Jus Dúvidas

Perguntar

Qual é a sua dúvida?

Olá! Se uma pessoa estiver afastada por auxílio doença, por fratura de tornozelo, ela pode trabalhar em uma função a qual ficará sentada, com uma carga de seis horas diárias? O que aconteceu foi o seguinte, tive uma fratura de tornozelo e na época eu não estava trabalhando, mas o último emprego tinha sido há menos de seis meses. Consegui o auxilio doença e um ano depois me chamaram para trabalhar em uma empresa, durante seis horas e não fui registrada. Agora me dispensaram, um ano depois, e não estão querendo me pagar férias, 13° salário, nem aviso prévio, alegando que eu não tenho direito, pois estava afastada, sem registro e não poderei reclamar na justiça trabalhista. Caso eu venha a reclamar, terei ainda que responder um processo criminal, já que eu estou recebendo auxílio do INSS e não posso trabalhar ainda. Isso que me foi informado na empresa, confere? Antes do acidente eu era consultora de RH e trabalhei nessa empresa como Coordenadora de DP. Att.

Respostas

16

  • 0
    C

    C_C Quinta, 22 de dezembro de 2011, 9h19min

    sappaixao

    O benefício Auxílio Doença é concedido ao segurado impedido de trabalhar por doença ou acidente por mais de 15 dias consecutivos.

    Para concessão de auxílio-doença é necessária a comprovação da incapacidade em exame realizado pela perícia médica da Previdência Social.

    O auxílio-doença deixa de ser pago quando o segurado recupera a capacidade e retorna ao trabalho ou quando o benefício se transforma em aposentadoria por invalidez.

    Portanto se você estava em tratamento médico e sua incapacidade para vida laborativa foi atestada pelo INSS, é claro que você estava IMPOSSIBILITADA de exercer qualquer atividade laborativa (TRABALHAR)... mesmo que em outra funcão e mesmo que seja sentada...

    Isto pode ser considerada uma FRAUDE à Previdência Social... você estava trabalhando em outra empresa, mesmo que em outra função, mesmo que seja sentada... portanto você tinha condições de trabalhar e não comunicou ao INSS, continuou recebendo o benefício...

    Caso você entre com uma ação contra esta empresa, a primeira coisa que eles usarão contra você será esta informação do INSS, e não adianta você dizer que não tinha conhecimento de que uma vez recebendo auxílio doença estaria impedida de trabalhar, pois não vai "colar"...

    A Lei de Introdução ao Código Civil (LICC), no seu artigo 3º diz:

    "ninguém se escusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece".


    Boa sorte. Feliz Natal, Feliz 2012.

  • 0
    Kelly Gislaine

    Kelly Gislaine Quarta, 22 de outubro de 2014, 0h29min

    Entao eu quebrei a minha perna coxa e quadril femur ja faz 1 ano, porém não estava trabalhando ja fazia 3 meses , só que agora o inss nao diz habita pra trabalhar ,mas o médico de onde faço a recuperaçao diz que nao capacitada a voltar a trabalhar e nem pegar peso, pq minha perna nao fortalece, e assim fica luta pra poder receber.o auxilio doença. Pois tenho uma criaça pra sustentar de 2 ano.. E eu gostaria de saber se eu arrumar um emprego eu pagaria multa ? ou qual seria as minhas consequencia ?

  • 0
    D

    Dr. Márcio Borges Cachoeiro de Itapemirim/ES Quinta, 13 de novembro de 2014, 10h12min

    Veja bem, você pode sim requerer seus direitos trabalhistas na justiça, uma vez que a empresa não pode se esquivar de pagar a contraprestação pelos seus serviços. Mas saiba que em audiência o juiz notificará o INSS da fraude cometido de sua parte. Você provavelmente terá que devolver os valores recebidos a título de auxílio doença e ainda responderá a um processo criminal.
    Cabe a você analisar se compensa. Minha opinião particular é que não compensa.

  • 0
    M

    Maria Aparecida Quarta, 03 de fevereiro de 2016, 7h37min

    Ola...
    Tenho 2 vinculos empregaticio , sou funcionaria publica municipal e estadual ...acontece q estou de auxilio doença ha 2 anos e agora a DPME diz q estou readaptada e tenho q voltar a trabalhar,o municipio entende q estou inapta..
    Se eu voltar a trabalhar readaptada ...posso ser exonerada do vinculo q me consideta inapta??

  • 0
    I

    ISS// Terça, 23 de fevereiro de 2016, 17h21min

    a fraude consiste no fatovde vc afirmar que não tem condições de trabalho o inss concede benefício para vc ficar sem exercer a função e ai vc vai resolve trabalhar e continua a receber um benefici. se quer voltar a trabalhar então solicite que benefício seja cancelado.

  • 0
    Ruth Mello Mello

    Ruth Mello Mello Quarta, 01 de junho de 2016, 12h04min

    Só uma duvida. Quem está afastada por "doença", no estado (fibromialgia e depressão), pode abrir firma virtual e viajar para o exterior todo ano ??

  • 0
    I

    ISS// Quarta, 01 de junho de 2016, 17h36min

    VIAJAR PARA EXTERIOR ELE PODE VIAJAR TODO DIA.
    QUANTO A EMPRESA O SERVIDOR SO PODE ABRIR EMPRESA COMO TODO MUNDO COM CNPJ E DESDE QUE ELE SEJA SOMENTE COTISTA, NÃO PODE GERENCIAR NEM ADMINISTRAR.

  • 0
    M

    Marcelo camargo Segunda, 11 de julho de 2016, 6h46min

    Bom dia.
    Sou colaborador de uma empresa e tenho um ma empresa de prestação de serviços, só que no momento estou com problema sério na coluna, o médico ortopedista falou que não posso suspender mais que 5Kg, neste caso me afasto da empresa que trabalho como fica a situação da minha empresa.
    Tenho que fechar?
    Tenho que se afastar da mesma, e deixar para outro administrar?

  • 0
    Osmar NC

    Osmar NC Sábado, 03 de setembro de 2016, 1h57min

    Ola uma pessoa q vem resebendo auxilho doença a mais d 5 anos sedo nos ultimos 2 anos essa pesso trabalhou em 3 empresas com carteira acinada. E ainda resebe o auxilho doeça essa pessoa esta cometedo qual crime e q pena ela deve cumpri por este crime

  • 0
    R

    Rafael F Solano Sábado, 03 de setembro de 2016, 10h40min

    Tem algum problema ai!! Por longos 2 anos os dados das GEFIP destas empresas teriam informado o PIS ou NIT do empregado que está em aux doença pela previdência!!!

Receba os artigos do Jus no seu e-mail

Encontre um advogado na sua região