INVENTÁRIO ATRASADO. BENS DOS AVÓS - FILHO NÃO RECONHECIDO

Colegas tenho o seguinte caso:

Filho não reconhecido quer ingressar com uma ação de reconhecimento post mortem para garantir seu quinhão na herança, porém o inventário até hoje não foi aberto. O imóvel está registrado no nome do avô, já pré morto. Existe um herdeiro (filho legítimo) do suposto pai, que está na posse do imóvel. Já faleceram, o proprietário do imóvel (suposto avô) a esposa deste (suposta avó) e o filho deste casal (suposto pai). Na seguinte ordem:

Primeiro o suposto avô Depois o suposto pai e por fim a suposta avó A esposa do suposto pai também já é falecida, assim como a mãe do suposto filho.

Assim o suposto filho, não registrado, deseja ingressar com uma investigação de paternidade post mortem e garantir seu quinhão na herança. Se o inventário até hoje não foi aberto, pode ele ingressar com uma investigatória cumulada com o pedido de abertura do inventário? Espero ter sido clara. Aguardo suas colaborações.

Respostas

0