O pai da minha filha está preso desde que ela tinha 1 ano (atualmente ela está com 4) Já é a segunda passagem pela polícia, primeira por roubo e segunda por tráfico. Nessa ultima ele pegou 5 anos e alguns meses. Desde então minha filha não tem contato com o mesmo. Mas obviamente quando ele sair irá procurá-la. Depois do término do relacionamento não tivermos uma relação muito boa, difícil de diálogo. Consequentemente quando ele sair poderá ser da mesma forma, se não pior. Tendo em vista que ainda tenho esperança de um convívio passivo para o bem da nossa filha, não queria pensar em guardar. Já que não consigo desgrudar um dia sequer da minha menina, e tenho medo de começar um conflito perante a decisão de pedir a guarda unilateral, ou até mesmo não conseguir e ter que ser concedida a guarda compartilhada. Mas tenho algumas dúvidas, sem a guarda registrada formalmente, já que minha filha está comigo desde então, eu possuo a guarda dela informalmente? Sei que ele não irá fazer mal algum a própria filha dele, mas não confio nas “amizades” que ele possa ter lá dentro, e de algum conflito minha filha correr perigo. Eu poderia exigir que caso ele queira sair com nossa filha ter que me avisar? Ou até mesmo querer que o passeio seja acompanhado? (sem ter formalizado a guarda unilateral) Ele saindo da prisão eu ainda posso conseguir a guarda unilateral? Como me aconselharia a seguir nesse caso? Sei que ele é pai, e tem seus direitos, mas estou aflita cada dia mais em pensar. Um amigo meu de sala (formado em direito, mas da área trabalhista) me aconselhou a me formar, está com renda fixa, consequentemente dando melhor conforto possível a minha filha para que eu solicitasse a guarda, mas ainda me formo daqui a 4 anos, não sei se seria o correto. perguntas: 1.já que minha filha está comigo desde então, eu possuo a guarda dela informalmente? 2. Eu poderia exigir que caso ele queira sair com nossa filha ter que me avisar? Ou até mesmo querer que o passeio seja acompanhado? (sem ter formalizado a guarda unilateral) 3.Ele saindo da prisão eu ainda posso conseguir a guarda unilateral? 4.Como me aconselharia a seguir nesse caso?

Respostas

0