Perguntas, Respostas e Comentários de Apolo Verissimo

  • comentou em Argumentos em defesa da Tabela Price.

    Domingo, 17 de agosto de 2014, 19h34min

    A fórmula de cálculo Price é sim exponencial, e calculada de forma composta, "PORÉM", consta apenas na fórmula, não significando que há incidência de juros sobre juros. O juros é calculado sobre o saldo devedor atualizado periodicamente, sendo a coisa mais justa a se fazer, então, não há anatocismo em seu uso.

  • comentou em Argumentos em defesa da Tabela Price.

    Domingo, 17 de agosto de 2014, 19h28min

    O autor disse tudo nesse trecho:

    De todo o exposto, forçoso concluir que o uso da Tabela Price utilizada como sistema de amortização de empréstimos em parcelas, não enseja a capitalização composta das taxas de juros, ou cobrança de juros dos juros, vez que, pela fórmula de cálculo que adota, sua prestação é constante e uniforme, valendo-se para o tomador do empréstimo de eficaz instrumento de planejamento financeiro de suas dívidas, bem como de inigualável praticidade, pois extingue totalmente a dívida ao final do empréstimo.

    A assertiva supra é facilmente comprovada quando se percebe que os juros são calculados sobre o saldo devedor do período precedente ao considerado, e não se somam ao saldo devedor remanescente, que é resultado da subtração da parcela atinente à amortização do saldo devedor do período anterior quando a prestação é normalmente paga.

    No mais, sua fórmula de cálculo de prestação, que se vale do fator TP, também não capitaliza juros, vez que não se trata de sistema que leva em conta os juros compostos, mas adota o que na Matemática Financeira se denomina desconto composto de juros, justificando, assim, a existência do fator exponencial em sua fórmula.

  • comentou em Método de Gauss não serve como alternativa de juros simples

    Domingo, 17 de agosto de 2014, 19h16min

    "Ás vezes, as coisas simples são as perfeitas, pois é tão simples, que a torna perfeita". Apolo Verissimo.

    Venho estudando os métodos Price e Gauss há 1 ano, e, definitivamente o método mais justo é o PRICE. Com uma conta simples se chega a resultados justos e precisos, de fácil entendimento por qualquer pessoa que saiba no mínimo o entendimento básico da matemática.

    Como o autor citou: Te empresto 100, e você me paga 101. Essa é a função da negociação de empréstimo. Não existe pagamento justo se for pago 99, como o Método Gauss demonstra.

    Muito bom o artigo, recomendo !

Precisa de Advogado?

Precisa de
Advogado?