Comentários

EUA: legalização da maconha é a solução?

EUA: legalização da maconha é a solução?

Os novos consensos legalizadores em torno da cannabis estão deixando para trás o "consenso proibicionista".

Publicado em . Elaborado em .


Comentários

9

  • 0

    Cap PMPR Marcos Silva

    A problemática é complexa. A necessidade de mudança é inegável. As soluções estão sujeitas a fatores condicionantes que são indispensáveis no processo, e não se pode partir de uma única percepção do quadro atual, é mister que haja uma ampla discussão. Importante que haja uma criteriosa análise, sob diversas óticas, envolvendo os mais diversos atores sociais, incluindo operadores do direito, profissionais da saúde pública, assistentes sociais, gestores de comunidades terapêuticas, profissionais da área da psicologia, operadores da segurança pública, entre outros, haja vista que a questão se desdobra e tangencia outros campos, e por esta razão precisa ser apreciada sob os mais diversos enfoques, sob pena de desprezar importantes opiniões vindas de pessoas que lidam diretamente com as mazelas sociais que envolvem a questão em tela.

  • -1

    Luciana Marinho

    Prezado Professor Luiz Flávio Gomes
    Esta é uma questão fácil de ser resolvida quando se vê que em NENHUM GOVERNO,SEJA ESTADUAL OU FEDERAL,NÃO HOUVE uma única medida para acabar com o problema das Drogas! Não se teve um Programa de Saúde eficaz ( aliás nem se tem uma Saúde Pública eficaz para o usuário comum,que dirá para um viciado em Drogas! ) e também NÃO SE QUIS POLICIAR as fronteiras do Brasil ( vide matéria sobre Drogas com o Jornalista Roberto Cabrini ),para acabar de vez com a entrada delas via Rio de Janeiro e São Paulo.Agora eles vem com aquele papo de que perderam a briga contra as drogas??? Perderam o quê se nem tentaram?? O Jornalista Tim Lopes perdeu a vida por conta de um documentário falando sobre Drogas no Complexo do Alemão em 2002! Quem estava no Governo do Rio? Rosinha Garotinho!!! Devemos nos perguntar é : - Quem ganhará com isso??? Basta que todos aqui assistam ao filme "Tropa de Elite" e saberão!!! Ninguém que mora aqui na Zona Sul ou Barra quer mais se arriscar a subir nos morros,não é mesmo? Então papai e mamãe querem que filhinho plante a Maconha no jardim porque é mais seguro! Ownnn que bebê mais lindinho!!! Mas mamãe e pai se esquecem que o filhinho vai fumar o seu baseado e vai impregnar a casa do vizinho,tornando-o fumante passivo!Nós temos que tomar vergonha na cara e discutirmos sobre ações para ajudar o País a caminhar;evoluir;sair da lama ao invés de afundá-lo ainda mais! Liberar o consumo próprio da Maconha abrirá no futuro um precedente para outras drogas e isso ninguém vê.Ou será que vê e por esperteza quer??? Já existe uma Universidade da Maconha nos USA e muitos Brasileiros já passaram por lá,segundo matéria exibida no "Fantástico".Por quê será??? Será que realmente queremos isso???

