Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

Como trabalhar B2B em escritório de advocacia?

O B2B é um modelo de negócios entre empresas que tem crescido bastante nos últimos tempos. Pode servir para todos os tipos de serviços e negócios, desde um despachante aduaneiro comércio exterior até escritórios de advocacia.

No caso de escritórios de advocacia, pode ser uma estratégia de negócios altamente lucrativa, já que várias empresas e organizações precisam contratar serviços jurídicos e elas contratam um escritório de advocacia para prestarem serviços à elas.

Mas o processo de tomada de decisão de empresas é mais longo e complexo do que quando um cliente faz o mesmo, por isso é essencial aplicar o marketing certo e que realmente funcione para B2B.

Nem todas as estratégias de marketing são iguais, por isso as táticas de marketing business to business (B2B) dependerão de vários fatores. Entender como comercializar um escritório de advocacia B2B é diferente de um profissional de advocacia que atende às necessidades de um cliente específico. 

Neste artigo falaremos sobre como o B2B funciona na prática para escritórios de advocacia!

Como funciona o modelo de negócio B2B para escritório de advocacia?

O modelo de negócios B2B é basicamente uma troca business to business, ou seja, as empresas contratam outra empresa para agregar ao seu funcionamento ou seus serviços.

Por exemplo, um fornecedor de cimento marmorizado preço bom pode trabalhar B2B com diversas empresas de construção. No caso de um escritório de advocacia, ela vende serviços para outra empresa para prestar serviços jurídicos.

É considerado um modelo de negócio muito lucrativo, principalmente para escritórios de advocacia que visam dar suporte jurídico às empresas de grande porte. Porém para alcançar esse objetivo é preciso realizar as estratégias corretas.

Qual a diferença entre B2B e B2C?

Antes de falarmos sobre as estratégias de B2B especificamente para escritórios de advocacia, vamos definir alguns termos para melhor esclarecimento.

Primeiramente, o termo B2B significa negócios entre empresas, enquanto que B2C (business to consumer) é o negócio entre empresas e consumidores. A diferença não é somente na nomenclatura, o modelo de negócio B2B possui uma demanda de marketing em cadeias de suprimentos mais complexas que B2C.

Ou seja, os únicos elementos comuns entre B2C e B2B são o funil, a jornada do cliente e as personas. Mas a forma de prospecção e o marketing B2B passa a ser o que antes era representado pela área de vendas.

Essa diferenciação no consumidor final muda todo o jogo da negociação e do trabalho da empresa que está procurando o seu cliente.

De forma mais específica, com o B2B o ideal é que o marketing faça duas das três funções que pertencem às vendas, ou seja: informar, contratar e definir, tornando-se algo mais direto.

Alcançando clientes com marketing B2B

Os escritórios de advocacia que comercializam diretamente para indivíduos devem adotar uma abordagem diferente no marketing. Nesta área, a perspectiva individual toma a decisão final de compra.

No caso de marketing B2B em escritórios de advocacia, o marketing direto é necessário. Isso porque, geralmente, esses potenciais clientes tomam decisões com base em desejos emocionais e motivados por necessidades. Portanto, ao fazer marketing direto para clientes em potencial (empresas), sua mensagem de marketing deve repercutir em um nível pessoal.

Você deve demonstrar o valor de seus serviços em relação às necessidades imediatas e pessoais das empresas, as dores que elas possuem em seus gerenciamentos nas questões judiciais.

Mas isso não significa que o marketing de conteúdo não é importante no B2B, já que alimentar o marketing de conteúdo é um ponto muito importante para fidelizar os clientes também.

Logo, fornecer conteúdos ricos com temas que eles procuram, como, por exemplo, falar sobre assistência técnica perícia trabalhista, é algo que deve ser pensado e construído.

Tudo o que é planejado em marketing de conteúdo é útil, valioso e essencial para orientar seus clientes potenciais, leads e clientes, independente de sua jornada de compra.

Colocando os fundamentos de marketing no lugar

O sucesso do marketing é o resultado da compreensão das necessidades dos clientes em potencial, mas algo muito importante também é que seu escritório de advocacia deve atender a essas necessidades com os serviços que você fornece a outras empresas.

Logo, o conteúdo do marketing deve demonstrar os benefícios e recursos de seus serviços de forma alinhada às preocupações dos clientes B2B.

Ou seja, marketing B2B precisa enfatizar dados, lógica e benefícios financeiros que reflitam o valor de seus serviços. Esses conteúdos podem agradar aos desejos da organização como um todo, mas devem sempre ser apoiadas por um suporte claro e lógico.

Ao fazer marketing para o público B2B, a ênfase nos resultados proporcionará um maior retorno sobre seus esforços.

