Comentários

Os direitos humanos garantidos aos portadores de transtornos mentais e a contrastante condição a que são submetidos

Os direitos humanos garantidos aos portadores de transtornos mentais e a contrastante condição a que são submetidos

Os hospícios estão sendo substituídos por alternativas que asseguram tratamentos mais humanitários, como centros de atenção psicossocial, serviços residenciais terapêuticos e centros de convivência, entre outros.

Publicado em . Elaborado em .


Comentários

7

  • 0

    Ivan Ricardo

    São assuntos totalmente diferentes, primeiramente ninguem é "Louco" tal parametro nao existe, segundo que os direitos dos transtornados mentais devem ser assegurados no ambito nao de uma condição especial, mas de uma condição igual a qualquer humano, nao somos limitados intelectuais, eu sei dialogar, argumentar, sou escritor cantor e produtor musical, sou portador de esquizofrenia e vejo os hospicios como total regressão seja qual for a condição, nao somos demoniacos, condenados, totalmente perturbados, muitos de nós tem vidas totalmente normais, em um livro que estou escrevendo defendo que a loucura nao existe tãopouco a normalidade, sao parametros inexistentes sob qualquer visão, voce que tem transtornos mentais saia da obscuridade e lute pelo que é seu, o Mundo como o é de qualquer outra pessoa.

  • 0

    Eliana Bezerra Simões de Sousa

    Queria saber mais sobre o assunto, pois tenho um vizinho com problemas sérios joga coisas nas pessoas, grita palavrões e xingamentos e chega a amassar moradores que estão na rua, mas a família não faz nada e quando chamamos a Polícia tbm não resulta em nada, mas todo mundo ja vive c medo dele. O que fazemos?

  • 0

    Sérgio Ricardo Dos Santos

    EU TAMBÉM,JÁ FUI INTERNADO COMO LOUCO 12 VEZES,MAS AGORA,NÃO ME INTERNO HÁ 30 ANOS,MESMO ASSIM PERMANEÇO AINDA SOFRENDO PRECONCEITOS DISCRIMINATÓRIOS,E AINDA JÁ ARMARAM ATÉ PLANOS PARA SE APOSSAREM TANTO DE MEU IMÓVEL RESIDENCIAL HABITACIONAL QUANTO DA MINHA APOSENTADORIA POR DEFICIÊNCIA INTELECTUAL,E AINDA,OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE MENTAL PLANEJAM MINHA REPRESÁLIA,PARA ENTÃO SE VINGAREM DE MIM,QUE DENUNCIEI TODA MARACUTAIA E GANGUE MAFIOSA DA PSIQUIATRIA POR RECEBEREM PROPINAS E SUBORNOS EXISTENTES EM TODOS OS 05 HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS DE MACEIÓ,INCLUSIVE NO CENTRO PSIQUIÁTRICO JUDICIÁRIO "PEDRO MARINHO SURUAGY"(HOSPITAL DE CUSTÓDIA PSIQUIÁTRICA)

  • 0

    Sérgio Ricardo Dos Santos

    A SOCIEDADE TAMBÉM COMPRA OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE MENTAL,PARA ENTÃO CONDENAR À INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA,COMO SE FOSSE PRISÃO PERPÉTUA.E O PIOR: ELES ACEITAM O SUBORNO E A PROPINA PAGA ATÉ PELOS PRÓPRIOS FAMILIARES DAS PESSOAS ACOMETIDAS À TRANSTORNOS MENTAIS.DIZ O DITADO:"O DINHEIRO E O PRECONCEITO SEMPRE FALAM MAIS ALTO"

  • 0

    Sérgio Ricardo Dos Santos

    A LEI-N 10216/2001,DEVERIA SER TRANSFORMADA EM ESTATUTO DAS PESSOAS COM TRANSTORNOS MENTAIS,MAS,INFELIZMENTE,A SOCIEDADE IMPEDE,POIS,A PRÓPRIA SOCIEDADE É A FAVOR DA CONDENAÇÃO E CONTRA OS DIREITOS DAS PESSOAS COM TRANSTORNOS,INCLUSIVE MARGINALIZA ESTES SERES HUMANOS MESMO SENDO PESSOAS ACOMETIDAS A TRANSTORNOS MENTAIS

  • 0

    Sérgio Ricardo Dos Santos

    MOTIVO DA VIOLAÇÃO:PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE MENTAL,SÃO SUBORNADOS,INTEGRNTES DO PODER JUDICIÁRIO E DO MINISTÉRIO PÚBLICO,TAMBÉM SE SUBORNAM E SE INFLUENCIAM,PARA ENTÃO CONSENTIREM A VIOLAÇÃO DA LEI DAS PESSOAS COM TRANSTORNOS INTELECTUAIS

  • 0

    claudio alexandre muller

    Bom eu aguentava tudo o que é desaforro palavroens burro direto da hora que entrava até a saida mas depois de 2 anos começou a me dar tremedeiras disparava o corração ficava tonto entrava em panico e não conseuia respirar direito e uma semana e já fasia uns meses que eu sofria em casa uma semana antes fui mal para o hospital e dai um dia eu me revoltei foi o fim da paciencia de tanto que me encomodaram fui tirar satisfação na hora de meio dia isto eles estavam jogando carta e me destratando dai fui la e um se levantou e peguou uma chave de roda e meagarrou pela gola meipurou contra o banco e me bateu na perna com a chave de roda e olhei para os outros colegas todos rindo eu fiquei em panico como se não funcionava mais meu cerrebro e fui chorando até ao ambulatorio e disendo que eu queria as contas não aguentava mais dai me derram dois dias de folga e minha cabeça estava tão forra depressivo e procurrei tratamento onde fui encaminhado a um psiquiatra e disse que eu ia pedir demição e me tratar dai o medico me aconselho a me incosta pelo inss que ele era medico perito,Bom na segunda feira voltei a firma e vierão asistente social e monte de gente conversar comigo e disseram que todos colegas negaram a agração dai entrei em desesperro e só pedia para me demetirem que la eu não botaria mais os pés meu chefe sabia da preção que os colegas me botavam e eu já tinha pedido muitas vezes para trocar de setor e nada unico amigo que eu tinha 3 anos depois me falou que o chefe falava aos colegas que eu andava estranho que uma hora dessas eu ia pirar que era para eles parrarem de tanta persiguição e destrato sobre mim que o proprio chefe vio que eu não estava bem mas não lvou isto aos superiores não cobrou com firmesa dos colegas enfim na epoca acabei ficando trancado num quarto só de cama por meses tomando 22 compremidos por dia não sai do quarto desencadeio sindrome do panico depressão e sofri por anos tentativa de suicidio ouve não saia na rua fiquei anos sem falar com ninguem por medo de que iria levar um cagaso ou achariam que eu era burro como acontecia na firma e faz 9 anos já isto e me trato ainda e até hoje tenho medo do que os outros vão pensar de mim não saio de casa não consigo fazer amizades estou solteiro desde a epoca foi tantas frustações que até hoje sou perseguido pelos acontecidos minha vida nunca mais foi a mesma entrei na firma cheio de sonhos de trabalha estudar estava noivo sonhava tanto em ser alguem na vida e nestes dois anos tudo acabou.Eu gostaria de saber se depois de 9 anos tenha algo que eu possa fazer pegar um adevogado e entrar com uma ação não sei ou me calar e continuar quieto com meus remedios fechado dentro de casa e aseitar que sou um fracasado como me julgavam me ajudem por favor.

Voltar para o texto: Os direitos humanos garantidos aos portadores de transtornos mentais e a contrastante condição a que são submetidos