  • -1

    Cornelio A.Dias

    É uma pergunta difícil de responder, porque os fatos falam por si, eu, por exemplo, tenho filhos, neto, e sobrinhos, colegas e amigos, e ser a favor vai de encontro aos meus conceitos, bem como ser contrário; fui educado de uma maneira sem proibição alguma, e eduquei meus filhos desta forma, eles cresceram conscientes disto e nenhum deles sequer optou em fumam cigarros, coisa que eu fiz por muitos anos e desde garoto, o que também é uma droga, porém não proibida exceto para venda a menores, regra que não nunca foi obedecida. Os meus pais nunca me proibiram apenas me alertaram sobre o uso, eu passei esta filosofia para os meus filhos e eles acataram-na, ao passo que eu tenho sobrinhos envolvidos cujos pais são extremamente ditadores e radicalmente contrário ao uso do cigarro, porém os filhos escolheram a Cannabis, portanto, as filosofias e as teorias deles falharam. Como estamos caminhando para uma globalização das culturas, e com base nos estudos que comprovam que as políticas estão fracassando, parece que a única solução futura será a criar leis para controlar e descriminalizar o seu porte para consumo próprio. Isto será transferir a responsabilidade para as famílias. Diante desta suposta última alternativa, cabe aos governos dos países incentivar as escolas preparando os educadores a fim de orientar os educandos bem como as suas famílias, sobre as consequências finais do uso da maconha pelos seus filhos enquanto estiverem sob as suas tutelas. Na fase adulta cada um é que vai escolher qual caminho a seguir. Se as leis e a educação pública tivessem sido eficientes e influentes como são importantes, não haveria clínicas e especialistas para recuperação de viciados em todo tipo de drogas, bem como também não haveria necessidade de se construir presídios para tentar ressocializar as pessoas que desenvolveram as suas naturezas de conduta ética e moral para fins antissociais e criminais!

  • 0

    CARLOS ROBERTO DE SOUZA MARQUES

    Se você não consegue dominar o inimigo, una-se a ele. Quem sabe seria a melhor solução. Eu, particularmente acredito que a resposta seria educação. Mas onde encontrar isso aqui???? Eis a questão.

  • 0

    patricio angelo costa

    Sr. Guto, "as palavras ensinam e os exemplos atraem"; "quem conhece a sua ignorância revela a mais profunda sapiência. Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão" - Lao-Tsé. Fica com Deus, amigo.

  • 0

    Guto

    Muito bom o texto, gostaria muito que o Brasil tivesse tal organização para que as coisas andassem aqui... A legalização ou a descriminalização da Maconha é consequência de uma sociedade organizada. Os benefícios da Maconha inclusive com o tratamento de dependentes em drogas(crack, cocaina, etc...) é conhecido e apontado por estudos. Quem sabe a verdadeira história da proibição da cannabis e não se resume a comentários ignorantes como o do nosso amigo Patrício (deve ser um desses tantos moralistas religiosos, que deve fazer muita coisa errada escondido da família como de praxe), sabe que grande parte dos estudos publicados sobre os malefícios da Cannabis não correspondem aos estudos de hoje, onde os benefícios comprovadamente são muito maiores. Bom a que diz respeito, eu viajei por vários países do mundo onde a cannabis é liberada ou não e pasmem, até onde ela não é, o usuário não é repreendido como no Brasil nem visto como criminoso... Infelizmente é triste dizer que, lendo o texto os céticos olham apenas para o que o governo americano fez, mas o ponto principal foi a conscientização que foi aumentando cada vez mais, ou seja a primeira coisa que se deve mudar é a educação da população e neste quesito infelizmente estamos longe da realidade.
    Só por alguns comentários aqui se enxerga isso... Contra a ignorância não existem argumentos...

  • 0

    Fabio

    Eu acho que deve-se legalizar somente a CANNABIS, inclusive o usuário deve ter o direito de plantar as suas próprias plantas... A CANNABIS é muito mais benéfica do que maléfica, procurem no YouTube "Idosos Fumando Maconha", vários relatos de idosos que vivem com mais qualidade de vida por USAREM a CANNABIS... Já a respeito da legalização do aborto sou totalmente contra...

  • 0

    patricio angelo costa

    Entendo que pessoas inteligentes e de bom senso, irão dizer que a resposta a pergunta formulada acima seria pela não legalização, considerando o malefício causado por ela ao ser humano, hoje, o grande número de pessoas dependentes existentes no nosso País é incalculável, com sérios problemas de saúde pública de difícil solução.Não tem porque legalizar algo que é comprovadamente danoso para o ser humano e à sociedade. Onde está o bom senso? Tem que haver uma reflexão consciente da periculosidade dessas drogas. Por favor!

Voltar para o texto: EUA: legalização da maconha é a solução?