Quero saber dos meus direitos junto a previdência.

Sonia Maria dos Santos Yamamoto perguntou Domingo, 12 de outubro de 2008, 18h09min

Gostaria de saber se essas doenças me dão direito ao auxílio doença e aposentadoria por invalidez:Esbocos osteofitários.Abaulamento discal post.difuso L4-L5 tocando face ventral do saco dural estendendo-se aos respectivos recessos subforaminais.Protrusão discal post.mediana L5-S1 impressionando a coluna liqüorica.(Coluna Lombar).Atitude escoliótica da coluna servical alta,com convexidade p/ a direita.Discreta labiações osteofitárias marginais em corpos vertebrais.Disco C3-C4 com protrusão discal posterior mediana subligamentar, comprimindo o saco dural e a medula espinhal.DiscoC5-C6 com abaulamento difuso e C6-C7 com abaulamento posterior maior à direita,ambos com leve impressão sobre o saco dural. (Coluna cervical).Sou faxineira mas pago carnet.à 5 anos.

Respostas

23

  • Ollizes / Advogado

    Ollizes / Advogado

    Sonia..

    O que concede o direito ao auxilio doença, não é a enfermidade..

    é a incapacidade laborativa.. ou seja, se vc estiver acometida de uma enfermidade que te incapacita para sua atividade (faxineira) vai ser concedido auxilio-doença até que venha recuperar-se e retornar ao trabalho.

    Caso a incapacidade seja definitiva, pode ser concedido a aposentadoria por invalidez... uma vez que vc ja cumpriu a carencia, que é a contribuição por 12 meses..

    Pela descrição de suas enfermidades, se o seu médico afirmar que não tem como recuperar a capacidade de trabalho, vá ao médico e consiga um atestado de incapacidade definitiva e requeira no INSS a aposentadoria por invalidez. Se não conseguir, tente a via judicial..

    caso tenha ainda alguma duvida, mantenha contato: ollizes@adv.oabsp.org.br

    Boa sorte..

  • Denise Dalprat

    Denise Dalprat

    Gostaria de saber se essas doenças me dão direito a aposentadoria por invalidez.
    - radiculopatia niveis C6 C7 a direita aspecto cronico.
    -alteraçoes osteo-degenerativas no nivel C5 C6 - redução da amplitude do forame conjugação direito
    - cervicobraquialgia a direita
    - uncoartrose direita e pincamento discal C5 C6 - dormencia e formigamento nos dois braços e dormencia noturna das mãos.
    - hiperlordose
    - hipertrofia facetaria interapofisaria no nivel L5 S1
    - artrose degenerativa bilateral no quadril - sendo que o lado esquerdo segundo laudo medico e Grave - grau IV
    - osteoporose.
    - esboço osteofitario na coluna lombar
    -Atitude escoliotica

    Minha idade e 46 anos., sinto dores insuportaveis nas pernas, coluna, pescoço e nos braços. Trabalho em escritorio de cobrança ( direto com computador e telefone) normalmente tenho que ir de onibus visitar clientes.

  • Ollizes / Advogado

    Ollizes / Advogado

    Denise...

    Independente das doenças que apresenta, o que vai te possibilitar a aposentadoria por invalidez, é um laudo médico que afirme que sua incapacidade para o trabalho é definitiva e permanente.

    Enquanto voce não conseguir um laudo com essa palavras: INVALIDA PARA O TRABALHO DEFINITIVAMENTE E DE CARATER PERMANENTE o INSS não vai te aposentar.

    Portanto, quando for ao médico em busca de exames ou laudos, peça que inclua isso no seu lado.

    Até mesmo para o advogado que porventura venha solicitar judicialmente sua aposentadoria, caso não tenha um laudo assim, fica dificil conseguir tutela, ou segurança para que voce aguarde a solução administrativa.

    boa sorte.

  • Denise Dalprat

    Denise Dalprat

    Gostei da resposta, varios medicos ja me falaram que com certeza vou me aposentar por invalidez, mas nenhum deles quer colocar no papel.

    Vamos aguardar, por enquanto obrigada

  • Eneida Maria Hirakawa

    Eneida Maria Hirakawa

    bom o meu problema e de todos os brasileiros que tem hernias.
    Já operei da C5C6, a mais de 4 anos, tenho 49anos, 22 anos pagos de INSS.
    Depois da operação tive problema com o braço direito, pois não tenho sensibilidade nele, e tbem surgiram problemas como Retrolistese grau 1 de C6C7.
    Hipersinal em T1T2 nos planaltos vertebrais apostos de C5C6, compativel com alteração degenerativa modic tipo II.
    Desitração dos corpos vertebrais C2C3 a C5C6.
    C3C4 complexo disco-osteofitario posterior difuso que TOCA a face ventral do saco dural.
    C5C6 completo disco-osteofitário póstero-lateral direito de base larga, que COMPRIME a face dural do saco dural e APAGA a coluna liquorica anterior.
    C7D1 compleo disco-osteofitário postero-lateral esquerdo de base larga, que COMPRIME a face dural do saco dural e reduz amplitude do forame intervertebral correspondente.
    Já operei o tunel do carpo nas duas mãos.
    Tenho dores na cervical e no braço direito, não consigo ter uma rotação normal no pescoço.
    E mesmo assim não consegui me aposentar ou receber beneficio corretamente para um tratamento digno.
    Fico meses sem receber nada, pois eles (INSS) alega que estou em condição de trabalho, mesmo minha médica por no relatorio que estou definitivamente incapacitada.
    O que eu faço, já coloquei nas mãos de uma advogada, mas ela tambem não conseguiu.
    Estou deseperada.
    obrigada

  • Aim

    Aim

    Tá aí
    Votaram no homem...agora pagamos o pato.
    Nosso PRESIDENTE está a dar bolsa família com o dinheiro de quem trabalha,para conseguir votos para DILMA....e popularidade para ele.
    Estou mai ou menos na mesma situação,mas ordem é chutar todos para fora,na minha cidade tbém está assim.Dão indeferimento 99% pericias.
    Eu tenho 34 anos recolhimento...(mulher 30 anos)mas não pedi aposentadoria por tempo pois tenho só 52 idade e perco muito.estou como muitos ,esperando extinção maldito Fator previdenciario.Quem pagou muitos anos dançou.
    Se vc recolhe como autonoma,te acosselho a não deixar de recolher mais que 11 meses, para não perder direito de segurada, aí recolhe 03 meses no máximo que conseguir,e vai levando assim, e passando ,vê se consegue auxilio ,Sinto mal quando tenhoque ir pericia, temos que mendigar nossos direitos,enquanto ficam torrando nosso dinheiro com quem não trabalha.

  • Denise Dalprat

    Denise Dalprat

    Passei em consulta medica hoje com neurologista e ele atestou que tenho cervibraquialgia E refrataria ao tto medicamentoso.
    Devo permanecer afastada do trabalho em carater definitivo.

    Isto quer dizer que o INSS tem que me aposentar???

    Fui afastada por artrose E grave ( So que tenho artrose bi-lateral no quadril e joelhos.)

    Continuo vinculada a minha empresa, posso solicitar aposentadoria pela empresa. ou e melhor nao.

    me mande resposta tambem via e-mail

  • eduardo so

    eduardo so

    boa tarde.
    sou func publico municipal há 11anos na area da vigilancia de escola e adquiri recentemente esta hernia desidratação discal degenerativa L5-S1 com redução do espaço discal,e osteoartrose interapofisaria incipientes, com esta doença posso me aposentar por invalidez?ou doença? sendo 11 anos de prefeitura e 9 anos particular tenho 41anos.
    como proceder para garantir meu futuro ou tem outro jeito para eu me curar, com medicamentos,cirurgia ou oque? há pesquisei na net e li que posso ficar até tetraplegico isto confere?.
    favor me exclarecam o maximo que vcs puderem pois estou apavarado.

    desde já meus eternos agradecimentos.
    eduardo.

  • Lucineide Ciriaco

    Lucineide Ciriaco

    boa tarde gostaria de saber se posso me aposentar ou mesmo figar em auxilio doença pois fiz astroscopia a 3 anos do joelho direito para correçaõ tiv um derame e uma lesaõ no menisco fiquei em tratamento a 6 anos naõ tive melhora estou com hipotrofia e cid m23 hoje me encontro na mesma situaçaõ no joelho esquerdo vou ter que fazer a mesma cirugia estou com derame articulat e lesaõ nois menisco mais bulrsite no quadril e um edema no trocante a esquerda mais algo na lombar em l4 e l5 naõ consigo figar muito tempo em pé ou muito tempo sentada fiz uma pericia no ultimo dia 20/02 e foi negado meu pedido eu trabalho como vigilante com colete e armameneto e figo na maioria das hora de pé sera que tenho direito como posso fazer desde ja muito obrigado

