A PEC tem objetivo primordial criar polícias penais federal, estaduais e distrital, fazendo com que os agentes penitenciários passem a ter os direitos inerentes à carreira policial como também acrescentar essas polícias ao rol dos órgãos do sistema de segurança pública.

De autoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e outros, a Pec 14/2016,  foi aprovado recentemente em segundo turno de forma unânime, com 62 votos a favor no dia 24/09/2018.

A PEC tem por objetivo primordial criar polícias penais federal, estaduais e distrital, fazendo com que os agentes penitenciários passem a ter os direitos inerentes à carreira policial, como também acrescentar essas polícias ao rol dos órgãos do sistema de segurança pública, determinando como de sua competência a segurança dos estabelecimentos penais e a escolta de presos, desse modo igualando os direitos de agentes penitenciários e policiais, liberando-se assim as polícias civis e militares das atividades de guarda e escolta de presos.

Ademais, entre as mudanças está à troca da expressão “polícia penitenciária” para “polícia penal”, a expressão anterior limita o âmbito a uma das espécies de unidade prisional, as penitenciárias, diante disto, compreende-se que seria incompatível com a fiscalização do cumprimento da pena nos casos de liberdade condicional ou penas alternativas.

O texto foi aprovado com alterações feitas pelo relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), senador Hélio José (PMDB-DF), tornando-se tal proposta de emenda, essencial para uma perspectiva de melhora para o sistema penitenciário brasileiro.

Como advogado criminalista, entendo que no âmbito penal, a proposição da Pec 14/2016 é oportuna, uma vez que o Estado precisa retomar o controle dos presídios, que muitas vezes têm se tornado um quartel do crime organizado, sendo assim, a criação das polícias penais trará uma grande contribuição para a segurança pública.

Em corroboração, também se encontra em pauta o projeto (PLC 44/2016), de autoria da Câmara dos Deputados, e iniciativa do Deputado Federal Esperidião Amin (PP/SC), este projeto tem por escopo transferir à Justiça Militar o julgamento de crimes cometidos por militares em missões de garantia da lei e da ordem (GLO), como a que ocorreu recentemente na cidade do Rio de Janeiro.

Outro texto se encontra aguardando votação em primeiro turno é a PEC 24/2012, de autoria do Senador João Capiberibe (PSB/AP) e outros, que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública (FNDSP), que tem por objetivo financiar ações de aparelhamento, capacitação e integração das forças policiais dos estados.

Por fim, para uma melhor garantia de segurança para as mulheres, também se encontra aguardando para ser votado, o PLC 7/2016, de autoria da Câmara dos Deputados, e iniciativa do Deputado Federal Sergio Vidigal (PDT/ES), que altera a Lei Maria da Penha para permitir que delegados de polícia concedam medidas protetivas a mulheres vítimas de violência. Hoje, a concessão é prerrogativa dos juízes.


Autores

  • Wander Barbosa

    Tenho orgulho de me apresentar como advogado responsável por grandes e significativas vitórias em benefício de centenas e milhares de clientes que a mim confiaram sua lide.De fato, reservo-me o direito de recusar alguns tipos de causas que me são apresentadas, mas, por outro lado, permitem-me dedicar com bravura e comprometimento àquelas pela qual me apaixono. Advogo consciente do poder/dever do profissional de direito, sendo, em muitos casos, a última esperança de pessoas e empresas que buscam o destemor, a técnica e os melhores instrumentos capazes de trazer-lhe os benefícios que outrora lhe pareciam impossíveis serem alcançados.

    Ao confiar-me sua causa, tenha a certeza de contar com serviços de altíssimo nível, defendido em juízo por um profissional de notável experiência, destemor e a maestria necessária para reverter questões tidas como improváveis pela maioria dos advogados.

    Pós Graduado em Direito Processual Civil pela FMU - Faculdades Metropolitanas Unidas. Pós Graduado em Direito Penal e Processo Penal pela EPD - Escola Paulista de Direito Autor de Dezenas de Artigos publicados importantes mídias: Conjur | Lexml | Jus Brasil | Jus Navigandi | Jurídico Certo

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor

    Site(s):
  • Manoela Alexandre do Nascimento

    Manoela Alexandre do Nascimento

    Assistente Jurídica, escritório de advocacia Wander Barbosa

    Textos publicados pela autora


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria