Caros colegas: estou com um caso um tanto quanto complicado d se resolver. Como se processaria a aquisição de imóvel rural, em faixa de fronteira, por pessoa jurídica brasileira porém com predominância de capital externo? Já pesquisiei nas leis relativas a tais temas só que ouço me dizerem que já têm julgados dizendo que independentemente de ter o capital estrangeiro, a pessoa jurídica sendo brasileira e constituída no Brasil já basta. O que fazer e como fazer?

Respostas

0

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.