  • Jasmine

    Jasmine

    Bom dia, faço tratamento de coluna já alguns anos, na verdade há uns 22 anos +/-, devido um acidente de carro, desloquei a cervical ficando paralisada do pescoço pra baixo, mas infelizmente nuna chuva minha casa alagou e perdi todos os exames, pois um médico disse que eu tinha direito ao auxilio, nunca recebi nada, fiquei imóvel por 3 meses na época, bom, mas deixei pra lá, ainda nos dias de hj faço fisioterapias, pois a cervical e a lombar estão com discopatia degenerativa, na ressonância da Coluna Lombo-sacra o resultado foi: NÓDULOS DE SCHMORL DE D11 A L1 E ALTERAÇÕES DE ASPECTO DEGENERATIVOS NOS PLATÔS DE D12.
    DESIDRATAÇÃO DEGENERATIVA DOS DISCOS INTERVERTEBRAIS DE D12-L1 E DE L5-S1 E PARCIAL NAS DEMAIS.
    PROTUSÃO DISCAL DE BASE LARGA MÉDIO-PARAMEDIANA ESQUERDA EM D12-L1 INDENTANDO O SACO DURAL.
    DISCRETO ABAULAMENTO DISCAL DIFUSO EM L5-S1, ASSOCIADO A PROTUSÃO DE BASE LARGA MEDIANA COM FOCO DE LESÃO PARCIAL DO ANEL FIBROSO, DETERMINANDO INDENTAÇÃO SOBRE O SACO DURAL.
    Bom estou sem trabalhar, faço bicos como fotografa para ajudar em casa, mas as dores são intensas, um médico disse que posso pedir o auxílio-doença, já outro disse que posso me aposentar, já que o problema da cervical já desloquei ela depois do acidente citado acima por mais 2 vezes, estou com 41 anos, preciso de orientações, estou em atraso com meu carnê do inss há um bom tempo, gostria de saber como proceder no meu caso da coluna, ainda não recebi o laudo da ressonância da cervical (atual), desde já agradeço atenção.

  • SulaTeimosa

    SulaTeimosa Suspenso

    Vc deve atualizar tais valores sob pena de perder a qualidade de segurado da qual depende para pleitear auxilio doença ou mesmo aposentadoria por invalidez.

  • vandecir

    vandecir

    tenho 58 anos sou funcionária do ministério da saúde(aux. de enfermágem) entrei no ano de 1997, fui remanejada para p post de saúde do RJ no ano de 2001,fui morar em outro município em 2007 estou com cervicobraquialgia,associada a artrose e discopatia degenerativa,promovendo compressão em estruturas neurais estou tomando medicação e tenho que fazer fisioterapia ,ele colocou no laudo que eu tenho que evitar esforços atividades de impactos e períodos prolongados em ortostase, gostaria de saber se com este laudo eu posso pedir aponsentadoria.

  • vandecir

    vandecir

    tenho 58 anos sou funcionária do ministério da saúde(aux. de enfermágem) entrei no ano de 1997, fui remanejada para p post de saúde do RJ no ano de 2001,fui morar em outro município em 2007 estou com cervicobraquialgia,associada a artrose e discopatia degenerativa,promovendo compressão em estruturas neurais estou tomando medicação e tenho que fazer fisioterapia ,ele colocou no laudo que eu tenho que evitar esforços atividades de impactos e períodos prolongados em ortostase, gostaria de saber se com este laudo eu posso pedir aponsentadoria.

  • vandecir

    vandecir

    tenho 58 anos e estou com cervicobraquialgia crônica,associada a artrose e discopatia degenerativa, promovendo compressão em estruturas neurais; sou funcionária do ministério da saúde, gostaria de saber quais os meus direitos, pois entrei em 1997.

  • vandecir

    vandecir

    tenho 58 anos e estou com cervicobraquialgia crônica,associada a artrose e discopatia degenerativa, promovendo compressão em estruturas neurais; sou funcionária do ministério da saúde, gostaria de saber quais os meus direitos, pois entrei em 1997.

  • r.nunez

    r.nunez

    Minha esposa tem problemas na coluna e ela trabalha por contratos que duram um ano e depois e renovado mais ela esta pior e já fez vários exames que comprova que ela tem um grave problema na coluna e mesmo assim a empresa quer dar a conta dela. minha pergunta e se eles podem fazer isto com ela? mesmo nessa condição de contrato de um ano?

  • SulaTeimosa

    SulaTeimosa Suspenso

    Nunez, ela terá de fazer o exame demissional. Se nele constatar enfermidade que requeira longo tratamento, o processo rescisório será suspenso e ela encaminhada ao INSS.

    Se a perícia do INSS deferir ela recebe o auxilio doença, se com o o tempo o INS entender que ela não tem recuperação, então irão aposentá-la em definitivo por problema de saúde. Neste caso a rescisão é obrigatória.

    Se o INSS não deferir a licença doença, o processo rescisório segue normal.

  • Cristiane Soares

    Cristiane Soares

    GOSTARIA DE SABER SE A ALGUMA CHANCE DE VOLTA A RECEBER O BENEFICIO POIS TENHO UMA CIRURGIA COM 6 PARAFUSOS E O MEU MEDICO AGORA EM UM NOVO RELATORIO MÉDICO COLOCOU ASSIM AFSTAMENTO DOTRABALHO OBS,PACIENTE EM POS OPERATORIO DE ARTRODESE SECUNDARIA NÃO TEM CONDIÇÕES DE EXERCER TRABALHO TEMPO PROVAVEL DE AFASTAMENTO INDETERMINADO,PORFAVOR ME RESPONDAM.