Juiz Sérgio Moro, a convite do novo presidente Jair Bolsonaro, será o próximo Ministro da Justiça.

No início de Novembro de 2018, Sérgio Moro se reuniu com o Presidente eleito Jair Bolsonaro para decidir o futuro do Ministério da Justiça.

Moro, foi convidado para  ser o próximo Ministro da Justiça e da Segurança pública, o juiz responsável pela lava jato aceita o convite e vai assumir em Janeiro com uma forte perspectiva de criar uma agenda fortalecida contra a corrupção e o crime organizado, sempre respeitando a constituição.

Muitas pessoas estão se perguntando, como fica a operação lava jato. Todavia, a legislação prevê que juízes locais fiquem responsáveis por prosseguir com os processos em Curitiba temporariamente, nesse caso, é a Juíza substituta Gabriela Hardt.

Para especialistas em direito penal, as decisões do juiz que vai substituir Moro devem ser pautadas nas regras legais e nas provas, jamais na pressão popular. Desse modo, é possível fortalecer o combate a corrupção.

Concentrado no combate à corrupção

Depois da notícia invadir todos os canais de comunicação, alguns juristas enfatizam que é importante que Moro dedique suas forças para acabar com a corrupção na política, como Ministro da Justiça, ele certamente terá muitas armas para lutar.

No entanto, esse ministério abrange outras áreas sociais que precisam ser estudadas, como, por exemplo: A repressão a violência, criminalidade nas ruas e outras formas sobre as quais a justiça deve prevalecer.

Até o momento, não se sabe o ponto de vista do futuro Ministro da Justiça e Segurança Pública com relação a essa abordagem e nem o que ele pensa sobre a política penitenciária, considerada, por muitos juristas, o ponto alto desse Ministério.

Por outro lado, a população está confiante que das mãos de Sérgio Moro sairão propostas efetivas para melhorar a segurança em geral no País, bem como será potencializada a luta contra a corrupção que assola todas as esferas políticas.

Moro ficará responsável pela Polícia Federal e já demonstra grande interesse em unificar e fortalecer esse órgão tão importante para a sociedade. Ele teve carta branca para escolher o novo delegado, que deve ser anunciado em breve.

É fato que Sérgio Moro é uma figura notável, um juiz respeitado e que teve sua conduta muito elogiada pelo Poder Judiciário devido seus inúmeros casos de repercussão nacional.

O próximo passo é esperar quais são as primeiras medidas que serão tomadas durante o mandato do novo Ministro da Justiça e Segurança Pública, pois ele mesmo afirma que não é um "homem de política", mas sim de "justiça", sem fazer nenhuma menção contra políticos, apenas explica que ele tem um outro perfil.

 

Notícia colaborativa de Raiz Nativa



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria