indenização posso mover uma ação no JEC?

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região