Boa noite. Tenho um filho de 8 anos que mora comigo. O pai e eu somos separados. Nunca moramos juntos, nem namoramos. Só saímos algumas vezes. Ele soube do filho quando ele tinha 10 meses de vida, depois de exigir um teste de DNA, porém só começou a conviver quando nosso filho já estava perto de completar 3 anos de idade.

Tenho uma filha de outro relaciomento. O pai da minha filha está respondendo um processo por lavagem de dinheiro e por este fato o pai do meu filho sempre diz que o pai da minha filha é um bandido e que nosso filho não pode ficar perto dele. Atualmente estou solteira. Não me relaciono com ninguém. Moro na favela e o pai do meu filho tá sempre me ameaçando de tirar a guarda do menino de mim. Meu filho ficou uns dias na casa do pai, pois a favela que eu moro estava em guerra e não havia condições de deixá-lo em casa. Achei melhor para a segurança dele que ficasse fora da comunidade. Mesmo morando em uma área praticamente fora da favela e onde nada acontece No dia 16 de outubro (segunda-feira) véspera do meu aniversário, liguei para o pai do meu filho e pedi para buscá-lo pois nesse dia e no seguinte eu estaria em casa, e expliquei que queria passar com meus filhos. Meu filho já estava com saudade de mim e eu dele. Ele se recusou a entregar o menino e me disse para dar queixa dele na delegacia se quisesse e chamar até o exército pois ele não me devolveria o nosso filho. Depois de falar muito e implorar ele me disse que eu podia pegar meu filho sim. Essa conversa toda começou na segunda por volta das 9h e eu só consegui pegar o meu filho às 21:30 da noite. Tenho a conversa no Whatsapp, mas as ameaças de não devolver o nosso filho ele fez por chamada então não tenho como provar. Não fiz B.O, nunca quis brigar e fora que tenho medo pois ele é policial militar. Mas já estou no meu limite com tantas ameaças. Ele vive me dizendo que vai acionar a justiça para tirar a guarda do meu filho. Tenho muito medo disso. Ele não paga pensão e não da nenhuma ajuda financeira, a não ser a escola que ele paga, todo resto e comigo. Nunca faltou absolutamentenada para o meu filho. Paguei plano de saúde, sozinha, por anos, paguei creche, remédios, vacinas (Ele tem bronquite), alimentei e vesti com o meu dinheiro. Dei e dou amor, carinho e toda atenção do mundo. O que quero saber é o que eu devo fazer? Se ainda posso fazer o B.O? Se é que se faz B.O nessa situação. Se ele pode fazer isso de se negar a devolver o meu filho? pois agora estou com medo de deixá-lo ir e ele não querer me devolver depois. E meu filho quando voltou para casa disse me que o pai contou que eles (o meu filho, o pai dele e a namorada) vão viajar para a Amazônia. Tenho medo que ele faça isso e desapareça com meu filho. Sei que ele já pediu transferência do trabalho para acompanhar a namorada em missão ou sei lá o que (ela é do exercito) Nunca o proibi de ver nosso filho, e até hoje não fiz isso. Porém o medo não me deixa tranquila. Por favor me ajudem. Eu sou leiga nesse assunto, se puderem, por favor, sejam o mais claro possível nas respostas. Agradeço muito a atenção de todos!

Respostas

0

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.