Exame Criminológico, Periculosidade, Progressão, Psiquiatria Forense, Perícia, Justiça, Homicídio, Pena, Crime.

O Exame Criminológico é uma avaliação de ordem judicial, ou seja, demandado pelo juiz. É realizado por psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais que atuam na área forense. A função desse exame é avaliar se a pessoa que cometeu um crime e está presa tem condições de receber ou não a progressão de regime.

Segundo o Psiquiatra Forense Hewdy Lobo Ribeiro e a Psicóloga Ana Carolina Schmidt, no texto publicado por ambos no site Consultor Jurídico (http://www.conjur.com.br/2012-ago-03/psiquiatria-psicologia-papel-fundamental-execucao-penal), Exame Criminológico é caracterizado como perícia e deve ser feito e assinado somente por psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais.

Este exame tem um valor social muito importante devido seu objetivo principal ser avaliar se determinado apenado se apresenta com condições físicas e mentais de receber progressão de regime. Em muitos casos, quando o apenado cumpriu sua pena tende a voltar ao convívio social, ou seja, retornar à sociedade. Esta perícia verifica se sessou a periculosidade do indivíduo, e se á adequado este retorno.

Em muitas regiões brasileiras, por não ter disposição de profissionais para esta perícia, o detendo automaticamente volta ao convívio social após cumprida a pena, sem ter sido submetido a esta avaliação. Comumente ocorre a reincidência.

Muito se questiona se determinada pessoa que já cometeu homicídio, quando voltar ao convívio social se irá praticar o mesmo delito. Daí surge a real importância do Exame Criminológico, pois, mesmo cumprido a pena não significa que se está apto para voltar à sociedade, sendo necessária a avaliação de psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais para diagnosticar se realmente há condições para o retorno para a sociedade, se realmente cessou a periculosidade.

O individuo que, cumprindo sua pena, não cessando sua periculosidade e não recebendo perícias (Exame Criminológico), volta a sua liberdade com grandes possibilidades de reincidência. O Exame Criminológico tem um papel fundamental para a Justiça, pois este exame mostrará quando um determinado apenado não está em condições de progressão e de liberdade por seus aspectos mentais, ou seja, não cessou sua periculosidade. Não havendo o Exame Criminológico a Justiça poderá soltar pessoas com alto grau de periculosidade e assim aumentar a taxa de crimes.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria