a nova Lei de proteção de dados L.G.P.D não vai dar segurança ela apenas vai valorizar ainda mais hackers e fazer empresas investir muito em segurança. esta Lei sera um fracasso. Elias Nunes Sistema Domiciliado.

Olá, o ano 2020 está se aproximando e junto vem Leis que poderíamos dizer que foram criadas por lobistas, uma vez que esta lei nada vai proteger, apenas vai responsabilizar empresas por conter dados, e por outro lado esta lei vem dar mais valor a trabalho de Hackers, e fazer com que empresas invista em mais equipamentos de segurança, como se o problema fosse falta de segurança.

Eu Elias Nunes tenho enfrentado discursos longos neste sentido e provando que um criminoso comete seus delitos na certeza que não será encontrado, por isso há esta sensação de impunidade.

Quando na verdade o que falta é a tecnologia trabalhar investir em mais seriedade, e não deixar brechas, acredito que uma simples Lei esquecida no passado, vem trazer a segurança necessária servindo de base para o avanço da tecnologia. 

A Lei 7115/83 criada pelo economista Hélio Beltrão no governo de Joao Figueiredo esta lei foi criada com o nome BRASIL DO FUTURO. 

Esta lei responsabiliza o cidadão por informar seu endereço, esta lei seria a mais importante de todas para a segurança no mundo virtual e contemporâneo, e hoje serve como base para a contextualização da responsabilidade.

Hoje o Sistema Domiciliado vem padronizando o Documento Comprovante de Residência.

Com avanço da tecnologia é normal que este documento seja criado no ambiente virtual e impresso com as informações descritas pelo próprio interessado.

Uma vez que temos uma lei que reconhece o documento criado pelo próprio interessado, e temos leis que responsabiliza na falsidade das informações e ou falsificação de informações, e ainda de falsidade de ideológicas.

Então o Sistema Domiciliado disponibiliza um documento Padrão onde o cidadão preenche e imprime e apresenta onde foi solicitado.

O Sistema Domiciliado tem mecanismos de verificação da veracidade das informações.

Então temos criado três características para  a formação da Segurança Digital.

01 – Todo o Cidadão tem que ter endereço comprovado.

02 – Todo o Cidadão tem que ter Dados de contatos atualizado.

03 – Todo o Cidadão tem que ter dados de contatos de referências o qual não é fornecido por ele.

(a) – Se cada Cidadão tem um endereço confirmado como ele vai cometer crimes? Sabendo que será encontrado, este será o fim de caloteiros e golpistas.

(b) – Se todo o cidadão tiver dados de contatos atualizados em um banco de dados. Será o fim de fraudes no mundo virtual, toda a empresa teria a obrigação de entrar em contato com o titular de cada CPF que contratar serviços, a fim de verificar se realmente é a pessoa. E eliminar as fraudes no mundo virtual.

(c) – um Sistema contendo as informações de todas as pessoas residente em cada endereço acaba a impunidade. Uma vez que as instituições têm dados de contatos de cada membro residente em cada endereço, esta instituição pode escolher para quem ligar para pegar referências sobre o Cidadão. Responsabilizando cada titular de respectivos CPF quando em uma consulta um residente no endereço que está escrito no comprovante, e alguém do mesmo endereço vai dizer se conhece o Cidadão ou se é desconhecido.

Não precisando mais que cada pessoa apresente um contato de referência. Eliminando assim os golpes.

S.S.D.D Sistema de Segurança Digital Domiciliado a única Solução para a Lei L.G.P.D.

NÃO INVISTA EM SEGURANÇA. INVISTA EM TECNOLOGIA.

Site www.domiciliado.com.br

Contato 45 9 9846-3858  E-mail contato@domiciliado.com.br



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0