Perguntas, Respostas e Comentários de Orlando Vieira

  • respondeu em PRESENÇA DO ADVOGADO NO JULGAMENTO DO RECURSO

    Sábado, 18 de março de 2017, 17h44min Advocacia e OAB

    As experiências vividas pelos nobres Magistrados, causídicos, sobretudo, ao exporem suas opiniões, foram relevantes para mim. Em especial, pelo fato de que, aos 69 anos, farei a primeira sustentação oral perante uma Junta Recursal do Juizado Especial Federal, no Ceará. Na verdade, diante do que opinaram, poderá ser a última da carreira. Diga-se, curta. Penso, não será fácil converter o entendimento firmado pelos membros da Turma, ao meu pedido, que se refere a uma ação contra a União, de imputação de indenização por danos morais. Por outro lado, apesar do aborrecimento, da indignação que possa passar, quero acreditar, ainda que pareça pueril, que os julgadores possuem bons caráteres, são pessoas lúcidas, têm discernimento e que o produto final do seu trabalho deve resultar, sempre, na produção de justiça. Fora disso, para quê e para quem Justiça?! Para quê Estado?!

Precisa de Advogado?

Precisa de
Advogado?