Entrei com um processo digital (0004107-63.2016.8.26.0152) contra a Nextel por ter negativado indevidamente e danos morais, saiu a sentença, ao qual fora considerado "Parcialmente Procedente" vez em que constava outra negativação antiga a qual eu não tinha conhecimento. Inclusive, a cerca de 5 anos eu possuía uma série de restrições em meu nome, pois engravidei "gravidez de risco" (minha filha é prematura de 6 meses) e não pude cumprir com os pagamentos, porém no inicio de 2014 voltei ao mercado de trabalho, fiz cadastro no Serasa Consumidor e paguei todas as dividas em meu nome, apos esse período consegui fazer ate cartões de credito. Só apurei a outra restrição, na data em que abri o processo no Tribunal de pequenas causas, quando a escrevente me solicitou que puxasse um relatório no SPC e Serasa, apuramos que havia esta outra restrição e ela me orientou a quitar a divida com a prestadora Vivo. Não acredito que seja justa a decisão do juiz, vez em que eu honrei minhas dividas e a Nextel me fez de "palhaça" por muito tempo, fraudou meus documentos e até caçoar do meu sobrenome (que havia sido cadastrado incorretamente) o vendedor da loja física em Alphaville caçoou. Gostaria de recorrer da decisão, será que é viável?

Respostas

0

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.