Floriano Lott

Floriano Lott

Perguntas, Respostas e Comentários de Floriano Lott

  • comentou em "Rouba, mas faz": os eleitores perdoam os corruptos competentes?

    Terça, 17 de fevereiro de 2015, 9h15min

    O cerne da discussão é por que eleitores votam em corruptos declarados. São várias vertentes. O fisiologismo não público; doméstico. O político realizou obras que favoreceram aquele eleitor. Não importa se o restante do dinheiro foi roubado. O lado dele está safo. Segunda razão é que toda massa é acéfala. A moçoila chamou o jogador de macaco porque todo o mundo estava chamando. Ela nunca foi racista.O eleitor forma com os demais uma massa acéfala. Os meios de comunicação dizem que o candidato tal é o melhor e ele (eleitor), sem raciocinar, tem que votar no cara; no melhor. O ser humano é educado para ter uma religião praticada na Igreja. A ele é mostrado um destino que será ditado por um ser místico. Ele cresce sem ir à Igreja ou indo. Se vai o padre ou pastor diz no púlpito ou no pátio que o futuro dele e dos filhos está em votar em ou nos fulanos. Padre odeia o comunismo. Se o elemento não frequenta a Igreja, aquela educação na infância que há um elemento místico que vai reger a sua vida; um salvador que ainda não voltou, então ele abraça um partido como sua religião e seus líderes substituem Deus, Jesus Cristo e os Anjos. Se pobre, ele vai para a esquerda ( francesa) e haja o que hajar,como disse um jogador de futebol em entrevista, o tal partido pode fazer misérias que ele vota nos caras. Abraço.

  • comentou em A revogação do art. 28, I da Lei Orgânica da Advocacia-Geral da União

    Sábado, 07 de fevereiro de 2015, 7h48min

    Eu era militar e formado em Direito. O Oficial Dentista podia ser dentista "lá fora", registrado na Ordem deles, tudo certo. O Oficial Médico, idem. Eu teria de depois de ir para a reserva remunerada uma "quarentena" de dois anos para me filiar a OAB. Caiu a "quarentena", mas militar na ativa não se filia. Pimenta nos olhos dos militares é refresco. Que para os demais, também.

  • comentou em A ocupação irregular de imóvel público e a inexistência de direito de retenção pelas benfeitorias realizadas de boa-fé

    Domingo, 21 de dezembro de 2014, 8h01min

    Dra. Letícia, há tempos eu defendi um réu que mantinha uma posse dentro da Colônia Juliano Moreira, Jacarepaguá, terras do Mistério do Transporte. Incrível. A União deferiu agrônomo para a perícia visando a indenização das benfeitorias. Eu citei também o Código Civil, mas o Procurador da República me remeteu para o Estatuto da Terra. É uma lei de mais de cem páginas e o processo correu com fulcro nesta lei. Abraço.

  • comentou em Breve estudo sobre guias de trânsito e porte de armas de fogo.

    Quarta, 26 de novembro de 2014, 17h22min

    Arnaldo, sempre é bom um texto esclarecedor a respeito do porte das armas de fogo. Vou dar um pitaco: sou oficial do exército, reformado. Um soldado servindo para pegar seu certificado de reservista porta arma dentro e somente dentro de sua formação de reservista, é claro; mas não precisa de um laudo de um psicólogo. Eu de três em três anos tenho que passar por uma avaliação de um psicólogo (pago por mim) para revalidar o porte que não é meu, e sim da arma. Duas armas, dois portes. Acontece que o Estatuto do Desarmamento não revogou o Estatuto dos Militares, isso eu tenho certeza. Porém os generais abriram as "mentes", e mesmo à luz do Estatuto os oficiais têm que ter um porte para cada arma. Sei de um coronel que autuado, a defesa arguiu que o Estatuto dos Militares não fora revogado. Não me lembro do desfecho. A minha bronca é com o exame pelo psicólogo, já que o soldado reservista não tem esse quesito. Um abraço.

  • comentou em As novas formas de pensar e fazer política: O ativismo na rede

    Sexta, 14 de novembro de 2014, 9h31min

    Não dá para comemorar. Quando o "mocinho" revela o maquiavelismo do "bandido", este entra com outra enxurrada de mentiras e a plebe rude e ignara acredita nele, bandido. Falando no assunto, na China , na Coréia do Norte , em Cuba, modelo para os petistas, esse negócio de aldeia global pela Internet não existe. O nosso futuro Ministro das Comunicações já vai recomendado para àquela censura que até o povão jura que não é censura. Se correr o bicho pega; se ficar o bicho come. Abraço.

Precisa de Advogado?

Precisa de
Advogado?