Diz o empreendedor José Isaac Peres que os medos são as grades da nossa prisão. Quanto maior, mais penoso se torna o sofrimento..[1] Até porque, devo/poderia escrever os capítulos mais importantes da [minha] história nos momentos mais difíceis de [minha] vida.. Todavia, consoante se nota no título, não haverá qualquer esboço hoje (ou há?), também pois, parafraseando o médico citado em nota de rodapé, tenho uma dívida de tempo comigo: portanto, impagável.[2] Ainda mais quando as outras pessoas negam suas doenças, são irresponsáveis na proteção da emoção e têm medo de olhar para dentro de si.[3]

Sou gregário, mas, hoje (e já há algum tempo), não me encontro no grupo, não consigo sozinho impugnar pensamentos perturbadores, talqualmente: será que eu deveria ter sido omisso como outros colegas agentes públicos escolheram lá trás?

Escolhi e estive disposto a correr riscos[4] como agente público (e denunciante), mas a dívida (também a de diálogo, que aumenta) e o medo são meus destruidores. Trocas de palavras me aliviariam. Vivo (ainda), porém, aquele famoso momento do estigma, neutralização, acovardamento, isolamento de diálogo etc.,[5] porquanto reconheço o quanto temem aqueles que me orientaram, verbal ou tacitamente, a escolher o caminho da omissão. Omissão, NÃO!

Não são pessoas exóticas as omissas, nem as que mercadejam com a toga. Elas, as pessoas que se julgam normais', também produzem uma série de bobagens mentais, uma série de pensamentos asfixiantes, e que controlam o seu prazer de viver em alguns momentos da sua psique..[6]

Assim, a ação de escrever, um pouco que seja, ajuda-me também.[7]


[1] PERES, José Isaac. Live de Inauguração do MultiSer - Centro de Gestão da Emoção. In: Augusto Cury, 11 nov. 2021. (1 h 0 min 05 s). Disponível em: https://youtu.be/yV6jZo_RTeg. Acesso em: 11 nov. 2021.

[2] CURY, Augusto. Live de Inauguração do MultiSer - Centro de Gestão da Emoção. In: Augusto Cury, 11 nov. 2021. (1 h 0 min 05 s). Disponível em: https://youtu.be/yV6jZo_RTeg. Acesso em: 11 nov. 2021.

[3] CURY, Augusto. Live de Inauguração do MultiSer - Centro de Gestão da Emoção. In: Augusto Cury, 11 nov. 2021. (1 h 0 min 05 s). Disponível em: https://youtu.be/yV6jZo_RTeg. Acesso em: 11 nov. 2021.

[4]  ZANETTI, Marcus. Personalidade borderline | Podcast Entrementes. In: Drauzio Varella, 06 nov. 2020. (41 min 44 s). Disponível em: https://youtu.be/DquTFNBjz74. Acesso em: 08 nov. 2021.

[5] Ver que em compliance muito se fala disso na fase da estigmatização do denunciante.

[6] CURY, Augusto. Quais são as armadilhas da mente? - A Mente Mente | Augusto Cury. In: Augusto Cury, 11 nov. 2021. (5 min 49 s). Disponível em: https://youtu.be/cV173leFj0E. Acesso em: 12 nov. 2021.

[7] TORQUATO JUNIOR, Marco Antonio Abud. AULA AO VIVO | Tratamento online para a depressão - última turma do ano. In: Saúde da Mente, 09 nov. 2021. (1 h 59 min 02 s). Disponível em: https://youtu.be/niFBOXTzBrs. Acesso em: 11 nov. 2021.


Autor

  • Elton Rockenbach Baron

    Bacharelando em Direito, Empregado Público Estadual e aspirante a Promotor de Justiça.

    Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. J. C.

    A vida tem sentido quando a investimos na vida dos outros, ou quando encarnamos a luta dos outros como se ela fosse nossa, a luta do coletivo. Eis meu escopo: despender esforços pela construção contínua da justiça social, a transformação, com justiça, da realidade social, máxime quando os beneficiados são idosos, deficientes, crianças e adolescentes. O desafio vem sendo o esmero na renhida luta em busca do bem comum, não dando tréguas àqueles que se desviam dos ditames constitucionais e legais, com os olhos voltados à concretização da Justiça, sobretudo contra crimes hediondos, crimes políticos e o abandono e maus tratos a animais. Contate-me sobre os supracitados temas: [email protected]

    “Não é o crítico que importa nem aquele que mostra como o homem forte tropeça, ou onde o realizador das proezas poderia ter feito melhor. O crédito pertence ao homem que se encontra na arena, com o rosto manchado de poeira, suor e sangue; que luta com valentia; que erra e tenta de novo e de novo; […] que conhece os grandes entusiasmos e as grandes devoções; que se sacrifica por uma causa nobre; que ao menos conhece, no final, o triunfo de uma grande realização; e que, na pior das hipóteses, se fracassar, pelo menos fracassou ousando grandes coisas; e por isso o seu lugar não pode ser junto àquelas almas tímidas e frias que não conhecem nem vitórias nem derrotas.” (Theodore Roosevelt)

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso