Francisco Adrian Márcio de Souza

Francisco Adrian Márcio de Souza

Advogado

  • Sobral, CE

Perguntas, Respostas e Comentários de Francisco Adrian Márcio de Souza

  • comentou em Dízimos, entre a fé e a lei: as respostas do Código Civil a teologia da prosperidade

    Domingo, 05 de julho de 2015, 20h54min

    Prezado Sr. Manzi, não tenho objetivo de ofender nenhum segmento religioso, apenas expus a dificuldade dos TJs e até mesmo do STJ em se posicionar sobre essa situação. As contribuições são ou não doações, nos termos do CC/02? Onde fieis (de denominações pentecostais) se arrependem de terem contribuído financeiramente, por sua vez, recorrem ao judiciário na tentativa de reaver os valores entregues a igreja. Sobre a igreja Católica apenas cito dois momentos históricos, a ordem para introduzir a cobrança do dízimo, que é um fato histórico e religioso, pode até não ser científico, mas em nada ofende a fé católica. O outro momento histórico, é o caso da condenação de John Wycliffe, claro, não agrada muito aos católicos, mas meu intuito é mostrar um fato importante sobre o tema, não é de afrontar a crença das pessoas. Apesar dos excessos nos apelos financeiros das igrejas, em particular pentecostais, em seguida, apresentei um pequeno fragmento de um livro bastante conhecido no meio católico, em que uma criança trabalha e “paga” seu dízimo, caso que não deixa de ser um apelo financeiro e juridicamente inaceitável. Posso lhe assegurar que minha intenção não é a de ofender. No meu entender as denominações pentecostais são as mais criticadas, tanto pelo meu trabalho como nos julgados mencionados no trabalho. Agradeço seu comentário, será útil para uma posterior revisão. Deus o abençoe.

Precisa de Advogado?

Precisa de
Advogado?