Destaque todos os benefícios que seus serviços oferecem e as maneiras pelas quais a vida de um cliente em potencial será facilitada por meio da compra de seus serviços. Todos os mercados têm pontos problemáticos específicos, perguntas e preocupações que surgem repetidamente.

Ao manter o foco nesses primeiros, suas campanhas de marketing aumentarão a visibilidade de seu escritório de advocacia de forma mais rápida e consistente.

Saber comercializar um escritório de advocacia B2B de forma diferente de um escritório de advocacia B2C cria uma estratégia de marketing mais eficiente que atinge seu público-alvo e os leva a escolher seu escritório de advocacia em detrimento de seus concorrentes.

Quais as vantagens de implementar o modelo B2B no seu negócio?

Com o advento do marketing digital e do comércio online, cada vez mais empresas buscam soluções de negócios B2B , pois elas aumentam a facilidade e transparência das transações com empresas que podem se tornar parceiras estratégicas, ou seja, verdadeiras aliadas em seus negócios.

A ascensão do comércio B2B tem se mostrado algo muito positivo para todos os tipos de negócios. A assistência técnica chiller carrier, por exemplo, é ideal para todos os indivíduos e empresas que possuem equipamentos de chiller da marca Carrier.

Este é mais um exemplo de B2B de sucesso, e o seu escritório de advocacia também pode entrar nessa lista. Sem dúvidas, são várias as vantagens de atuar nesse modelo de negócio. Confira algumas:

  • Maiores lucros;

  • Contratos longos e fidelizados;

  • Alta demanda e procura pelos serviços;

  • Maior probabilidade de tornar-se autoridade e referência no setor.

Portanto, se você pensa em empreender na área da advocacia, essa pode ser uma porta para o sucesso na área, afinal a demanda é extensa.

O setor jurídico pode fazer marketing digital?

Muitos advogados podem ter essa dúvida ao iniciar estratégias de marketing em sua área, principalmente com a declaração de importação. Então vamos ajudar a responder também essa questão.

É importante destacar que a disposição 94/2000 instituída pela da OAB sobre publicidade estipula que as informações do advogado e do escritório de advocacia são autorizadas nos casos em que o conhecimento relacionado aos serviços jurídicos tornou-se público.

Portanto é permitida a divulgação de dados como informações pessoais sobre currículo, nomes de sócios e presentes na empresa, endereços e contatos, horários e áreas de atuação, deixando visível o seu número de inscrição.

Os meios autorizados para divulgação digital podem ser utilizados desde que realizados de forma moderadamente discreta, como sites com fotos, menção de eventos e conteúdo de conferências que não envolvam serviços e dados pessoais de clientes ou empresas patrocinadas.

Escolher a agência certa de marketing é algo essencial para não ferir essas condutas.

Como começar uma empresa B2B em um escritório de advocacia?

Antes de começar uma empresa de advocacia B2B é importante atentar-se a algumas coisas importantes para não ter dor de cabeça em seus negócios. Veja essas dicas essenciais para começar bem empreendendo em B2B.

Assessoria empresarial

Ter uma assessoria contábil empresarial é muito importante para você ter o suporte necessário e garantir a organização da sua empresa, isto é, conhecer o seu negócio com antecedência é um dos fatores determinantes para o sucesso. E a consultoria pode ajudar em detalhes, como:

  • Custos totais;

  • Tempo de serviço;

  • Garantias;

  • Definições dos tipos de serviços;

  • Suporte.

De fato são pontos essenciais para começar bem as questões de CNPJ, bem como os processos empresariais necessários para exercer as funções do seu escritório de advocacia.

Assessoria contábil

É essencial também neste inicio, obter uma assessoria contábil para abertura de empresa a fim de manter a organização financeira e não ter problemas no futuro quanto a essas questões.

Esse é um exemplo claro de B2B que é essencial em qualquer empresa, assim como assistência jurídica. Isso porque em várias questões internas de qualquer empresa existe a necessidade dessa demanda. 

Principalmente para o início de todo empreendimento, essa assessoria vai garantir uma organização financeira e impedir problemas como comprometimento da gestão de patrimônio familiar, que é algo que deve ser dissociado da gestão de patrimônio empresarial.

Considerações finais

O B2B é sem dúvida um dos principais modelos lucrativos de negócios do momento, pois é um diferencial para as formas convencionais de vendas e prestação de serviços.

Mas para que o seu negócio de escritório de advocacia dê certo com o B2B, é preciso entender o mercado, estudar e se aprofundar, buscar os contatos certos.

Por isso, muitos escritórios de advocacia vêm preparando seus funcionários com mais afinco e investindo em soluções atrativas de conexão de clientes.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor
Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!